Esportes Rogério Ceni arma São Paulo para visitar o Jorge Wilstermann com time alternativo

Rogério Ceni arma São Paulo para visitar o Jorge Wilstermann com time alternativo

A dura sequência de quatro jogos do São Paulo longe do Morumbi chega ao fim na próxima quinta-feira, diante do Jorge Wilstermann, em Cochabamba, na Bolívia. O duelo será válido pela terceira rodada da Copa Sul-Americana e o técnico Rogério Ceni, mais uma vez, deve optar pela equipe alternativa.

Ceni não esconde que o Brasileirão é a prioridade e mais uma vez ensaiou os 11 a serem escalados pela Copa Sul-Americana sem a utilização dos titulares. Na reapresentação, nesta segunda-feira, após folga, ele primeiro trabalhou com todos os jogadores divididos em grupos de três, focando em movimentação e finalização.

No coletivo, porém, o treinador deixou alguns titulares escalados contra o Red Bull Bragantino fora da atividade. O foco era a escalação que já trouxe os três pontos contra Ayacucho e Everton, colocando o São Paulo na liderança isolada do Grupo D, com seis pontos - apenas o líder vai às oitavas.

Na Copa do Brasil, em Caxias do Sul, Ceni deixou quatro titulares na capital: os laterais Rafinha e Welington, além do zagueiro Diego Costa e do meia Igor Gomes. Desta vez, há a possibilidade de mais peças permanecerem no País diante de desgastante viagem.

O treinador são-paulino ainda fará mais dois trabalhos na capital antes do embarque agendado para Cochabamba em voo fretado na quarta-feira à tarde. Dono de dois gols na Sul-Americana, o zagueiro Arboleda parece ter convencido que pode ser novamente titular. O equatoriano é quem mais aproveitou as escalações mistas.

Rodando o elenco e também cuidando do desgaste físico para não ter perdas por lesão em temporada longa, Rogério Ceni ainda tem um ótimo motivo para descansar seus titulares na Bolívia. Segunda-feira, no Morumbi, faz o clássico com o empolgado e líder Santos, no Brasileirão.

Últimas