Silvio Lancellotti No Italiano, um sábado horroroso para a Juventus e para o Milan

No Italiano, um sábado horroroso para a Juventus e para o Milan

A "Senhora" perdeu do Napoli, 0 X 1 na Terra da Pizza. O "Diavolo", pior ainda, levou 0 X 2 em visita ao Spezia recém-promovido. E, neste domingo, dia 14, a Internazionale pode assumir a liderança.

Lorenzo Insigne, de pênalti, Napoli 1 X 0 Juventus

Lorenzo Insigne, de pênalti, Napoli 1 X 0 Juventus

@Serie A Calcio

No pandemônio que transtornou o Futebol da Velha Bota desde a impiedosa eclosão da Covid-19, em 2020, o seu “Nazionale” dramaticamente interrompido de 9 de Março até 20 de Junho e daí resgatado em estádios sem platéias, duas agremiações que lutam pelo título de 2020/2021 ou, no mínimo, uma vaga na próxima Liga dos Campeões da Europa, tiveram missões complexas pela frente neste 12 de Fevereiro, na jornada 22 do Campeonato.

Spezia 2 X 0 Milan, a derrota que pode custar a liderança

Spezia 2 X 0 Milan, a derrota que pode custar a liderança

@Serie A Calcio

Líder na tabela desde a rodada 4, agora nos 49 pontos em 63 disponíveis, o Milan viajou 160 km da sua Lombardia até a Ligúria para desafiar o recém-promovido Spezia, na 16ª colocação, meros 21 pontos mas super-necessitado de bons resultados que o mantenham longe dos riscos de um rápido retorno à Série B. No terceiro posto, o melhor em  uma “stagione” irregular em que tenta o seu décimo título consecutivo, a Juventus, de 42 pontos, percorreu os quase 950 km do Piemonte à Campânia para pegar o Napoli, que tinha 37 pontos e então ocupava o sexto lugar, na luta por uma vaga na “Champions League”.

Gattuso e Pirlo, ex-companheiros de Milan e de "Azzurra"

Gattuso e Pirlo, ex-companheiros de Milan e de "Azzurra"

@Serie A Calcio

Começou antes, às 14h00 BsB, a partida entre o “Burro” da Terra da Pizza e a “Senhora” de Turim. Uma contenda peculiar, aliás. Não houve a pugna de ida, na rodada 3, de 4 de Outubro, que a Covid-19 adiou e que ainda não tem data para a sua recuperação. Por isso, o time de Gennaro Gattuso e a esquadra de Andrea Pirlo detêm um potencial de três pontos mais. No dia 20 de Janeiro, pela decisão da Supercopa da Itália, a “Senhora” sobrepujou o “Burro”, 2 X 0. Cristiano Ronaldo e Álvaro Morata, que anotaram os tentos daquela porfia, outra vez se juntaram neste sábado. Lastimável a sua apresentação.

Meret, entrou no lugar de Ospina e foi o astro da peleja

Meret, entrou no lugar de Ospina e foi o astro da peleja

@SSCNapoli

A Juve, então, advinha de três sucessos em série. E então, depois do triunfo na Supercopa, quando levantou o seu nono troféu, até esta data havia acumulado mais cinco vitórias e um empate. Aliás, pior para o “Burro”, antes mesmo do apito inaugural do árbitro Daniele Doveri, um incidente incomum quase comprometeu os planos de Gattuso. Ao se alongar, o arqueiro Ospina se lesionou e Meret entrou em seu lugar. Só que o CR7 e Morata apenas valorizaram Meret. E foi o Napoli quem abriu o marcador, aos 31’, e num lance que, ocorresse do outro lado, inevitavelmente produziria uma enxurrada brutal de acusações ao mediador, por uma ajuda suposta à Juve sempre e sempre beneficiada pelos juízes.

Chiellini X Rrahmani, o risco de saltar com os braços escancarados

Chiellini X Rrahmani, o risco de saltar com os braços escancarados

@SSCNapoli

Na sua peleja de número 400, num cruzamento, Chiellini subiu com Rrahmani e pegou o rosto do rival. De fato, a mão na bochecha do atleta de Kosovo. Para Doveri, não houve o toque proposital, a infração. O VAR, todavia, o convenceu a apontar um penal que Insigne converteu, o seu tento de número 100 com a camisa do “Burro”. Teria um trabalho ingente a Juve para revirar a situação. Meret, aliás, brilharia como o substituto compulsório de Ospina, um arqueiro providencial em exibições recentes. Aos 47’, por exemplo, catou cara-a-cara o que parecia ser o gol do empate do CR7. E aos 57, espalmou acrobaticamente um petardo de Federico Chiesa, que se dirigia ao ângulo esquerdo do "portiere".

Gattuso, ao final do jogo o carinho dos seus pupilos no Napoli

Gattuso, ao final do jogo o carinho dos seus pupilos no Napoli

@SSCNapoli

Na meia-hora derradeira se tornou angustiante o domínio da Juve. E se provou estóica a resiliência do Napoli, o seu “capo” Gattuso eternamente oprimido pela idiossincrasia crônica de Aurelio de Laurentiis, um dono/ditador que se finge de amigo. Meret ainda realizou três intervenções de fato primorosas e se transformou no craque da partida. À Juve resta a expectativa de melhorar, bastante, para a sua visita ao Porto, na quarta-feira, dia 17, pela “Champions League”. E ao Napoli, mais uma vez salvo o emprego do bravo Gattuso, cumprimentadíssimo pelos pupilos ao terminar o combate, resta o sonho de, na quinta, dia 18, em viagem à Espanha, sobrepujar o Granada pelas 16 de final da Liga da Europa.

Ibrahimovic, malabarismo durante o aquecimento

Ibrahimovic, malabarismo durante o aquecimento

@ACMilan

Um tanto depois, no simpático Alberto Picco da Ligúria, o irrequieto Zlatan Ibrahimovic, 39 de idade, o artilheiro do Milan com impressionantes 14 tentos em 11 partidas, teria a chance preciosa de aprimorar ainda mais a sua já esfuziante performance na temporada. Enfim conseguiria se apresentar diante do clube calouro. No primeiro turno, Stefano Pioli,  o treinador do Milan, não pôde utilizá-lo, o Ibra machucado. Ainda assim, o “Diavolo” pespegou 3 X 0, graças a Theo Hernández e a Rafael Leão/2. Só que, no Alberto Picco, os rapazes de Vincenzo Italiano muito mais aclimatados à Série A, o duelo se equilibrou. O Ibra, que havia se divertido, no aquecimento, com o seu show habitual de malabarismo, sumariamente não vislumbrou o formato e nem a cor da pelota nos 45’ iniciais.

Spezia, um triunfo que afasta bastante o risco de volta à Série B

Spezia, um triunfo que afasta bastante o risco de volta à Série B

@Serie A Calcio

Pior. Na verdade, no primeiro tempo o Milan não deu um único chute à meta de Ivan Provedel, fenômeno negativo que não lhe sucedia desde sua visita ao Héllas-Verona em 2019. Apelidado “Aquillota”, ou “Águiazinha”, o Spezia voltou impositivo do intervalo. Natural, justa a sua “rete” aos 56’, Maggiore, depois de uma trama que envolveu a retaguarda do Milan dentro da própria área. E logo viria o bis, espetacularmente, aos 67’, numa jogada ensaiada, a falta que Estevez cobrou, da lateral, para a entrada rápida de Bastoni, nas imediações da meia-lua, um torpedaço de canhota, cruzado, 2 X 0. Sobrou, para o “Diavolo”, torcer pela Lazio contra a Inter, em Milão, neste domingo, e não ceder a liderança do Campeonato à sua inimiga de região. Depois, na quinta, na caça de algum re-embalo, desafiará o Estrela Vermelha, na Sérvia, pela Liga Europa. Crucial que Pioli & Cia se reanimem, que o Ibra re-desperte, pois já no domingo lhes caberá, sim, pegar a Inter.  


A jornada 22 do “Nazionale”:

Sexta-feira, dia 12
Bologna (24 pts/13º lugar) 1 X 1 Benevento (24/15)

Torino 0 X 0 Genoa

Torino 0 X 0 Genoa

@Serie A Calcio

Sábado, dia 13
Torino (17/17) 0 X 0 Genoa (25/11)
Napoli (40/4*) 1 X 0 Juventus (42/3*)
Spezia (24/14) 2 X 0 Milan (49/1)

Domingo, dia 14
Roma (40/5) X Udinese (24/12)
Cagliari (15/18) X Atalanta (37/7)
Sampdoria (27/10) X Fiorentina (22/16)
Crotone (12/20) X Sassuolo (31/8)
Inter (47/2) X Lazio (40/5)

Segunda-feira, dia 15
Verona (30/9) X Parma (13/19)

(* Napoli e Juventus uma peleja menos)


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas