Esportes Se vencer Roy Jones Jr., Tyson pode receber oferta para enfrentar Deontay Wilder

Se vencer Roy Jones Jr., Tyson pode receber oferta para enfrentar Deontay Wilder

A luta "exibição" do próximo dia 28 contra Roy Jones Jr. começa a ganhar uma importância muito grande no boxe. Caso Mike Tyson vença, existe a possibilidade de que o ex-campeão mundial dos pesos pesados enfrente no início de 2021 o compatriota Deontay Wilder, que foi o dono do cinturão da categoria até fevereiro deste ano.

Como a terceira luta contra o britânico Tyson Fury, que estava prevista para o próximo dia 19 de dezembro, fracassou, o manager de Wilder, Shelly Finkel, planeja fazer uma oferta milionária para o "Iron Man" (Homem de Ferro) aceitar um duelo no primeiro semestre do ano que vem.

Finkel trabalhou com Mike Tyson no fim dos anos 90 e vai tentar convencer o veterano boxeador, hoje com 54 anos, a lutar diante de Wilder, 19 anos mais jovem. A ideia do manager é deixar o seu boxeador em destaque no cenário internacional, pois Fury vai lutar no dia 5 de dezembro e o também britânico Anthony Joshua no dia 19.

Se Fury, campeão do CMB, e Joshua, dono dos títulos da OMB, FIB e AMB, vencerem, estão acertados dois confrontos para 2021, o que deixaria Wilder no segundo escalão. Um duelo contra Mike Tyson poderia render muito dinheiro e deixar Wilder em evidência.

Últimas