Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Silvio Lancellotti - Blogs
Publicidade

Na Conference League da UEFA, agora mais 53 equipes eliminadas

Pela terceira divisão das competições interclubes da Europa, continuam os mata-matas de qualificação. Em Agosto, se conhecerão as 32 agremiações que disputarão a fase de grupos.

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

A linda taça da Conference League
A linda taça da Conference League A linda taça da Conference League

Com uma mega-jornada de 53 cotejos se encerrou, nesta quinta-feira, 28 de Julho, mais uma etapa na complicada fase de qualificação da Conference League, a CoL, a Liga Conferência da UEFA, uma espécie de terceira divisão do Futebol do Velho Continente. As respectivas vencedoras prosseguirão adiante, noutra etapa bastante volumosa. Às 53 se acrescerão mais onze agremiações, num total de 64 que se debaterão em novos mata-matas, 4 e 11 de Agosto. Em destaque, no negrito, as sobreviventes dos 53 cotejos, com os seus resultados completos, já agregados, na soma do placar de ida com o de retorno:

Ballkani, de Kosovo
Ballkani, de Kosovo Ballkani, de Kosovo

AIK (SUE) 4 X 3 Vorskla Poltava (UCR)

Apoel (CHI) 2 X 0 Botev Plovdiv (BUL)

Astana (CAZ) 0 X 6 Rakow Czwatochova (POL)

Publicidade

Ballkani (KOS) 10 X 0 La Fiorita (SAN)

Broendby (DIN) 5 X 1 Pogón Szczecin (POL)

Publicidade

Buducnost Podgorica (MON) 2 X 3 Breidablik (ISL)

Crusaders (IRN) 1 X 3 Basel (SUI)

Publicidade

CSKA Sofia (BUL) 4 X 0 Makedonija (MAC)

Cukaricki (SER) 8 X 1 Racing Union (LUX)

Dinamo Batumi (GEO) 1 X 6 Lech Poznan (POL)

Dinamo Minsk (BLR) 1 X 3 Hapoel Be’er Sheva (ISR)

Djurgardens (SUE) 4 X 1 Rijeka (CRO)

Drita (KOS) 0 X 2 Antwerp (BEL)

Dunajska Streda (SLQ) 4 X 0 Vikingur (FAR)

Elfsborg (SUE) 2 X 6 Molde (NOR)

FCSB (ROM) 4 X 3 Saburtalo Tbilisi (GEO)

Gabala (AZE) 3 X 5 Fehérvár (HUN)

Gomel (BLR) 2 X 7 Aris (GRE)

Hamrun Spartans (MAL) 2 X 0 Velez Mostar (BOS)

Inter Club d’Escalades (AND) 1 X 4 Cluj (ROM)

Djurgardens, da Suécia
Djurgardens, da Suécia Djurgardens, da Suécia

Kisvárda (HUN) 2 X 0 Kairat (CAZ)

Klaksvik (FAR) 1 X 0 Sutjeska Niksic (MON)

Konyaspor (TUR) 5 X 0 Bate Borisov (BLR)

Laç (ALB) 1 X 4 Petroclub Hincesti (ROM)

Lechia Gdansk (POL) 1 X 2 Rapid Wien (AUS)

Levadia (EST) 3 X 4 Hibernians (MAL)

Lillestroem (NOR) 6 X 2 SJK (FIN)

Lincoln Red Imps (GIB) 0 X 3 Tobol (CAZ)

Maccabi Netanya (ISR) 1 X 2 Istambul Basaksehir (TUR)

Maccabi Tel Aviv (ISR) 3 X 0 Zira (AZE)

Milsami Orhei (ROM) 3 X 6 KuPS (FIN)

Mura (SVN) 1 X 1 St. Patrick’s (IRL) – 5 X 6 nos penais

Neftçi Baku (AZE) 3 X 2 Aris Limassol (CHI)

Newtown (GAL) 2 X 6 Spartak Trnava (SVQ)

Olimpija (SVN) 3 X 3 SS Gheorge (ROM) – 2 X 4 nos penais

Osijek (CRO) 2 X 3 Kyzylzhar (CAZ)

Paide (EST) 0 X 0 Ararat (ARM) – 5 X 3 nos penais

PAOK (GRE) 1 X 3 Levski Sofia (BUL)

Puskás Akadémia (HUN) 0 X 3 Vitória de Guimarães (POR)

Radnicki (SER) 3 X 3 Gzira United (MAL) – 1 X 3 nos penais

Riga, da Letônia
Riga, da Letônia Riga, da Letônia

Riga (LET) 5 X 1 Ruzomberok (SVQ)

Shkendija (MAC) 5 X 2 Valmiera (LET)

Slavia Prague (TCH) 11 X 0 St. Joseph’s (GIB)

Sligo Rovers (IRL) 2 X 0 Motherwell (ESC)

The New Saints (GAL) 0 X 2 Vikingur Reykjavyk (ISL)

Tre Fiori (SAN) 0 X 1 B36 (FAR)

Tuzia City (BOS) 0 X 5 AZ Alkmaar (NEE/HOL)

Universitatea Craiova (ROM) 4 X 1 Vilaznia (ALB)

Vaduz (LIE) 2 X 1 Koper (SVN)

Viborg (DIN) 2 X 0 Suduva (LIT)

Viking (NOR) 2 X 1 Sparta Praha (TCH)

Young Boys (SUI) 4 X 0 Liepaja (LET)

Zrinjski (BOS) 4 X 2 Tirana (ALB)

Eis as 11 equipes que se adicionarão às 53 vencedoras:

Anderlecht, da Bélgica
Anderlecht, da Bélgica Anderlecht, da Bélgica

Anderlecht (BEL)

Dundee United (ESC)

Gil Vicente (POR)

Hajduk Split (CRO)

Lugano (SUI)

Panathinaikos (GRE)

RFS (DIN)

Shakhtyor Soligorsk (BLR)

Twente (NEE/HOL)

Wolfsberger (AUS)

Zorya (UCR)

Um repositório das já numerosas agremiações que não conquistaram as suas vagas na Champions League ou na Europa League, esta CoL começou em 7 de Julho com 177 equipes de 54 das 55 afiliadas da UEFA – descartada a Rússia, punida pela entidade, pela FIFA e pelo COI, por causa da agressão à Ucrânia. E, no seu trajeto até aqui, ainda incluiu mais 16 agremiações repescadas da Champions. Mas, por quê tantas participantes? 

Um motivo histórico, perfeitamente lógico, explica esse absurdo suposto. Logo que nasceu, em 1954, com a intenção de abrigar as suas 25 federações fundadoras, antes mesmo de idealizar uma disputa de seleções a UEFA implantou uma Copa de Clubes Campeões. Ocorreu na temporada de 1955/1956 e o Real Madrid conquistou o primeiro troféu. Um sucesso absoluto, tanto que, logo em 1960, ano da estreia da Euro de nações, a entidade inventou a Copa das Copas para os vencedores de competições nacionais de mata-matas.

A taça da Copa das Copas
A taça da Copa das Copas A taça da Copa das Copas

Com o correr do tempo, a evolução tecnológica das comunicações e a multiplicação dos patrocinadores passaram a exigir a necessidade de se acolherem mais nações e mais equipes. Em 1972 surgiu a Copa UEFA, segunda divisão de então, com 53 times de 31 federações. E daí, a partir da década de 90, com o estilhaçamento da União Soviética e com a extinção da “Cortina de Ferro” que caracterizava o lado Comunista do universo, com as inevitáveis modificações geográficas que a Europa atravessou, a entidade precisou expandir seus torneios. Tanto que, em 2009, transformou a Copa UEFA em Europa League, ou EL, a Liga Europa. Nas versões de 2018/2019 e 2019/2020, a EL alcançou o frenesi de apresentar uma galáxia efetivamente estratosférica de 213 agremiações.

Um cartaz da Conference League
Um cartaz da Conference League Um cartaz da Conference League

Obviamente, no percurso, também a Copa dos Campeões se alterou, se rebatizou e, em 1993, se tornou Champions League, na qual, além das líderes dos certames nacionais, outras agremiações bem classificadas reivindicariam suas vagas. Para determinar quantas de cada país em cada uma dessas competições, a UEFA criou o adequado critério de um ranking fundamentado nas performances acumuladas de todos os clubes, de todas as suas federações, nas cinco temporadas mais recentes. Hoje, a entidade engloba além de 2.000 equipes profissionais. Naturalíssimo, assim, que em 2021, forçada a enxugar a EL de modo a satisfazer as imperiosidades comerciais, inventasse a saída CoL. Pelo menor volume de times, 57, apenas 20 graças ao ranking e outras 37 repescadas da ChL, a EL começará mais tarde. A sua primeira rodada de mata-matas ocorrerá neste próximo dia 4 de Agosto.

A Puskàs Arena
A Puskàs Arena A Puskàs Arena

Como na Champions, a EL que de fato conta só principiará na sua fase de grupos. Haverá oito de quatro agremiações cada, cotejos de ida e volta, pontos corridos, os seus prélios entre 8 de Setembro e 3 de Dezembro. Depois, haverá playoffs e mata-matas até a decisão, planejada para a Puskàs Arena de Budapest, Hungria, em 31 de Maio de 2023. Na CoL, também com oito chaves de quatro, idem pontos corridos etcetera e tal, essa etapa se desdobrará nas mesmas datas e, depois de uma derradeira batelada de playoffs e de mata-matas haverá a final, em 7 de Junho, na Eden Arena de Praga, na República Tcheca.

A Eden Arena
A Eden Arena A Eden Arena

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.