Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Silvio Lancellotti - Blogs
Publicidade

As novidades que o Calcio promete para esta temporada de 2022/23

Duas contratações de impacto já aconteceram, e são duas voltas: Lukaku na Inter e Pogba na Juventus. Aliás, as únicas duas, das sete equipes que chegaram às Copas, que mais se reforçaram de fato.

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

Pogba e Lukaku, basquete de férias
Pogba e Lukaku, basquete de férias Pogba e Lukaku, basquete de férias

Duas voltas impactantes, e providenciais, definiram, até agora, o mercado de transferências do Calcio, o Futebol da Itália, para a temporada de 2022/2023. Verdade que ainda existe um prazo bem longo até o encerramento das negociações, 20h00 de 1º de Setembro, uma quinta-feira. De todo modo, dificilmente qualquer entrada ou qualquer saída poderá superar, em importância ou em significado, os retornos do belga-congolês Romelu Menama Lukaku Bolingoli à Inter de Milão, ou do franco-guineense Paul Labile Pogba à Juventus de Turim. Eis de que forma os sete principais clubes da Bota, aqueles que disputarão as três grande competições da UEFA, já se mobilizaram (se é que realmente se mobilizaram):

CHAMPIONS LEAGUE

De Ketalaere
De Ketalaere De Ketalaere

Milan, campeão da Itália, 86pg/38j (69gp X 31gc)

Incrível. No entanto, além do apoiador belga Charles De Ketelaere, 21 de idade, ex-Brugges, a única promessa de reforço até aqui foi a extensão do contrato do quarentão Zlatan Ibrahimovic, mais contundido do que em campo nas duas últimas “stagioni”. Porém, depois de mais uma cirurgia complicada que essencialmente lhe reconstruiu o joelho canhoto, o Ibra só deverá pisar num gramado em Janeiro de 2023. O “Diavolo” tenta se acostumar ao seu quarto grupo de investidores em uma década. Pior, para Stefano Pioli, treinador do seu “scudetto” 19, foram-se o capitão Alessio Romagoli, que se mudou para a Lazio, e o cobrador de penais Franck Kessié, para o Barcelona. O melhor do momento, para o Milan: já se esgotaram todos os seus ingressos antecipados, os “abonamenti”, aqueles que o torcedor adquire para os seus cotejos 19 cotejos em casa: a bagatela de 40.000.

Publicidade
Lukaku
Lukaku Lukaku

Inter, vice, 84pg/38jog (84gp X 32gc)

Romelu Lukaku reapareceu na Lombardia com uma frase ensaiadíssima: “Nunca deveria ter trocado a tranqüilidade de Milão e da Inter pela bagunça de Chelsea de Londres”. De fato, foi um insucesso a sua passagem pela Inglaterra, apenas 15 tentos em 44 jogos, em comparação aos 64 que havia marcado em 95 pelejas com a “Biscione” de 2019 a 2021. Melhor: com o argentino Lautaro Lartínez, retoma a parceria batizada de La-Lu, que arrebatou o “scudetto” de 2020/21. A Inter ainda amealhou, sem custo, o coringa Henrikh Mkhitaryan, armênio da Roma, espera contratar o meia platino Paulo Dybala, desvinculado da Juventus, e só precisa substituir o lateral Milan Skriniar, um eslovaco que preferiu cruzar os Alpes e atuar no PSG. A Inter também vendeu todos os seus 40.000 “abonamenti”

Publicidade
Kvaratskhelia,
Kvaratskhelia, Kvaratskhelia,

Napoli, 3º lugar, 79pg/38jog (74gp X 31gc)

Dos peninsulares que abiscoitaram vagas na Champions, o “Burro” da Terra da Pizza parece o mais estagnado. Já sabia que o seu craque e capitão Lorenzo Insigne deixaria a Campânia depois de 434 pelejas e 122 gols. O Lor, para a frustração dos seus idólatras, optou pela dinheirama do Toronto do Canadá. Também perdeu o experiente belga Dries Mertens, que não aceitou uma redução de salário e está à cata de outro time. Um eterno mal-humorado, para não dizer ditatorial, o presidente Aurelio De Laurentiis se recusa a gastar. Por enquanto, meramente consolou o seu treinador Luciano Spalletti com duas promessas, o lateral uruguaio Mathias Olivera, de 24 anos, e um ala bem mais garoto, um georgiano de sobrenome tão estranho que o clube brincou na sua imagem de apresentação: Khvicha Kvaratskhelia, de 21. Pior, determinado a encher o seu caixa, o cineasta cedeu o requisitadíssimo beque-central Kalidou Coulibaly ao Chelsea pelo equivalente a R$ 220 mi.

Publicidade
Pogba
Pogba Pogba

Juventus, 4º lugar, 70pg/38jog (57gp X 37gc)

Surpreendida com a súbita partida do português Cristiano Ronaldo, o CR7, autor de 101 tentos em 134 porfias entre 2018 e 2021, na correria, no meio da “stagione” seguinte, a “Senhora” consumiu cerca de R$ 350 mi para arrebatar o sérvio Dusan Vlahovic à Fiorentina. DV9 na “Viola”, o artilheiríssimo virou DV7 na Juve porque a camisa 9 era, então, do espanhol Angelo Morata. Provinha de 44 tentos em 98 cotejos mas se limitou a só 9/21 na “bianconera” e ficou ostensivo que lhe faltava: o municiador ao estilo de Federico Chiesa, que já era da Juve mas estava lesionado. Agora, tudo parece mais reluzente.

Além de Pogba, crucial em quatro títulos no incrível enea da “Senhora”, de 2013 até 2016, amealhou o argentino Ángel Di María, 34 anos, um ex-PSG, a quem as estatísticas apontam como o principal produtor de “assistências” da Europa. Além de Dybala, a Juve pode ficar sem o central neerlandês Mathijs De Ligt, por questões financeiras. Como se aposentou Giorgio Chiellini, isso representa a solidão para Leo Bonucci no miolo da zaga. O treinador Max Allegri aposta em Federico Gatti, 24 e uma aparição pela “Azzurra” em seus idos de emprestado ao Frosinone. E sonha com Pau Torres, 25, 1m91, sólido astro do Villarreal.

EUROPA LEAGUE

Romagnoli
Romagnoli Romagnoli

Lazio, 5º lugar, 64pg/38jog (77gp X 58gc)

Certamente de olho nos números ruins da sua retaguarda, a décima pior do Campeonato de 2021/22, coisa péssima em comparação ao quinto posto na classificação geral, o treinador da “Águia”, o polêmico Maurizio Sarri, decidiu revolucionar o “cuore”, o coração da equipe, da meta até a transição. Serão novos o arqueiro Luís Maximiano, 23, português, ex-Granada; além de Romagnoli, de novo na sua região de nascença e, enfim, no seu clube de infância, o sólido central Nicolò Casale, 24, ex-Empoli; e o esperto volante baiano Marcos Antônio, 24, ex-Shakhtar Donetsk da Ucrânia. Nada que comova os seus fanáticos, porém.

Çelic
Çelic Çelic

Roma, 6º lugar, 63pg/38jog (59gp X 43gc)

Carente dos subsídios financeiros que lhe permitiriam as apostas mais alentadas, a “Loba” da Capital da Bota, sob o comando de José “Special One” Mourinho, até aqui se contentou em especular. Para o seu elenco titular, apenas conquistou duas incógnitas: o ala turco Zeki Çelic, de 25 anos, ex-Lille da França; e o já veterano sérvio Nemanja Matic, de 33, ex-Manchester United. Na verdade, a Roma até mesmo se enfraqueceu com a inesperada saída de Mkhitaryan. E talvez se mostre fatal a eventual despedida do excelente meia Nicolò Zaniolo, 23, da "Azzurra", em conversas adiantadíssimas com a Juventus.

CONFERENCE LEAGUE

Jovic
Jovic Jovic

Fiorentina, 7º lugar, 62pg/38jog (59gp X 51gc)

Vincenzo Italiano, um treinador menos cotado mas capaz da firmeza necessária nas oito rodadas derradeiras, enfim recolocou a “Viola” nas competições da Europa, de onde se afastara na temporada de 2016/17. Esta sua Fiorentina, aliás, até mesmo pode se considerar uma candidata à taça da Conference League. Pela grande distância técnica que a separa da maioria das adversárias, mas, também, pela arrumação do seu elenco, Italiano não se preocupou com a partida do utilitário Krzysztof Piatek, ala emprestado pelo Hertha Berlim. Já dispunha das reposições: o sérvio Luka Jovic, 24, companheiro de Vlahovic na seleção, e o versátil Rolando Mandràgora, 25, exatamente da Juve do DV9. Também conseguiu o contrato do lateral Dodô, ou Domílson Ribeiro dos Santos, 23, brasileiro de Taubaté, ex-Curitiba e ex-Shakhtar Donetsk, das seleções de base desde 2015. E ainda do arqueiro Pierluigi Gollini, 27, ex-Tottenham, na suplência da “Azzurra” desde 2019.

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.