Esportes Santos é derrotado pelo Botafogo na Vila Belmiro e segue sem vencer no Paulistão

Santos é derrotado pelo Botafogo na Vila Belmiro e segue sem vencer no Paulistão

Após estrear no Paulistão com empate sem gols diante da Inter de Limeira, o Santos amargou mais um jogo sem vitória e ainda conheceu a primeira derrota da temporada, ao perder por 1 a 0 para o Botafogo de Ribeirão Preto, neste sábado, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do estadual. Assim como na primeira partida, Fábio Carille, ainda cumprindo isolamento após ser contaminado pela covid-19, não ficou no banco de reservas e foi substituído pelo auxiliar Leandro Silva.

Com apenas um ponto somado, o time da Vila Belmiro está na segunda colocação do Grupo D, formado por Santo André, Bragantino e Ponte Preta, que ainda jogam nesta rodada, iniciada justamente com a derrota santista. Do lado botafoguense, foi celebrada a primeira vitória, depois de um empate sem gols na estreia. A equipe do interior fica com a quarta colocação provisória do Grupo C, dois pontos atrás do líder Palmeiras.

O Santos entrou em campo com uma única mudança em relação ao time que começou jogando no empate com a Inter. Ângelo, de apenas 17 anos, foi escalado por Leandro Silva no lugar de Gabriel Pirani, expulso na rodada passada. Vestido com a camisa 11, herdada após Marinho acertar com o Flamengo, o garoto mostrou personalidade e arriscou jogadas individuais. Algumas tiveram bons desfechos, enquanto outras não foram bem definidas, comprometidas por decisões precipitadas.

Outro jogador que mostrou bastante iniciativa foi Lucas Braga, muito presente no apoio ofensivo. Lá atrás, João Paulo precisou intervir em boas investidas do Botafogo, que levou perigo com Jean e Diego Guerra. Já as melhores chances santistas foram em finalizações de Braga, Marcos Leonardo e Camacho, parados pelo goleiro Deivity, antes de os botafoguenses acelerarem o ritmo e pressionarem nos minutos finais do intervalo.

Joseph, Luketa e Dudu assustaram João Paulo, mas a etapa inicial terminou zerada. O Botafogo voltou para o segundo tempo com três mudanças, e uma delas mostrou resultado aos 16 minutos. Substituto de Luketa, Matheus Carvalho aproveitou bem os primeiros momentos em campo e abriu o placar ao colocar a bola no cantinho após cruzamento de Dudu.

Um pouco antes do gol sofrido, Leandro Silva apostou na entrada do meio-campista Bruno Oliveira no lugar de Velázquez para mudar a postura do time em campo, porém sem abandonar a formação com três zagueiros, pois Zanocelo foi recuado. Três minutos depois, o adversário marcou.

Em desvantagem, o treinador colocou Léo Baptistão, recuperado de um trauma no joelho, e Carlos Sánchez nos lugares de Marcos Guilherme e Zanocelo, respectivamente, mas o Botafogo estava bem posicionado defensivamente e não dava muitos espaços para os jogadores descansados mostrarem suas qualidades.

Quando o Santos encontrou espaço, marcou com Léo Baptistão, aos 37 minutos, mas o gol foi anulado porque ele estava em posição de impedimento. Depois disso, o bloqueio botafoguense prevaleceu até o apito final.

O Santos volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h35, quando faz o primeiro clássico da temporada, contra o Corinthians, na Neo Química Arena. Já o Botafogo recebe a Ferroviária no Santa Cruz, a partir das 21 horas, na terça-feira.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 1 BOTAFOGO

SANTOS - João Paulo; Velázquez (Bruno Oliveira), Luiz Felipe e Eduardo Bauermann; Madson, Camacho, Vinícius Zanoecelo (Carlos Sánchez) e Lucas Braga; Marcos Guilherme (Léo Baptistão), Marcos Leonardo e Ângelo. Técnico: Leandro Silva (auxiliar.

BOTAFOGO - Deivity; Joseph, Diego Guerra e Joaquim; Marlon (Djalma), Filipe Soutto, Emerson, Rafael Tavares (Mantuan/Bruno Michel) e Jean; Luketa (Matheus Carvalho) e Dudu (Tiago Reis). Técnico: Leandro Zago.

GOLS - Matheus Carvalho, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marlon e Jean

ÁRBITRO - Raphael Claus

RENDA - R$ 180.077,50

PÚBLICO - 7.500

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP)

Últimas