Esportes São Paulo se despede da Libertadores contra Binacional por vaga na Sul-Americana

São Paulo se despede da Libertadores contra Binacional por vaga na Sul-Americana

Jamais em sua história o São Paulo poderia imaginar que um dia entraria em campo pela fase de grupos da Copa Libertadores já eliminado. Tricampeão da América, o time jogará às 21h30 desta terça-feira, no Morumbi, em busca de um prêmio de consolação. Atuará para se vingar do Binacional e pela vaga na Copa Sul-Americana.

O São Paulo poderia estar brigando pela classificação às oitavas de final nesta noite não fosse o único a perder pontos para o frágil time peruano. A derrota por 2 a 1, de virada, num jogo no qual podia golear, até hoje é cobrada no clube e causa pesadelos no técnico Fernando Diniz. Mesmo superior, o desperdício de muitos gols custou bem caro naquela noite.

Ter uma despedida honrosa é o mínimo que o São Paulo precisa fazer no Morumbi. Com quatro pontos no Grupo D, basta empatar com os peruanos, com três, para ganhar o prêmio de consolação de entrar na Copa Sul-Americana. O terceiro colocado se garante na competição.

O São Paulo pode usar uma escalação com reservas. No domingo, o time decide vaga nas quartas de final da Copa do Brasil diante do Fortaleza. Após 3 a 3 fora de casa, terá de ganhar para avançar. É o título que falta ao clube e a prioridade no momento.

Fernando Diniz deve promover mudanças. Caso use mesmo a escalação alternativa, o equatoriano Arboleda voltará a ter oportunidade na defesa. Ele perdeu espaço no time e há um bom tempo não joga. Seria uma boa forma de observar qual será sua reação.

Há cinco jogos sem derrotas, o São Paulo vive sua melhor sequência no ano e vai tentar resgatar o bom aproveitamento ofensivo. O time vinha de 21 gols marcados nos últimos jogos até parar na defesa do Grêmio.

É a chance para nomes que buscam volta por cima ganharem pontos com Diniz, como Pablo, Trellez e Vitor Bueno. O técnico quer uma vingança em alto estilo para tentar diminuir o peso da sombra do rival.

Atual campeão nacional, o time peruano vem de surra diante do Sporting Cristal por 6 a 3 e ocupa somente o 11º lugar. A campanha é fraca, mas conseguir um milagre de derrotar novamente o São Paulo seria a consagração. Mesmo precisando ganhar, contudo, o Binacional deve apostar em escalação precavida no Morumbi. O técnico Javier Arce terá só Gularte na frente.

Últimas