Esportes Ricciardo lidera novamente e Hamilton causa bandeiras vermelhas

Ricciardo lidera novamente e Hamilton causa bandeiras vermelhas

FUM-RICCIARDO-HAMILTON:Ricciardo lidera novamente e Hamilton causa bandeiras vermelhas

Reuters - Esportes

LONDRES (Reuters) - Daniel Ricciardo, da McLaren, liderou a segunda manhã de testes da Fórmula 1 no Barein, neste sábado, que tiveram bandeiras vermelhas depois que o heptacampeão mundial Lewis Hamilton rodou com a sua Mercedes até a caixa de brita.

O bicampeão mundial Fernando Alonso, que substituiu o australiano Ricciardo na Renault, agora rebatizada de Alpine, começou seu retorno à categoria após dois anos afastado com o segundo menor tempo.

Ricciardo também havia sido o mais rápido na sessão de abertura na sexta-feira no circuito de Sakhir.

Alonso deu 59 voltas, sete a mais que Ricciardo, em sua primeira aparição com o modelo A521 e foi 0s124 mais devagar do que a melhor volta do australiano, em 1min32s215, com pneus médios.

O mexicano Sergio Pérez, correndo no lugar de Max Verstappen na nova Red Bull, foi o terceiro mais rápido.

Hamilton foi apenas oitavo, 1s118 atrás do líder, mas completou 58 voltas após um primeiro dia difícil para os campeões.

A Mercedes perdeu tempo precioso após um problema com a caixa de câmbio custar a maior parte da manhã de sexta-feira ao time.

Hamilton foi à caixa de brita na volta 13, pouco depois da metade da sessão, e, com suas rodas girando desesperadamente, forçou uma paralisação de 15 minutos.

O carro foi transportado de volta ao pitlane, envolto em um lençol preto, para ser limpo do cascalho antes de Hamilton voltar para a última hora de testes antes do almoço.

Com as mudanças de direção do vento causando condições desafiadoras, outros pilotos, incluindo Carlos Sainz, da Ferrari, também saíram do traçado ou rodaram.

Sebastian Vettel, da Aston Martin, ficou fora da maioria da sessão por um problema na caixa de câmbio e completou apenas nove voltas.

As equipes têm apenas três dias de testes antes da primeira corrida, no Barein, em 28 de março.

(Por Alan Baldwin)

Últimas