Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Silvio Lancellotti - Blogs
Publicidade

Numa virada empolgante a Inter se mantém na luta pelo bi do Calcio

Em jogo antecipado, pois vai disputar, semana próxima, a decisão da Coppa Itália, a esquadra "nerazzurra" toma 2 X 0 do Empoli e, principalmente graças a Lautaro, consegue o seu triunfo por 4 X 2.

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

O momento do arremate de Lautaro para o empate da Inter contra o Empoli, então 2 X 2
O momento do arremate de Lautaro para o empate da Inter contra o Empoli, então 2 X 2 O momento do arremate de Lautaro para o empate da Inter contra o Empoli, então 2 X 2

Apenas duas jornadas antes do desfecho do Campeonato Italiano de 2021/2022, todas as 20 agremiações da Série A da Bota enfim se equivaleram no número de combates disputados, 36. Na quinta-feira, 5 de Maio, se desenrolou o último cotejo ainda atrasado em razão da Covid-19, e a Salernitana derrotou o Venezia por 2 X 1 (Bonazzoli/pen e Verdi X Henry) – a quarta vitória da equipe do “Cavalo Marinho” em cinco pelejas, 13 pontos em 15 disponíveis. Enquanto a Salernitana, ainda que provisoriamente, deixava a triste zona de rebaixamento à Série B, o lanterninha Venezia mais se condenava à divisão de baixo.

Bonazzolli, da Salernitana
Bonazzolli, da Salernitana Bonazzolli, da Salernitana

Paralelamente, nesta sexta-feira, ocorreram duas pelejas de interesse para os altos da tabela. As duas antecipadas, pois suas protagonistas. a vice-líder Inter e a Juventus, a quarta colocada, no dia 11, a próxima quarta-feira, se enfrentarão pelo título da Coppa Itália. Ainda aritmeticamente com uma chance escassérrima de brigar pelo “Scudetto”, a Juve se digladiou com o Genoa no Luigi Ferraris da Ligúria. Em seus domínios, a Inter recebeu o Empoli com uma crucial obrigação: ganhar e, temporariamente, retomar do Milan o topo da classificação. Daí, no domingo, dia 8, poderia torcer pela queda do grande rival de capital da Lombardia no jogo do Marcantonio Bentegodi contra um Verona bastante perigoso. Eis as fichas e as sínteses das duas contendas solitárias desta sexta-feira.

Abraços em Lautaro, o herói da Inter
Abraços em Lautaro, o herói da Inter Abraços em Lautaro, o herói da Inter

INTER (1º/78/36) 4 X 2 EMPOLI (14º/37/36)

Milão, Stadio Giuseppe Meazza

Publicidade

Árbitro: Gianluca Manganiello

Gols: Romagnoli/con, Lautaro Martínez/2, Alexis Sánchez X Pinamonti, Aslani

Publicidade

Mesmo em viagem, e mesmo num Meazza quase repleto, o Empoli apavorou a Inter e obteve 2 X 0 em menos de trinta minutos na etapa inicial. Mas teve azar aos 40 quando Dimarco perpetrou um cruzamento sem destino e Romagnoli, num escorregão literal, anotou contra as suas redes. O gol desconcertou o elenco visitante. E logo aos 45, depois de um levantamento de Calhanogolu, o arisco Lautaro escorou, junto à marca penal. Lautaro colocaria a Inter à frente aos 64’, ao desfrutar uma rebatida horrível do lateral Fiamozzi. Só nos acréscimos, porém, a Inter se aliviaria da rude pressão do Empoli, um cruzamento de Dzeko que Alexis Sánchez aparou, pertinho do segundo poste.

O Genoa, uma reviravolta nos minutos derradeiros
O Genoa, uma reviravolta nos minutos derradeiros O Genoa, uma reviravolta nos minutos derradeiros

GENOA (19º/28/34) 2 X 1 JUVENTUS (4º/69/36)

Publicidade

Gênova, Stadio Luigi Ferraris

Árbitro: Simone Sozza

Gols: Gudmunsoon, Criscito/pen X Dybala

A “Senhora” é mesmo uma agremiação de aristocratas. Na reserva Giorgio Chiellini, o seu sempiterno capitão, entregou a braçadeira a Paolo Dybala, que já anunciou que não permanecerá em Turim na próxima temporada. Bem pior, que deve se transferir à Inter. E foi o platino, inclusive, o autor do tento do 1 X 0, com um arremate cirúrgico da entrada da área, precisamente colocado no canto de Sirigu. Nos entornos dos 75’, o treinador Max Allegri desandou a perpetrar substituições no seu elenco titular. Claro, mais atento à decisão da Coppa Italia, única possibilidade de galardão nesta "stagione" tão irregular.

O capitão Criscito, o herói do Genoa
O capitão Criscito, o herói do Genoa O capitão Criscito, o herói do Genoa

Aos 84, o mediador Sozza voltou atrás na marcação de um pênalti de Gudmunsson no garoto Aké. Daí, lógico que o Genoa, desesperado para se safar da queda à Série B, corresse na busca do empate, que Gudmunsoon de fato obteve, aos 87’, um tiro cruzado à saída de Szczesny. Com a meta escancarada, nos acréscimos, aos 94’, Kean desperdiçou os 2 X 1 em favor da Juve. Castigaço, pois no lance seguinte Sozza apontou, contra a “Senhora”, um penal igualzinho ao que revertera, agora de Di Sciglio em Yeboah. O veterano Criscito converteu, 2 X 1. Mas, nem estes três pontos inesperados talvez conduzam à “salvezza”.

Dia 7, sábado:

TORINO (10º/47/35) X NAPOLI (3º/70/35)

Turim, Stadio Olimpico Grande Torino

Árbitro: Alessandro Prontera

SASSUOLO (11º/46/35) X UDINESE (12º/43/35)

Sassuolo, MAPEI Stadium

Árbitro: Matteo Marcenaro

LAZIO (6º/59/35) X SAMPDORIA (15º/33/35)

Roma, Stadio Olimpico

Árbitro: Dàvide Massa

Dia 8, domingo:

Missão complicada, a do Milan, em Verona
Missão complicada, a do Milan, em Verona Missão complicada, a do Milan, em Verona

VERONA (9º/52/35) X MILAN (1º/77/35)

Verona, Stadio Marcantonio Bentegodi

Árbitro: Daniele Doveri

SPEZIA (16º/33/35) X ATALANTA (7º/56/35)

La Spezia, Stadio Alberto Picco

Árbitro: Fabio Maresca

VENEZIA (20º/22/35) X BOLOGNA (13º/43/35)

Veneza, Stadio Pier Luigi Penzo

Árbitro: Livio Marinelli

SALERNITANA (17º/29/35) X CAGLIARI (18º/28/35)

Salerno, Stadio Arechi

Árbitro: Marco Di Bello

Dia 9, segunda-feira:

Em Florença, um confronto direto por vaga na Europa League
Em Florença, um confronto direto por vaga na Europa League Em Florença, um confronto direto por vaga na Europa League

FIORENTINA (7º/56/35) X ROMA (5º/59/35)

Florença, Stadio Artemio Franchi

Árbitro: Marco Guida

Inaugurada em 21 de agosto de 2021, e com seu desfecho previsto para 22 de maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos, já viu 352 jogos e 1.007 tentos, média de 2,86. Principais artilheiros: com 27 gols, Ciro Immobile (Lazio); Dusan Vlahovic, 23 (Fiorentina/Juventus = 17/6); Lautaro Martínez (Inter), 19; Giovanni Simeone (Verona), 16; Tammy Abraham (Roma), 15; Domenico Berardi (Sassuolo), 14; Marko Arnautovic (Bologna), João Pedro (Cagliari), Andrea Pinamonti (Empoli), Edin Dzeko (Inter), Viktor Osimhen (Napoli) e Gianluca Scamacca (Sassuolo), 13; Mario Pasalic (Atalanta), Gerard Deulofeu (Udinese) e Gianluca Caprari (Verona), 12; Dries Mertens (Napoli), Francesco Caputo (Sampdoria), Beto (Udinese) e Antonin Barak (Verona), 11.

Immobile, ainda no comando da relação dos artilheiros
Immobile, ainda no comando da relação dos artilheiros Immobile, ainda no comando da relação dos artilheiros

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, vã com cautela e solidariedade, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.