Esportes Santos visita Athletico-PR na Copa do Brasil e quer vencer algoz de 1996

Santos visita Athletico-PR na Copa do Brasil e quer vencer algoz de 1996

Na última rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos deixou a vitória escapar contra o Internacional no final da partida e acumulou três empates seguidos na competição nacional. Agora, o foco da equipe de Fernando Diniz é na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 19h, o time da Vila Belmiro visita o Athletico-PR na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo jogo de ida das quartas de final do torneio mata-mata.

Após eliminar dois adversários mais modestos nas fases anteriores, o Santos enfrenta um oponente muito mais indigesto. As equipes só se enfrentaram duas vezes na história da Copa do Brasil, em um duelo pelas oitavas de final em 1996. Os paranaenses se classificaram no agregado por 4 a 1, depois de terem vencido o primeiro jogo em Curitiba por 3 a 0.

Voltando ao presente, três reforços foram anunciados nos últimos dias pela diretoria santista: Augusto Galván, emprestado pelo Real Madrid, Léo Baptistão e Diego Tardelli. O goleiro Jandrei e o zagueiro uruguaio Emiliano Velázquez devem ser oficializados em breve. Apesar das novidades, nenhuma entrará em campo nesta quarta. O Santos até tentou inscrever Baptistão, ex-Wuhan, da China, mas o litígio entre jogador e clube impediram o cumprimento do prazo-limite, que acabava na última terça. Tardelli e Galván ainda precisam aprimorar a forma física.

Com isso, Diniz relacionou 22 atletas para o confronto contra seu ex-clube. O treinador comandou o rival paranaense em 2018, época em que foi da euforia, pelas inovações no campo, até a demissão pela falta de resultados. O Athletico estava em 19º quando foi anunciada sua saída. Seu rendimento em 21 partidas foi de apenas 34%, com cinco vitórias, sete empates e nove derrotas.

Marinho continua fora pelo oitavo jogo seguido, tratando de um hematoma na coxa esquerda. Vinícius Zanocelo, recuperado de lesão, voltou aos treinos, mas não foi relacionado. Danilo Boza e Moraes também são desfalques por terem atuado pelo Mirassol na Copa do Brasil. Camacho, ex-Athletico, é outra ausência, pois entrou em campo pelo Corinthians na edição deste ano. Jhonnathan e Lucas Pires, integrantes do time sub-23, ganham a oportunidade de estar na lista.

Após o empate contra o Inter, o treinador santista valorizou a força do elenco e não se mostrou preocupado por não poder contar com de um de seus principais titulares. "A gente tem jogadores no elenco. O Camacho já não jogou em outras ocasiões e quem entrou conseguiu jogar bem. A gente vai procurar a melhor opção para botar na quarta-feira", disse.

Marcos Guilherme deve voltar à equipe, mas o resto do time é um mistério. Diniz pode apostar no volante Vinícius Balieiro ou no atacante Marcos Leonardo para ocupar a vaga do camisa 29, dependendo do esquema escolhido.

Classificado para a semifinal da Sul-Americana, mas sem vencer há quatro rodadas no Brasileirão, o Athletico-PR sofreu um revés no último domingo ao perder para o Corinthians em casa. O técnico António Oliveira relacionou 24 jogadores para a partida contra o Santos. Entre eles, dois reforços. O atacante Pedro Rocha, emprestado pelo Spartak Moscou, da Rússia, e o zagueiro Lucas Fasson, formado no São Paulo e que estava no La Serena, do Chile, são opções para o treinador português.

Com a ausência de Bissoli confirmada, já que o atacante atuou na Copa do Brasil pelo Cruzeiro, é provável que Renato Kayzer comece o jogo no time titular. Voltam ao 11 inicial o lateral Marcinho e o volante Richard, poupados no Campeonato Brasileiro. O meia Jadson, fora dos últimos quatro compromissos do Athletico, também retorna, mas no banco de reservas. Na busca pelo bicampeonato, o Athletico passou por Avaí e Atlético-GO antes de confirmar vaga nas quartas de final da competição eliminatória.

Últimas