Esportes Ricardo Gareca não garante permanência no Peru e pode deixar seleção após 7 anos

Ricardo Gareca não garante permanência no Peru e pode deixar seleção após 7 anos

Técnico do Peru desde 2015, Ricardo Gareca pretendia classificar o Peru para uma Copa do Mundo pela segunda vez consecutiva, mas não completou a missão e pode estar perto de encerrar o ciclo na seleção sul-americana. Após a derrota nos pênaltis para a Austrália, na Repescagem Mundial das Eliminatórias para a Copa do Catar, na segunda-feira, o argentino de 64 anos afirmou que precisa de tempo para pensar sobre o futuro da carreira.

"Este não é o momento de falar sobre minha continuidade. Agora estou muito magoado, como todos os jogadores e torcedores. Essas decisões são tomadas depois de uma análise profunda e fria, não em momentos como agora", comentou após o jogo, disputado em Al Rayyan, no Catar. "Quando chegarmos a Lima será hora de repensar muitas coisas para analisar, estou com o jogo na cabeça e precisamos ter calma. Em Lima veremos a situação", completou.

O vínculo entre Gareca e seleção peruana era garantido, por contrato, até o fim da participação do time nas Eliminatórias. Caso a vaga na Copa fosse conquistada, a duração seria estendida automaticamente. Como isso não aconteceu, ele fica livre no mercado, mas, segundo a imprensa peruana, a federação de futebol do país tem interesse em dar sequência ao trabalho de sete anos comandado pelo argentino.

Gareca marcou um período importante para o futebol do Peru. Sob o comando dele, a seleção nacional se classificou para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, na qual foi eliminada na fase de grupos, após 36 anos longe do mundial. A última participação antes dessa foi em 1982, na Copa da Espanha.

Antes de fazer história junto aos peruanos, o treinador teve uma passagem bastante ruim pelo Palmeiras, em 2014. Na ocasião, acabou demitido após oito derrotas, quatro vitórias e um empate em 13 jogos, com um aproveitamento de 33%. O time paulista continuou brigando contra o rebaixamento após a saída do argentino, substituído por Dorival Júnior, até o final da temporada, a última antes do início da relação do clube com a Crefisa, em 2015.

Gareca também já treinou times como Vélez Sarsfield, Santa Fé, América de Cali, Universitário, Argentinos Júnior, Independiente, Talleres, entre outros.

Últimas