Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

A Inter e a Juve mantêm seus tabus e sobem na classificação do Calcio

Um Milão, a "Biscione", 2 X 0, preservou a escrita de jamais perder um único jogo para o Verona. Em visita à Sardenha, a "Senhora" bateu o Cagliari, 2 X 1, e Vlahovic assumiu o comando da artilharia.

Silvio Lancellotti|Do R7 e Sílvio Lancellotti

Inter, festa no Meazza pelo triunfo tranquilo sobre o Verona
Inter, festa no Meazza pelo triunfo tranquilo sobre o Verona Inter, festa no Meazza pelo triunfo tranquilo sobre o Verona

Únicas agremiações da Itália que remanescem nas Copas da UEFA, a Atalanta e a Roma obtiveram resultados bem satisfatórios nas duas competições de que participam. Em

viagem à Alemanha, quartas de final da Europa League, a “Deusa” de Bérgamo empatou, 1 X 1, com o RB Leipzig, e o seu arqueiro Juna Musso ainda espalmou um pênalti. Em visita à Noruega, nas quartas da Conference League, a “Loba” da capital perdeu do Bodo/Glimt, 1 X 2, mas o tento fatal saiu apenas nos acréscimos. Sem dizer que, na etapa de grupos da mesma CoL o Bodo havia sapecado 6 X 1 na Roma. Os prélios de retorno ocorrerão na próxima semana, quinta-feira, dia 14. E parecem bem alvissareiras as possibilidades de “Deusa” e “Loba” se recuperarem e se promoverem à fase dramática das semifinais.

O momento do pênalti que Musso defendeu na Europa League
O momento do pênalti que Musso defendeu na Europa League O momento do pênalti que Musso defendeu na Europa League

Enquanto isso, prossegue acirrado o “Nazionale” da Bota, temporada de 2021/2022. Neste sábado, dia 9 de Abril, se iniciou a sua jornada 32 de um total de 38, com a presença de duas agremiações que, no mínimo, brigam por vaga na futura Champions League. A Inter de Milão, melhor, até batalha pelo bi e pelo seu 20º “Scudetto”, que lhe propiciará a honra de bordar uma segunda estrela nos seus fardamentos. E a Juventus de Turim, que realiza um certame ao estilo sobe-e-desce, cheio de hesitações, até acalenta remotas esperanças de chegar ao título. De todo modo, apenas no domingo, dia 10, sucederão dois combates fundamentais, presentes os dois líderes temporários da classificação, o Milan e o Napoli.

Eis como transcorreram os jogos deste sábado:

Publicidade
Inter, até domingo, a um só ponto do topo da tabela
Inter, até domingo, a um só ponto do topo da tabela Inter, até domingo, a um só ponto do topo da tabela

INTER (2º/66/31) 2 X 0 VERONA (9º/45/32)

Milão, Stadio Giuseppe Meazza

Publicidade

Árbitro: Livio Marinelli

Gols: Barella, Dzeko

Publicidade

Desde 1992, quando se iniciou, no Calcio, a era dos três pontos por vitória, a “Biscione”, a mitológica serpente da Lombardia, não havia perdido uma única partida para os “Mastins” do Vêneto. Em 21 porfias, 17 sucessos e três igualdades. E jamais havia perdido do Verona no gramado do Meazza: 19 triunfos em 30 pugnas. Detalhe: em 22 dessas pelejas o Verona não fez um gol sequer. O tabu se preservou com tranqüilidade e em apenas oito minutos. Aos 22, Perisic levantou da esquerda e, do lado oposto, Barella escorou. Aos 30, escanteio cobrado por DiMarco, Perisic aparou de cocuruto e o atento, oportuníssimo Dzeko cravou. Temporariamente, a Inter ultrapassou o Napoli na tabela e ficou a meramente um ponto do Milan na liderança. Importante: a “Biscione” ainda tem um combate atrasado a realizar.

Juventus, a vitória depois de muito sofrimento
Juventus, a vitória depois de muito sofrimento Juventus, a vitória depois de muito sofrimento

CAGLIARI (17º/25/32) 1 X 2 JUVENTUS (4º/62/32)

Cágliari, Stadio Unipol Domus

Árbitro: Daniele Chiffi

Gols: João Pedro X De Ligt, Vlahovic

Nas suas dez últimas visitas à Ilha da Sardenha, a “Velha Senhora” do Piemonte ganhou nove vezes e perdeu uma única partida por 0 X 2. E aliás, em oito das ocasiões não sofreu uma “rete” sequer; em cinco anotou ao menos três tentos. Ultra-favorita contra o time dos “Quatro Mouros”, pegaria um elenco humilhado por quatro quedas seguidas e pela triste ameaça da zona de rebaixamento à Série B. O Cagliari, porém, saiu à frente, aos 10’, depois que Dybala perdeu uma bola dominada no meio de campo e Marin se infiltrou através do lado esquerdo da retaguarda da Juve. O toque rumo a João Pedro e a bela finalização, 1 X 0.

Detalhe do lance do tento invalidado da "Senhora"
Detalhe do lance do tento invalidado da "Senhora" Detalhe do lance do tento invalidado da "Senhora"

A “Senhora” igualaria, aos 23’, não acontecesse de novo uma interpretação equivocada de um mediador depois de recorrer ao VAR. Luca Pellegrini desferiu um petardo da entrada da área e a pelota resvalou no cotovelo de Rabiot, que estava de costas, o braço encostado ao corpo. Bola no ângulo de Cragno. Chiffi, todavia, invalidou. Aconteceria o empate só no encerramento da etapa inicial, lindo lance individual de Cuadrado, alçamento justo para a testada de De Ligt, 1 X 1 aos 45’. Então, um sofrimento, até que aos 75’ Dybala enfiou a Vlahovic e o sérvio desencantou. 2 X 1. O alívio duplo, pelos três pontos e porque Vlahovic assumiu solitário o topo da lista dos artilheiros da “stagione”. Por 24 horas, talvez...

O momento do arremate de Vlahovic, 2 X 1
O momento do arremate de Vlahovic, 2 X 1 O momento do arremate de Vlahovic, 2 X 1

EMPOLI (13º/34/32) 0 X 0 SPEZIA (15º/33/32)

Êmpoli, Stadio Carlo Castellani

Árbitro: Giovanni Ayroldi

No domingo, 10 de Abril:

GENOA (19º/22/31) X LAZIO (6º/52/31)

Gênova, Stadio Luigi Ferraris

Árbitro: Gianluca Manganiello

Luciano Spalletti, o treinador do Napoli
Luciano Spalletti, o treinador do Napoli Luciano Spalletti, o treinador do Napoli

NAPOLI (3º/66/31) X FIORENTINA (8º/50/30)

Nápoles, Stadio Diego Armando Maradona

Árbitro: Maurizio Mariani

ROMA (5º/54/31) X SALERNITANA (20º/16/29)

Roma, Stadio Olìmpico

Árbitro: Manuel Volpi

SASSUOLO (10º/43/31) X ATALANTA (7º/51/30)

Sassuolo, MAPEI Stadium

Árbitro: Juan Luca Sacci

O duelo mais importante do domingo
O duelo mais importante do domingo O duelo mais importante do domingo

TORINO (11º/38/30) X MILAN (1º/67/31)

Turim, Stadio Olìmpico Grande Torino

Árbitro: Daniele Doveri

VENEZIA (18º/22/30) X UDINESE (13º/33/29)

Veneza, Stadio Pier Luigi Penzo

Árbitro: Marco Guida

Na segunda-feira, dia 11 de Abril:

BOLOGNA (13º/33/30) X SAMPDORIA (16º/29/31)

Bolonha, Stadio Renato Dall’Ara

Árbitro: Luca Peiretto

Vlahovic, momentaneamente o líder dos artilheiros
Vlahovic, momentaneamente o líder dos artilheiros Vlahovic, momentaneamente o líder dos artilheiros

Inaugurada em 21 de agosto de 2021, e com seu desfecho previsto para 22 de maio de 2022, esta edição da Série A do Futebol da Velha Bota, a 120ª na História do Calcio, a 90ª desde a implantação do campeonato de pontos corridos e em turno e returno, já viu 308 jogos e 870 gols, média de 2,82. Artilheiros: com 22 gols, Dusan Vlahovic (Fiorentina/Juve-17/5); Ciro Immobile (Lazio), 21; Giovanni Simeone (Verona), 16; Tammy Abraham (Roma), 15; Lautaro Martínez (Inter) e Domenico Berardi (Sassuolo), 14; Scamacca (Sassuolo) e Edin Dzeko (Inter), 13; João Pedro (Cagliari), 12; Viktor Osimhen (Napoli) e Beto (Udinese), 11.

As datas dos jogos adiados pela Covid-19:

Dia 20 de Abril

UDINESE X SALERNITANA *

Dia 27 de Abril

BOLOGNA X INTER *

FIORENTINA X UDINESE

SALERNITANA X VENEZIA

Dia 11 de Maio

ATALANTA X TORINO *

A sede do Colleggio di Garanzia do CONI
A sede do Colleggio di Garanzia do CONI A sede do Colleggio di Garanzia do CONI

* Duelos também pendentes de recursos a serem julgados pelo Collegio di Garanzia do Comitê Olímpico da Itália. A Udinese, a Inter e a Atalanta requerem a vitória e os três pontos por não comparecimento do adversário, cujo, em sua defesa, alega que estava com o elenco dizimado. Aliás, todo este mês de Abril promete cotejos essenciais.

Gostou? Clique num dos ícones do topo para “Compartilhar”, ou “Twittar”, ou deixe a sua opinião sobre este meu texto no meu “FaceBook”. Caso saia de casa, vã com cautela e solidariedade, use máscara, por favor. E fique com o meu abraço virtual! Obrigadíssimo!

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.