Silvio Lancellotti A Inter não joga, a Juve perde, o Milan vence, e o Calcio segue vivo

A Inter não joga, a Juve perde, o Milan vence, e o Calcio segue vivo

Um ataque da Covid-19 causou o adiamento do prélio da líder com o Sassuolo. Mas, continua aceso o "Nazionale" numa semana em que só a Roma restou, de sete times, nas competições da Europa.

Festa do Milan em Florença, o único que resta, talvez, para enfrentar a Inter

Festa do Milan em Florença, o único que resta, talvez, para enfrentar a Inter

@ACMilan

Foi lastimável para o Futebol Italiano esta última semana antes da abertura, na Europa, das eliminatórias da Copa do Mundo a se realizar no Catar em 2022. Primeiro, dos quatro clubes que a Velha Bota inscreveu na “Champions League”, além da Internazionale já eliminada na etapa de chaves, a Atalanta, a Juventus e a Lazio se despediram na fase das oitavas de final. Depois, na Liga Europa, já fora o Napoli na etapa das 16 de final, nas oitavas se despediu o Milan. Só a Roma conseguiu sobreviver na segunda das duas competições que a UEFA organiza no continente. E o cenário mais se turvou quando, em testes protocolares que as federações exigem de seus clubes, dez integrantes da tropa da Inter, entre atletas e Comissão Técnica, resultaram positivo para o vírus da Covid-19. 

A "palestra" da Inter, o espaço em que se fizeram os exames da Covid-19

A "palestra" da Inter, o espaço em que se fizeram os exames da Covid-19

FCInter1908

Dos dez suspeitos as contraprovas de quatro confirmaram a contaminação: o arqueiro Handanovic, os zagueiros De Vrij e D’Ambrosio, mais o meiocampista Vecino, o único suplente. Depois de quatro dias em observação, internado numa clínica, Beppe Marotta, Diretor Esportivo, acabou liberado para se tratar em casa. Imediatamente, a ATS de Milão, a Agenzia di Tutela della Salute, que determina as regras sanitárias na capital da Lombardia, se decidiu pela suspensão da partida Inter X Sassuolo, programada para  este sábado, 20 de Março. Fica no ar uma dúvida a respeito de “nerazzurri” cujos exames não acusaram infecção mas, de acordo com as normas da UEFA, devem permanecer em quarentena por 14 dias. Casos do italiano Barella, do belga Romelu Lukaku e do croata Brozovic.

Eis uma síntese das principais pelejas da rodada 28:

Zapata, da Atalanta

Zapata, da Atalanta

@Serie A Calcio

VERONA 0 X 2 ATALANTA
Verona, Stadio Marcantonio Bentegodi
Árbitro: Luca Pairetto
Gols: Malinovski/pen, Zapata

Depois de dois tombos consecutivos no Campeonato e da sua patética despedida da “Champions” na Espanha, 0 X 2 para o Real Madrid, numa difícil “trasferta” à Terra de Romeu e Julieta a “Deusa” necessitava compulsivamente de uma recuperação. E obteve um triunfo mais sossegado que imaginava, já na etapa inicial. Aos 33’, Malinovski, na cobrança de um penal evidentíssimo, o desvio de mão de Dimarco diante da meta. E aos 42’ graças a Zapata, em um lance individual, um drible atordoante em Lovato e o toque à saída de Silvestri. Nos pontos, a Atalanta emparelha com a Juventus mas se mantém na “zona LC”.

Andrea Agnelli, o CR7 e a homenagem fatídica

Andrea Agnelli, o CR7 e a homenagem fatídica

@JuventusFC

JUVENTUS 0 X 1 BENEVENTO
Turim, Allianz Stadium
Árbitro: Rosario Abisso
Gols: Gaich

Andrea Agnelli, o presidente da “Senhora”, com certeza se arrependeu da homenagem que fez, antes da peleja, ao astro Cristiano Ronaldo, dar-lhe de presente uma camisa em honra do fato de o lusitano, supostamente, ter batido um recorde de gols de Pelé. Na tal camisa, o número 700, pois no total do brasileiro, de acordo com uma estatística construída por puristas da Europa, não valeriam os tentos em cotejos “não oficiais” e, ao invés dos reais 1.283 da História aceita cá no Brasil, o Rei não passaria dos 767. Ao  número, a camisa agregava a legenda “G.O.A.T.”, mais comum nos EUA, destinada ao “quarterback” Tom Brady, “Greatest Of All Time”, o melhor de todos os tempos, obviamente um exagero...

O momento do arremate de Gaich, do Benevento

O momento do arremate de Gaich, do Benevento

@Serie A Calcio

Com mais uma atuação medíocre o CR7 não conseguiu auxiliar a sua equipe a superar um adversário muito mais fraco, que se retrancou o prélio inteiro e apenas obteve a sua “rete” numa barbaridade do brasileiro Arthur, que se enredou num equívoco impensável, tentar o passe lateral, na paralela à linha da área grande, a um companheiro e, no fim das contas propiciar o arremate de um inimigo, no caso Gaich, atônito pelo presente. A tragédia se anunciou aos 69’. Daí, verdade que logo aos 71’ o árbitro ignorou um penal de Foulon em Chiesa. Nada, contudo, justifica a inapetência da “Zebra”, que deixou furiosa a sua torcida, agora já a pedir cabeças, desde o treinador Andrea Pirlo,  o menos culpado, ao cartola Fabio Paràtici, o responsável de fato pela brutal demolição do elenco da eneacampeã.

Ibrahimovic e Brahim Díaz

Ibrahimovic e Brahim Díaz

@ACMilan

FIORENTINA 2 X 3 MILAN
Florença, Stadio Artemio Franchi
Árbitro: Marco Guida
Gols: Pulgar, Ribéry X Ibrahimovic, Brahim Díaz, Calhanoglu

Uma exibição majestosa da dupla Zlatan Ibrahimovic e o seu quase xará Brahim Díaz, e o elenco de Stefano Pioli não apenas se resgatou da humilhação da Liga Europa, eliminado em casa pelo Manchester United, como ainda se fortaleceu como o único clube capaz de atrapalhar a rivalérrima Inter na luta pelo “scudetto” da temporada de 2020/2021.

O momento do gol de Brahim Díaz

O momento do gol de Brahim Díaz

@ACMilan

O Ibra fez 1 X 0 aos 9’, num lançamento de Kjaer, o seu gol de número 15 na “stagione”, aos 39 anos de idade, Pulgar fez 1 X 0, aos 17’, na cobrança de uma infração. E a “Viola” subiu aos 2 X 1, aos 51’, gol de Ribéry, cara a cara com Donnarumma, no desfrute de um passe preciso de Vlahovic. Igualdade do Brahim, aos 57’, no canto oposto de um corner levantado por Calhanoglu. E os 3 X 2 de Calhanoglu, no desfrute de um passe preciso de Kessié. Da Lombardia, a Inter e o Milan atrás do título. A Inter fartamente à frente do Milan.

Dries Mertens, as duas "reti" do Napoli na Roma

Dries Mertens, as duas "reti" do Napoli na Roma

@Serie A Calcio

ROMA 0 X 2 NAPOLI
Roma, Stadio Olìmpico
Árbitro: Marco Di Bello
Gols: Mertens/2

Batalha direta pela possibilidade, ainda, de uma vaga da Itália na “Champions”. Difícil, mas não impossível. E o “Burro” da Terra da Pizza, sempre vestido à maneira da seleção da Argentina e do ídolo Diego Maradona, obteve 2 X 0 logo na etapa inicial, ambos os tentos do precioso belga Dries Mertens: aos 27’ de falta e aos 34’ quando o levantamento de Insigne e o desvio de cabeça de Politano só lhe exigiram o trabalho de superar a saída do arqueiro Pau López. Única sobrevivente da Bota nas competições da Europa, muito melhor mesmo que a “Loba” esqueça o Campeonato e se dedique a salvar a sua temporada.


Todas as pelejas da rodada 28:

A alegria da Roma, em Parma

A alegria da Roma, em Parma

@Serie A Calcio

SEXTA-FEIRA, dia 19 de Março
Parma (19pts/19ºlugar) 1 X 2 Genoa (31/13)

SÁBADO, dia 20 de Março
Crotone (15/20) 2 X 3 Bologna (34/11)
Spezia (29/15) 2 X 1 Cagliari (22/18)
Inter (65/1*) X Sassuolo (39/8**) – adiada sine die

DOMINGO, dia 21 de Março
Verona (38/9) 0 X 2 Atalanta (55/4)
Juventus (55/3*) 0 X 1 Benevento (29/16)
Sampdoria (35/10) 1 X 0 Torino (23/17**)
Udinese (33/12) 0 X 1 Lazio (49/7*)
Fiorentina (29/14) 2 X 3 Milan (59/2)
Roma (50/6) 0 X 2 Napoli (53/5*)


(* Juventus e * Napoli: um jogo menos, que deveria ser recuperado, no Allianz Stadium de Turim, no dia 17 de Março, mas que, por acordo entre os clubes, ficou para 7 de Abril. ** Torino: dois cotejos menos; contra o **Sassuolo, a ser recuperado em 17 de Março, no Olímpico de Turim; e contra a *Lazio, em Roma, ainda sem data, à espera de uma data. * Lazio, um menos, contra o Torino. *Inter, um menos, ainda espera de uma data, contra o **Sassuolo, dois menos)


Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, seja cauteloso e seja solidário, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas