Rafael Galhardo quer rescindir contrato com Vasco e pede R$ 2 milhões na Justiça

Rafael Galhardo não vai mais jogar pelo Vasco. O lateral-direito entrou na Justiça contra o clube de São Januário e pede a rescisão indireta de contrato, com a cobrança de R$ 2 milhões por causa de salários atrasados, não recolhimento de FGTS e verbas rescisórias.

O clube poderá se defender no transcorrer do caso, pois a ação, que tem como representante do atleta a advogada Ana Paula Belinger, ainda não foi julgada.

Rafael Galhardo foi afastado do elenco e passou a treinar em separado em janeiro, quando Abel Braga era o técnico vascaíno. Com a chegada de Ramon Menezes, o jogador continuou fora dos planos, mas tem contrato até 9 de janeiro de 2021.

No ano passado, Rafael Galhardo atuou com a camisa do Grêmio em 20 jogos e conseguiu marcar dois gols pela equipe gaúcha. Carioca, de Nova Friburgo, o atleta, de 28 anos, começou no Friburguense, em 2007, e foi contratado no ano seguinte pelo Flamengo, time no qual ficou até 2012. Se transferiu para o Santos e ficou até 2016, antes de seguir para Bahia, Grêmio, Anderlecht (Bélgica), Atlético-PR e Cruzeiro.