Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Silvio Lancellotti - Blogs
Publicidade

Acredite, já começou a Champions League da Europa em 2022/2023

Na edição 68 desde que nasceu, a 31ª desde que se modernizou e aumentou de tamanho, desta vez a competição não tem nenhuma equipe da Rússia, punida pela sua agressão militarista à Ucrânia

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

A linda taça da Champions League
A linda taça da Champions League A linda taça da Champions League

E vai começar tudo de novo. Já está muito longe o tempo em que o Futebol da Europa saboreava as férias de verão, praticamente entre Junho e o final de Julho, idos em que os atletas e as suas famílias se amontoavam nas praias do Mediterrâneo. Corriam as décadas de 60 e de 70, a UEFA apenas ostentava três dezenas de federações e cada uma de suas competições dispunha de um período confortável para se estender. Agora, mal se encerrou em 28 de Maio a última versão da Champions League, ou ChL, a Liga dos Campeões, neste dia 12 de Julho de 2012 oficialmente se inauguraram as diversas etapas de qualificação da edição 68 desde a sua criação em 1955, a 31ª desde a sua modernização em 1993.

O Eintracht Frankfurt, vencedor da Europa League de 2021/22 e promovido à Champions
O Eintracht Frankfurt, vencedor da Europa League de 2021/22 e promovido à Champions O Eintracht Frankfurt, vencedor da Europa League de 2021/22 e promovido à Champions

Nos começos da Liga, que se chamava Copa, só mesmo os campeões podiam participar. Desde 1993, no entanto, outros clubes, bem colocados nas tabelas dos torneios do Velho Mundo, passaram a ter vagas na nova Champions. Para determinar as vagas de cada nação em cada uma de suas competições, a UEFA se fundamenta num ranking, que considera as performances acumuladas das equipes nas cinco temporadas mais recentes. Pelo ranking, as filiadas do primeiro ao quarto lugar têm quatro clubes na ChL. Nesta edição, a Alemanha entrou com cinco porque o Eintracht Frankfurt levou a Europa League. A quinta e a sexta têm três. Da nona até a 15ª, duas, com a Rússia na oitava posição. As restantes, um time.

O Real Madrid, vencedor da Champions de 2021/22
O Real Madrid, vencedor da Champions de 2021/22 O Real Madrid, vencedor da Champions de 2021/22

Atualmente, a UEFA abriga 55 afiliadas. Porém, apenas 53 puderam inscrever as suas equipes nesta ChL. Punida por sua agressão militarista à Ucrânia, apesar da sua boa posição a Rússia ficou sem as duas representantes a que teria direito. E Liechtenstein continua de fora pois os sete clubes da sua Liga disputam torneios na Suíça. Assim, ao invés das 78 de 2021/22, são 76 as agremiações em ação nesta Champions. O Real Madrid ganhou o título na temporada anterior. E a entidade já demarcou a final desta edição para o próximo dia 10 de Junho de 2023, no opulento Ataturk Olympic de Istambul, Turquia.

As 26 agremiações que entram diretamente na fase de chaves
As 26 agremiações que entram diretamente na fase de chaves As 26 agremiações que entram diretamente na fase de chaves

Como já ocorrera em 2021/22, também nesta sua presente formatação a UEFA decidiu privilegiar as 26 agremiações com um ranking superior nas suas competições. Reservadas essas 26, as restantes 52 se digladiarão em eliminatórias, no estilo de mata-matas, até sobrarem seis. Um sorteio, dia 25 de Agosto, dividirá as 32 em oito chaves de quatro. E nessas chaves, entre 6 de Setembro e 2 de Novembro, haverá combates de todas contra todas, ida e retorno, pontos corridos. Prosseguirão as vencedoras e suas vices respectivas em cada grupo. Eis o rol das 26 que entrarão diretamente na fase de chaves:

Publicidade

ALE: Bayern, Dortmund, Frankfurt, Leipzig, Leverkusen

ING: Chelsea, Liverpool, Manchester City, Tottenham

Publicidade

ESP: Atlético, Barcelona, Real Madrid, Sevilla

ITA: Inter, Juventus, Milan, Napoli

Publicidade

FRA: Marseille, PSG

POR: Porto, Sporting

NEE: Ajax

BEL: Club Brugge

AUS: RB Salzburg

ESC: Celtic

UCR: Shakhtar Donetsk

Na verdade, esta ChL já havia principiado, no dia 21 de Junho, numa série de pré-eliminatórias, em prélio único, com as equipes que conquistaram os títulos nacionais das federações situadas do 52º ao 55º lugar no ranking:

O Vikingur, o campeão da Islândia
O Vikingur, o campeão da Islândia O Vikingur, o campeão da Islândia

La Fiorita (San Marino) 1 X 2 Inter Club (Andorra)

Levadia (Estônia) 1 X 6 Víkingur Reykjavik (Islândia)

Mais um duelo, dia 24, definiu um promovido solitário:

Inter Club (AND) 0 X 1 Víkingur Reykjavík (Islândia)

O Vikingur se integrou às 29 equipes que ganharam os torneios das afiliadas situadas do 22º ao 51º lugar. E os cotejos de ida dos mata-matas respectivos aconteceram em 5 e em 6 de Julho. Agora, na terça-feira, dia 11, e na quarta, dia 12, ocorreu a volta. Eis os seus 15 sobreviventes, também realçados em negrito, e os seus resultados agregados:

Cluj (ROM) 2 X 2 Pyunik (ARM) – 3 X 4 nos penais

Dinamo Batumi (GEO) 1 X 2 Slovan Bratislava (SVQ)

Ferencváros (HUN) 5 X 1 Tobol (CAZ)

Hibernians (MAL) 0 X 3 Shamrock Rovers (IRL)

Klaksvík (FAR) 3 X 4 Bodo/Glimt (NOR)

Lincoln Red Imps (GIB) 2 X 3 Shkupi (MAC)

Linfield (IRN) 2 X 1 The New Saints (GAL)

Qarabağ (AZE) 5 X 2 Lech Poznań (POL)

RFS (LET) 2 X 2 HJK (FIN) – 4 X 5 nos penais

Shakhtyor Soligorsk (BLR) 0 X 2 Maribor (SVN)

Sheriff (MOL) 1 X 0 Zrinjski (BOS)

Sutjeska Nikšić (MON) 0 X 3 Ludogorets (BUL)

Tirana (ALB) 1 X 3 Diddeleng (LUX)

Vikingur Reykjavík (ISL) 5 X 6 MALMOE (SUE)

Žalgiris (LIT) 2 X 1 Ballkani (KOS)

Essas 15 agremiações se adicionarão, agora, a aquelas cinco campeãs das federações localizadas do 17º até o 21º lugar, mais as quatro vices das afiliadas entre o 12º e o 15º lugar. Eis as cinco campeãs de 17 a 21 e as quatro vices de 12 a 15:

CRO – Dinamo Zagreb

GRE – Olympíakos

ISR – Maccabi

SUÍ – Zurich

TCH – Viktoria Pilzen

CHI – Larnaca

DIN – Midjylland

TUR – Fenerbahçe

UCR – Dynamo Kyiv

O Trabzonspor, o campeão da Turquia
O Trabzonspor, o campeão da Turquia O Trabzonspor, o campeão da Turquia

Em 18 de Julho um sorteio desenhará os mata-matas que, de 19 até 27 de Julho, produzirão mais 12 sobreviventes. E aos 12 se juntarão o Trabzosnzpor (da Turquia, 13ª do ranking), o Copenhague (da Dinamarca, a 14ª), além das duas campeãs das federações no 15º e no 16º posto, das vices do 7º ao 11° (descartada a Rússia, claro), e das duas terceiras colocadas nos torneios da 5ª e da 6ª. Eis as outras duas campeãs, as quatro vices e as duas terceiras:

CHI – Apollon Limassol

SER – Estrela Vermelha

AUS – Sturm Graz

BEL – Union Saint-Gilloise

ESC - Rangers

NEE – PSV Eindhoven (Neerlândia, a ex-Holanda)

FRA – Monaco

POR – Benfica

As porfias derradeiras se decidirão num sorteio efetuado dia 2 de Agosto. E então a ChL de agora adentrará num trajeto intrincado. A vencedora da pugna que envolver o Estrela Vermelha ainda precisará pegar o Copenhague. E o Trabzonspor, por sua vez, cairá na turma das equipes que ganharem as pelejas do Benfica, do Fenerbahçe, do Rangers, do PSV e do Dynamo Kyiv. Partidas entre 16 e 24 de Agosto. Consolo das perdedoras: poderão integrar a repescagem da Europa League. Um novo bingo, enfim, planejado para o dia 25 de Agosto, determinará a composição das oito chaves.

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe sua opinião no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o abraço virtual do Sílvio Lancellotti! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.