Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Silvio Lancellotti - Blogs
Publicidade

Para gravar e guardar, um manual completo da Copa do Catar/2022

Uma descrição do país, um pouco da sua história, as fichas básicas das 32 federações que disputarão a competição, todos os 48 jogos da fase de chaves, imagens, ilustrações etc.  E haverá atualizações.

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

As 32 seleções, cada qual com o seu principal jogador, de acordo com a Revista da FIFA
As 32 seleções, cada qual com o seu principal jogador, de acordo com a Revista da FIFA As 32 seleções, cada qual com o seu principal jogador, de acordo com a Revista da FIFA

De apenas 11.581km2 de área plana, arenosa, o Catar se sobressai como um apêndice encarapitado no sudeste da Península Arábica e então invade o Golfo Pérsico numa superfície equivalente à metade do Estado de Sergipe. A sua população, toda em torno de 2,8 milhões, equivale à de Belo Horizonte, aqui no Brasil. Consta que, por lá, já existia gente nos arredores de 50.000 anos atrás. De todo modo, o Catar apenas se tornou nação independente, uma monarquia constitucional, no dia 3 de Setembro de 1971, quando os emires da Casa de Thani firmaram um acordo com o Império Britânico, do qual o lugar dependia como um Protetorado desde 1916, durante a I Guerra Mundial, e Hamad bin Khalifa assumiu o poder. Hoje, Tamim bin Hamad, seu quarto filho, 41 de idade, ocupa o trono. E o rebento caçula de Khalifa, Abdullah bin Hamad, aparece como vice de Tamin.

Um mapa básico do Catar
Um mapa básico do Catar Um mapa básico do Catar

O Catar conquistou o direito de abrigar a Copa de 2022 no Congresso que a FIFA realizou em 2 de Dezembro de 2010. Também se candidataram a Austrália, a Coreia do Sul, os Estados Unidos e o Japão. Em Zurique, Suíça, na sede da entidade, presentes 22 integrantes de seu Comitê Executivo, a eleição aconteceu num quarto escrutínio. Os anteriores sucessivamente descartaram Austrália, Japão e Coreia do Sul. O Catar então sobrepujou os EUA por 14 votos a oito. Não se sabe quanto a Casa de Thani gastou para construir oito estádios modernosos porém próximos em demasia, 72 quiômetros entre Al-Khor e Al-Wakrah, duas das cinco cidades que acolherão os 54 combates da Copa. No entanto, durante todo o processo de construção, proliferaram as denúncias de maus-tratos e até mesmo de semi-escravização dos operários, sem respostas dos mandatários da FIFA.

Gianni Infantino, o presidente da FIFA, e o monarca Tamin bin Hamad
Gianni Infantino, o presidente da FIFA, e o monarca Tamin bin Hamad Gianni Infantino, o presidente da FIFA, e o monarca Tamin bin Hamad

De todas as oito nações que já levantaram a taça nas 21 edições anteriores da competição, apenas a Itália, quatro vezes campeã, não estará no Catar. De todas as outras 12 que chegaram à final mas tombaram na partida decisiva, Hungria, República Tcheca e Suécia não disputarão esse primeiro Mundial do Oriente Médio, o primeiro realizado em uma época insólita. Ao invés dos tradicionais Junho e Julho, os entornos do Verão local, quando uma calorama impiedosa assola aquela região, se desenvolverá em seu Inverno, de 21 de Novembro até o dia 18 de Dezembro. Bem, um Inverno que exige o ar-condicionado.

Em Doha, o pavilhão que centralizará a organização da Copa
Em Doha, o pavilhão que centralizará a organização da Copa Em Doha, o pavilhão que centralizará a organização da Copa

Duas circunstâncias pouco triviais também interferiram nas diversas Eliminatórias de classificação: a Covid-19 e a agressão militarista da Rússia à Ucrânia. Os adiamentos de várias pugnas obrigaram a FIFA a realizar, com meras 29 das 32 seleções necessárias, o feérico sorteio dos oito grupos da competição. Aconteceu no dia 1º de Abril, no esplendoroso Doha Exhibition and Convention Center de West Bay, ou DECC, no coração financeiro da bilionária capital do Catar. As outras participantes, uma da Europa e mais duas provenientes de playoffs intercontinentais, se conheceriam em Junho. No sorteio, quatro potes de oito bolas/equipes, obviamente hierarquizadas graças ao ranking da FIFA, símbolos gráficos substituíram as respectivas três no conjunto das mais fracas.

Publicidade
Os países do Grupo A
Os países do Grupo A Os países do Grupo A

GRUPO A

Por mais que os bingos da FIFA, corretamente, claro, se esmerem em beneficiar os anfitriões, dificilmente o Catar passará à fase seguinte da sua Copa. E que a Neerlândia, novo nome oficial da Holanda, se cuide bem para não se impactar com a imprevisibilidade do time do Equador ou com a impressionante velocidade da ofensiva de Senegal. Crucial, para os hospedeiros, o Jogo 01, que na realidade, por razões da TV, acontecerá depois do 02, contra a “Tricolor” da América do Sul. Uma sua derrota, ou mesmo um empate, poderá lhe custar a eliminação já na sua estreia num Mundial de investimento bilionário.

Publicidade
Hassan al-Haydos, do Catar
Hassan al-Haydos, do Catar Hassan al-Haydos, do Catar

CATAR

Qatari Football Association

Publicidade

Fundação: 1960

Na FIFA: 1962

“Os Marrons”

Participações: estreante

Ranking: 51

Equador
Equador Equador

EQUADOR

Federación Ecuatoriana de Fútbol

Fundação: 1926

Na FIFA: 1927

“A Tricolor”

Participações: 4

Ranking: 46

Senegal
Senegal Senegal

SENEGAL

Fédération Sénégalaise de Football

Fundação: 1960

Na FIFA: 1964

“Os Leões de Teranga”

Participações: 3

Ranking: 20

Neerlândia;Holanda
Neerlândia;Holanda Neerlândia;Holanda

NEERLÂNDIA/HOLANDA

Koninklijke Nederlandse Voetbalbond

Fundação: 1889

Na FIFA: 1904

“A Laranja Mecânica”

Participações: 11

Ranking: 10

Títulos: 0

Vices: 3

Semis: um terceiro lugar, um quarto lugar

Dia 21 de Novembro

CATAR X EQUADOR (Jogo 01)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

SENEGAL X HOLANDA (Jogo 02)

Doha, Al Thumama Stadium, 40.000 lugares

Dia 25 de Novembro

CATAR X SENEGAL (Jogo 18)

Doha, Al Thumama Stadium, 40.000 lugares

NEERLÂNDIA X EQUADOR (Jogo 19)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

Dia 29 de Novembro

EQUADOR X SENEGAL (Jogo 35)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

NEERLÂNDIA X CATAR (Jogo 36)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

Os países do Grupo B
Os países do Grupo B Os países do Grupo B

GRUPO B

Jamais, na história da Copa, qualquer grupo pareceu tão icônico e tão irônico, mil perdões pela rima brincalhona. Desafiam a Inglaterra precisamente a sua ex-colônia dos Estados Unidos e um mano britânico, Gales, de volta ao Mundial depois de 64 anos. E ainda é bom lembrar que o apelido dos atletas do Irã, “Corações de Leão”, relembra exatamente um dos mitos mais lendários da Inglaterra. A a seleção de Sua Majestade ainda não se esqueceu do que padeceu na Copa do Brasil/50 quando foi humilhada por um elenco que ostentava um lavador de pratos, um dono de empresa funerária e um carteiro, 0 X 1 em Belo Horizonte.

Inglaterra
Inglaterra Inglaterra

INGLATERRA

The Football Association

Fundação: 1853

Na FIFA: 1905-1920, 1924-1928, desde 1946

“Os Três Leões”

Participações: 16

Ranking: 5

Títulos: 1

Vices: 0

Semis: duas vezes o quarto lugar

Ehsan Hajsafi, do Irã
Ehsan Hajsafi, do Irã Ehsan Hajsafi, do Irã

IRÃ

Federâsion-è Futbál-è Jomhuri-ye Eslâmi-ye Irân

Fundação: 1947

Na FIFA: 1948

“Os Corações de Leão”

Participações: 6

Ranking: 21

Estados Unidos
Estados Unidos Estados Unidos

ESTADOS UNIDOS

United States Soccer Federation

Fundação: 1913

Na FIFA: 1914

“Os Ianques”

Participações: 11

Ranking: 15

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: uma vez o terceiro lugar

Gales
Gales Gales

GALES

Cymdeithas Bêl-droed Cymru

Fundação: 1876

Na FIFA: 1910-1920,1924-1928, desde 1946

“Os Dragões”

Participações: antes do Catar, 1

Ranking: 18

Dia 21 de Novembro

INGLATERRA X IRÃ (Jogo 03)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

ESTADOS UNIDOS X GALES (Jogo 04)

Al Rayyan, Ahmad Bin Ali Stadium, 40.000 lugares

Dia 25 de Novembro

GALES X IRÃ (Jogo 17)

Al Rayyan, Ahmad Bin Ali Stadium, 40.000 lugares

INGLATERRA X ESTADOS UNIDOS (Jogo 20)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

Dia 29 de Novembro

GALES X INGLATERRA (Jogo 33)

Al Rayyan, Ahmad Bin Ali Stadium, 40.000 lugares

IRÃ X ESTADOS UNIDOS (Jogo 34)

Doha, Al Thumama Stadium, 40.000 lugares

Os países do Grupo C
Os países do Grupo C Os países do Grupo C

GRUPO C

Uma aposta quase tranqüila, Leo Messi contra Robert Lewandowski. Para ambos, aliás, a chance derradeira de atuar num Mundial. Para Messi, seguramente a última de conquistar a Taça FIFA. Uma recordação curiosíssima de um duelo entre Argentina e Polônia no passado: na Copa de 1978, realizada nas plagas platinas, Mário Kempes, o apelidado “El Matador”, ainda não havia marcado um só gol no certame quando coube à sua seleção desafiar a da Polônia. Num papo com seu treinador César Luís Menotti, se convenceu que “dava muito azar” o farto bigodão que ostentava. E raspou tudo. Registrou os tentos dos 2 X 0, a Argentina se tornou campeã e Kempes o artilheiro com o total de seis em três porfias.

Leo Messi, da Argentina
Leo Messi, da Argentina Leo Messi, da Argentina

ARGENTINA

Asociación del Fútbol Argentino

Fundação: 1893

Na FIFA: 1912

“A Alviceleste”

Participações: 18

Ranking: 4

Títulos: 2

Vices: 3

Arábia Saudita
Arábia Saudita Arábia Saudita

ARÁBIA SAUDITA

Saudi Arabian Football Federation

Fundação: 1956

Na FIFA: 1956

“Os Falcões Verdes”

Participações: 6

Ranking: 49

Gerardo Arteaga, do México
Gerardo Arteaga, do México Gerardo Arteaga, do México

MÉXICO

Federación Mexicana de Fútbol Asociación

Fundação: 1922

Na FIFA: 1929

“A Tri”

Participações: 17

Ranking: 9

Polônia
Polônia Polônia

POLÔNIA

Polski Zwiazek Pilki Noznej

Fundação: 1919

Na FIFA: 1923

“As Águias Brancas”

Participações: 9

Ranking: 26

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: duas vezes o terceiro lugar

Dia 22 de Novembro

MÉXICO X POLÔNIA (Jogo 07)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

ARGENTINA X ARÁBIA SAUDITA (Jogo 08)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Dia 26 de Novembro

POLÔNIA X ARÁBIA SAUDITA (Jogo 22)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

ARGENTINA X MÉXICO (Jogo 24)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Dia 30 de Novembro

POLÔNIA X ARGENTINA (Jogo 39)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

ARÁBIA SAUDITA X MÉXICO (Jogo 40)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Os países do Grupo D
Os países do Grupo D Os países do Grupo D

GRUPO D

Talvez a mais desequilibrada das oito chaves da Copa de 2022. Embora com um elenco quatro anos mais velho, o que não significa mais maduro ou nem mais experiente, a França não terá complicações para começar sua defesa do título que arrebatou na Rússia/2018. Seu único obstáculo, mas um obstáculo perigosíssimo: a renovada Dinamarca, invicta nas Eliminatórias e líder do seu grupo na Nations League, uma competição na qual a França, também detentora do troféu, já não tem mais chances de título. A Austrália, que trocou uma classificação sossegada nas eliminatórias da Oceania pelos riscos da disputa de uma vaga na Ásia, penou para chegar aos playoffs e despachar o Peru numa das Repescagens Intercontinentais. A Tunísia vive de uma bela recordação, e só: ao impactar o México por 3 X 1 na fase de grupos da Copa de 1978, registrou a primeira vitória da África num Mundial.

França
França França

FRANÇA

Fédération Française de Football

Fundação: 1919

Na FIFA: 1919

“Les Bleus”, ou “Os Azuis”

Participações: 16

Ranking: 3

Títulos: 2

Vices: 1

Semis: duas vezes o terceiro lugar, uma vez o quarto

Andrew Redmayne, da Austrália
Andrew Redmayne, da Austrália Andrew Redmayne, da Austrália

AUSTRÁLIA

Football Australia

Fundação: 1961

Na FIFA: 1963

“Os Socceroos” (intraduzível)

Participações: 4

Ranking: 42

Simon Kjaer, da Dinamarca
Simon Kjaer, da Dinamarca Simon Kjaer, da Dinamarca

DINAMARCA

Dansk Boldspil-Union

Fundação: 1889

Na FIFA: 1904

“A Dinamite”

Participações: 6

Ranking: 11

Tunísia
Tunísia Tunísia

TUNÍSIA

Fédération Tunisienne de Football

Fundação: 1957

Na FIFA: 1960

“As Águias de Cartago”

Participações: 6

Ranking: 35

Dia 22 de Novembro

FRANÇA X AUSTRÁLIA (Jogo 05)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

DINAMARCA X TUNÍSIA (Jogo 06)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

Dia 26 de Novembro

TUNÍSIA X AUSTRÁLIA (Jogo 21)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

FRANÇA X DINAMARCA (Jogo 23)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

Dia 30 de Novembro

AUSTRÁLIA X DINAMARCA (Jogo 37)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

TUNÍSIA X FRANÇA (Jogo 38)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

Os países do Grupo E
Os países do Grupo E Os países do Grupo E

GRUPO E

Uma outra turma de desfecho previsível e absolutamente unilateral. Choque de provocar faíscas: a “Fúria” versus a “Mannschaft”, duas equipes que sobram neste Grupo. Na última ocasião em que essas duas favoritas se desafiaram numa Copa, na África do Sul/2010, graçãs a Carles Puyol a Espanha bateu a Alemanha por 1 X 0, numa das semis, e daí rumou ao seu único título em Mundial, também 1 X 0 contra a Neerlândia, que ainda era Holanda, Iniesta aos 26’ da prorrogação. Uma ironia digna de figurar nas enciclopédias: apenas a terceira colocada ao suplantar o Uruguai, 3 X 2, na briga pelo bronze, a Alemanha teve uma media de 2,3 gols por partida enquanto a Espanha, que seria a campeã, não passou de 1,1.

Espanha
Espanha Espanha

ESPANHA

Real Federación Española de Fútbol

Fundação: 1913

Na FIFA: 1914

“A Fúria”

Participações: 16

Ranking: 7

Títulos: 1

Vices: 0

Semis: um quarto lugar

Costa Rica, classificada numa das Repescagens Intercontinentais
Costa Rica, classificada numa das Repescagens Intercontinentais Costa Rica, classificada numa das Repescagens Intercontinentais

COSTA RICA

Federación Costarricense de Fútbol

Fundação: 1921

Na FIFA: 1927

“Os Ticos”, ou “Os Costarriquenhos”

Participações: 5

Ranking: 31

Alemanha
Alemanha Alemanha

ALEMANHA

Deutscher Fussball-Bund

Fundação: 1900

Na FIFA: 1904

“A Mannschatf ou “A Equipe”

Participações: 20

Ranking: 12

Títulos: 4

Vices: 4

Semis: quatro vezes o terceiro lugar, um quarto lugar

Japão
Japão Japão

JAPÃO

Nihon Sakka Kyokai

Fundação: 1921

Na FIFA: 1929

“Os Samurais Azuis”

Participações: 7

Ranking: 23

Dia 23 de Novembro

ESPANHA X COSTA RICA (Jogo 10)

Doha, Al Thumama Stadium, 40.000 lugares

ALEMANHA X JAPÃO (Jogo 11)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

Dia 27 de Novembro

JAPÃO X COSTA RICA (Jogo 25)

Al Rayyan, Ahmad Bin Ali Stadium, 40.000 lugares

ESPANHA X ALEMANHA (Jogo 28)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

Dia 1º de Dezembro

JAPÃO X ESPANHA (Jogo 43)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

COSTA RICA X ALEMANHA (Jogo 44)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

Os países do Grupo F
Os países do Grupo F Os países do Grupo F

GRUPO F

Uma das chaves mais complicadas da Copa do Catar. Ao olhar, no papel, na teoria, parece óbvio que se aposte nas seleções da Bélgica e da Croácia como as qualificadas às oitavas de final. Mas não. Na Rússia, em 2018, numa das duas semis, os “Diabos Rubros” perderam da França, que seria a campeã, por 0 X 1, e depois levariam o bronze ao suplantar a Inglaterra por 2 X 0. Na outra das duas semis, a “Pioneira” superou a Inglaterra na prorrogação, 2 X 1, e foi dilapidada pela França na decisão, 4 X 0. Quatro anos, porém, representam uma infinidade no Futebol atual. E o elenco da Croácia envelheceu, o da Bélgica idem. Tanto que ambas, meras segundas em suas chaves, enfrentam o perigo de não batalhar pelo troféu da Nations League. O Marrocos é sempre um adversário insidioso, traiçoeiro. E o Canadá, com todo o respeito às devidas proporções, foi primoroso na sua performance de líder nas Eliminatórias da CONCACAF: em 20 prélios, 14 sucessos e meras duas derrotas, 58 gols pró e 8 contra. Para se tranqüilizarem, os “Diabos Rubros” e a “Pioneira” não podem sacrificar nenhum pontinho sequer antes do seu duro confronto direto no dia 1º de Dezembro.

Bélgica
Bélgica Bélgica

BÉLGICA

Royal Belgian Football Association

Fundação: 1895

Na FIFA: 1904

“Os Diabos Rubros”

Participações: 14

Ranking: 2

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: um terceiro lugar, um quarto lugar

Atiba Hutchinson, do Canadá
Atiba Hutchinson, do Canadá Atiba Hutchinson, do Canadá

CANADÁ

Canadian Soccer Association

Fundação: 1912

Na FIFA: 1912-1926, desde 1948

“As Folhas de Maple”

Participações: 2

Ranking: 38

Marrocos
Marrocos Marrocos

MARROCOS

Fédération Royale Marocaine de Football

Fundação: 1956

Na FIFA: 1960

“Os Leões do Atlas”

Participações: 6

Ranking: 24

Luka Modric, da Croácia
Luka Modric, da Croácia Luka Modric, da Croácia

CROÁCIA

Hrvatski Nogometni Savez

Fundação: 1912

Na FIFA: 1992

“A Pioneira”

Participações: 6

Ranking: 16

Títulos: 0

Vices: 1

Semis: um terceiro lugar

Dia 23 de Novembro

BÉLGICA X CANADÁ (Jogo 09)

Al Rayyan, Ahmad bin Ali Stadium, 40.000 lugares

MARROCOS X CROÁCIA (Jogo 12)

Al Khor, Al Bayt Stadium, 60.000 lugares

Dia 27 de Novembro

BÉLGICA X MARROCOS (Jogo 26)

Doha, Al Thumama, Stadium, 40.000 lugares

CROÁCIA X CANADÁ (Jogo 27)

Al Rayyan, Khalifa International Stadium, 40.000 lugares

Dia 1º de Dezembro

CROÁCIA X BÉLGICA (Jogo 41)

Al Rayyan, Ahmad bin Ali Stadium, 40.000 lugares

CANADÁ X MARROCOS (Jogo 42)

Doha, Al Thumama, Stadium, 40.000 lugares

Os países do Grupo G
Os países do Grupo G Os países do Grupo G

GRUPO G

No lugar da Costa Rica, agora os “Leões Indomáveis”. E o Brasil terá, no Catar, os mesmos outros dois adversários da fase de chaves de 2018. Então, na Rússia, por 1 X 1, empatou na sua estreia com a Suíça, depois despachou a Sérvia por 2 X 0, na sua última peleja. Diante de Camarões, coleciona um histórico perfeito: 3 X 0 nos EUA/94 e 4 X 1 em casa, em 2014. É fundamental afirmar, todavia, que a "Nati" e as "Águias", respectivamente, obrigaram Itália e Portugal à disputa dos playoffs de repescagem que acabaram com a triste, humilhante despedida da "Squadra Azzurra", sem Copa desde a África do Sul/2010. Detalhe curioso: o treinador de Camarões é Rigobert Song que, em 94, com apenas 19 anos de idade, aos 63’ do jogo com o Brasil, se eternizou como o atleta mais jovem a merecer um cartão vermelho nas antologias da equipe “Canarinho”. E, importante, o Brasil ainda precisa completar suas Eliminatórias na CONMEBOL. Falta realizar o prélio suspenso contra a Argentina, que a FIFA reprogramou para 22 de Setembro. De todo modo, já com 45 pontos em 17 porfias, com 14 triunfos e três empates, nos gols 40 contra 5, ostenta todos os recordes sul-americanos.

Brasil, o recorde de pontos nas Eliminatórias da América do Sul
Brasil, o recorde de pontos nas Eliminatórias da América do Sul Brasil, o recorde de pontos nas Eliminatórias da América do Sul

BRASIL

Confederação Brasileira de Futebol

Fundação: 1914

Na FIFA: 1923

“A Canarinho”

Participações: 22

Ranking: 1

Títulos: 5

Vices: 2

Semis: duas vezes o terceiro lugar, duas vezes o quarto

Dusan Tadic, da Sérvia
Dusan Tadic, da Sérvia Dusan Tadic, da Sérvia

SÉRVIA

Fudbalski Savez Srbije

Fundação: 1919

Na FIFA: 1923

(Engloba a ex-Iugoslávia)

“As Águias”

Participações: 13

Ranking: 25

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: duas vezes o quarto lugar

Suíça
Suíça Suíça

SUÍÇA

Schweizerischer Fussnallverband

Fundação: 1895

Na FIFA: 1904

“Nati”, ou “A Nacional”

Participações: 12

Ranking: 14

Camarões
Camarões Camarões

CAMARÕES

Fédération Camerounaise de Football

Fundação: 1959

Na FIFA: 1964

“Os Leões Indomáveis”

Participações: 8

Ranking: 37

Dia 24 de Novembro

SUÍÇA X CAMARÕES (Jogo 13)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

BRASIL X SÉRVIA (Jogo 16)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Dia 28 de Novembro

CAMARÕES X SÉRVIA (Jogo 29)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

BRASIL X SUÍÇA (Jogo 31)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

Dia 2 de Dezembro

SÉRVIA X SUÍÇA (Jogo 47)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

CAMARÕES X BRASIL (Jogo 48)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Os países do Grupo H
Os países do Grupo H Os países do Grupo H

GRUPO H

Acredite quem quiser nesta afirmação, sim, provocativa e audaciosa: trata-se do Grupo mais intrincado da Copa do Catar. O passado e o ranking à parte, e embora a esquadra das “Cinco Quinas” disponha de um certo Cristiano Ronaldo, o CR7, trata-se de quatro elencos equilibradíssimos. E quem viver verá. Em busca de um recorde, se tornar o primeiro atleta a marcar um gol em cinco edições do Mundial, o lusitano do Funchal já beira os 38 de idade e, desde que trocou a Juventus da Itália pelo Manchester United, em meados de 2021, não mais encontrou a sua antiga fúria de artilheiro. O Uruguai quase não se classificou. Precisou ganhar seus quarto jogos derradeiros para obter uma das vagas. Gana e a Coreia do Sul são dois mistérios, duas incógnitas. Sem falar da rivalidade que brotou, entre as “Estrelas Negras” e a “Celeste”, em 2010. Então, um toque de mão de Suárez, ignorado pelo árbitro Olegário Benquerença, de Portugal, impediu que Gana derrotasse o Uruguai nas quartas de final e se tornasse a primeira africana a chegar às semis. A Celeste ganhou nos penais.

Cristiano Ronaldo, de Portugal
Cristiano Ronaldo, de Portugal Cristiano Ronaldo, de Portugal

PORTUGAL

Federação Portuguesa de Futebol

Fundação: 1914

Na FIFA: 1923

“As Cinco Quinas”, ou “Os Escudos Azuis”

Participações: 8

Ranking: 8

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: um terceiro lugar, um quarto lugar

Gana
Gana Gana

GANA

Ghana Football Association

Fundação: 1958

Na FIFA: 1960

“As Estrelas Negras”

Participações: 4

Ranking: 60

Diego Godin, do Uruguai
Diego Godin, do Uruguai Diego Godin, do Uruguai

URUGUAI

Asociación Uruguaya de Fútbol

Fundação: 1900

Na FIFA: 1923

“A Celeste Olímpica”

Participações: 14

Ranking: 13

Títulos: 2

Vices: 0

Semis: três vezes o terceiro lugar

COREIA DO SUL

Daehan Chunkgu Hyeophoe

Fundação: 1928

Na FIFA: 1948

“Os Tigres”

Participações:11

Ranking: 29

Títulos: 0

Vices: 0

Semis: um terceiro lugar

Dia 24 de Novembro

URUGUAI X COREIA DO SUL (Jogo 14)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

PORTUGAL X GANA (Jogo 15)

Doha, Stadium 974, 40.000 lugares

Dia 28 de Novembro

COREIA DO SUL X GANA (Jogo 30)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

PORTUGAL X URUGUAI (Jogo 32)

Lusail, Lusail Iconic Stadium, 80.000 lugares

Dia 2 de Dezembro

GANA X URUGUAI (Jogo 45)

Al Wakrah, Al Janoub Stadium, 40.000 lugares

COREIA DO SUL X PORTUGAL (Jogo 46)

Al Rayyan, Education City Stadium, 40.000 lugares

O Lusail Iconic, estádio da Finalíssima da Copa do Catar
O Lusail Iconic, estádio da Finalíssima da Copa do Catar O Lusail Iconic, estádio da Finalíssima da Copa do Catar

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.