Esportes Segunda derrota seguida do Flamengo aumenta pressão sobre técnico Rogério Ceni

Segunda derrota seguida do Flamengo aumenta pressão sobre técnico Rogério Ceni

Três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, duas derrotas seguidas, e cada vez mais pressionado. Essa é a realidade de Rogério Ceni no Flamengo. Após a derrota por 2 a 0 para o Ceará, domingo, no Maracanã, o treinador viu crescer entre os torcedores do Rubro-Negro os pedidos para a sua demissão.

Ceni reconhece que está ameaçado no cargo. "No futebol não existe garantia. Você precisa conquistar a garantia com resultados. Os resultados são ruins perto do que esse grupo pode. A diretoria tem direito de tomar qualquer decisão. O desempenho como comportamento diário é bom, mas como resultado deixa a desejar", disse.

Em 12 jogos, ele soma quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas e acumula ainda as eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores. Escolhas feitas pelo técnico estão sendo muito criticadas, como o fato de Gabigol ficar na reserva. "Me sinto capacitado para estar no Flamengo, mas não estamos confortáveis com os resultados. Na Copa do Brasil, não tivemos tempo de trabalho, na Libertadores tivemos dez, onze dias de trabalho, poderíamos ter tido melhor sorte contra o Racing", disse depois do jogo contra o Ceará.

O treinador, inclusive, teve dificuldades para analisar os motivos de mais um tropeço da equipe no Campeonato Brasileiro. "Não consigo explicar de forma mais clara. Lamento. Vim aqui para ser campeão, quando me convidaram para vir. A gente está deixando passar as oportunidades. É culpa nossa, é culpa minha, nossa dentro de campo", disse.

O Flamengo é o quarto colocado do Campeonato Brasileiro, com 49 pontos. O líder é o São Paulo, com 56. O time só não está mais distante da ponta porque a equipe paulista também perdeu seus dois últimos jogos.

"Não estamos sendo efetivos. Principalmente pela ausência do torcedor. Aqueles 50, 60 mil de média por jogo são combustível importante. Só posso acreditar que seja isso. De resto tem sido feito de tudo. Eles têm se dedicado muito nos treinos, tem intensidade muito alta. A campanha dentro de casa posso avaliar que a voz do torcedor faz a diferença", disse Ceni.

O Flamengo terá agora uma sequência de partidas longe do Maracanã contra Goiás, Palmeiras, Athletico-PR e Sport. "É preciso vencer. Quando criar as oportunidades, colocar para dentro e fazer vitórias. Sem isso, você pode ir para qualquer lugar, para Marte, Goiânia, Brasília, ficar no Rio... Sem as vitórias não tem como as coisas se ajustarem", disse.

Últimas