Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Só Esportes - Blogs
Publicidade

Bandeirão do Corinthians é encontrado em lixão e revolta torcedores

Rogério Basseto, criador da bandeira, vendeu o carro para presentear clube e lamentou ver a homenagem carregada por trator: 'Acabou com meu dia'

R7 Só Esportes|Carla Canteras, do R7

Bandeirão do Corinthians que foi resgatado em um aterro
Bandeirão do Corinthians que foi resgatado em um aterro Bandeirão do Corinthians que foi resgatado em um aterro

Muitas vezes o bandeirão "Time do Povo" foi visto na arquibancada Leste, da Neo Quimica Arena, ou no Tobogã, do antigo Pacaembu. Na tarde desta terça-feira (14), o influenciador corintiano Mil Grau mostrou nas redes sociais que um dos símbolos da torcida foi parar em aterro. 

No vídeo, publicado no Instagram o torcedor, é possível ver que um trator carrega o bandeirão.

Para Rogério Basseto, que costurou a bandeira e deu de presente ao clube do coração, ver o que aconteceu foi sofrido. "Eu estou super mal com essa história toda, acabou com meu dia", contou ele ao R7

Basseto lembra que em 2013 vendeu um carro e fez uma trabalho extra para fazer o bandeirão. "Eu vendi meu carro para comprar parte do tecido, fiz um mosaico para Ponte Preta para a final da Sul-americana para pagar as costureiras. Foi doado mais de 600 kg de tinta. Essa bandeira foi um presente que eu dei para o Corinthians."

Publicidade

A bandeira ficava no Pacaembu e depois foi levada para o estádio do Corinthians. De acordo com o relato do torcedor, no dia 17 de dezembro, ele recebeu uma ligação da administração da Arena para retirar as bandeiras que ficavam guardadas lá. 

"A administração da arena chegou a entrar em contato comigo o para que eu retirasse minhas bandeiras de lá. Eu falei que só tenho uma bandeira minha lá. Eles falaram que teria uma vistoria lá e teria que limpar a sala, mas não me falaram nada que ia jogar a bandeira no lixo", explica Basseto. 

Publicidade

Ele era o responsável por estender o bandeirão nos jogos. "Eu que cuidava dela e o que assim arrumava o pessoal para abrir ela para carregar ela. Me Pegou de surpresa."

De acordo com mensagens trocadas nas redes sociais por torcedores, o bandeirão estava em um aterro no bairro de Guaianeses, na Zona Leste de São Paulo, e a torcida organizada Pavilhão 9 teria resgatado. 

Publicidade

"Mas ela já está toda rasgada, porque usaram trator para remover. É um absurdo. Vamos ver se a gente consegue resgatar ela para ver como ela tá se tem condições de de arrumar ela", conta o esparançoso torcedor. 

Basseto é criador de bandeirões e já fez muitos trabalhos para outros clubes, não só para o Corinthians.

O R7 entrou em contato com o clube para confirmar a informação e a assessoria de imprensa ainda não respondeu. 

Em nota enviada ao R7, o Corinthians confirmou que a bandeira foi descartada por um funcionário, alegando "desgaste natural" do material.

Confira o posicionamento do clube na íntegra:

O Corinthians confirma que efetuou o descarte de material decorativo não reaproveitável pertencente ao clube, devido ao natural desgaste gerado após anos de uso.

Nenhuma propriedade de uso das organizadas foi descartada por nossos funcionários. Dias antes, as torcidas já haviam recolhido todos os seus materiais, atendendo a um pedido do clube.

O clube entende que é preciso criar um melhor protocolo para o descarte correto dos materiais de arquibancada com nosso símbolo. Por isso, pedirá um estudo interno a fim de executar essa operação de modo apropriado.

Atenciosamente,

Sport Club Corinthians Paulista

Conforto de jatinho a quatro rodas: veja o carro de R$ 500 mil que é moda entre a boleirada

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.