Sancho faz 3 gols, pede justiça por Floyd e Dortmund goleia lanterna do Alemão

O Borussia Dortmund confirmou seu favoritismo e atropelou neste domingo o Paderborn, lanterna do Campeonato Alemão, por 6 a 1, fora de casa. O atacante inglês Jadon Sancho foi o destaque da partida, com três gols, e homenagem a George Floyd, homem negro morto por um policial branco em Minneapolis, nos Estados Unidos.

A vitória mantém as esperanças do Dortmund, vice-líder, pelo título nacional e impede que o Bayern de Munique se distancie ainda mais na liderança. Ainda assim, o time aurinegro está longe do líder. Soma 60 pontos, sete a menos que o rival da Baviera, que ampliou sua vantagem na ponta justamente por ter vencido o clássico na rodada anterior.

Restando cinco jogos para o término da competição, isto é, com 15 pontos em disputa, o Dortmund terá de torcer por uma série de tropeços do Bayern para levantar a taça. O Paderborn está afundado na lanterna, com 19 pontos, e pouca perspectiva de que conseguirá reagir.

Na ausência de Haaland, que desfalcou a equipe em razão de lesão joelho provocada por uma trombada com o árbitro na partida anterior, coube a Sancho liderar o Dortmund. O jovem inglês de 20 anos, cobiçado por grandes das Europa, foi o dono do jogo. Ele bagunçou a defensa rival e balançou as redes três vezes, ajudando a construir o placar com naturalidade.

Em uma das comemorações, Sancho levantou a camisa para mostrar a frase "Justiça para George Floyd", aumentando a lista de personalidades do esporte que se posicionaram diante da violência policial contra os negros.

No massacre do Dortmund, também marcaram o atacante belga Hazard, o lateral marroquino Hakimi e o lateral alemão Schmelzer. Os anfitriões marcaram seu gol de honra com o zagueiro Huenemeier, de pênalti, no momento em que perdiam por apenas 2 a 0 e não imaginavam que levariam outros quatro gols.