Será que está surgindo um novo Neymar?

Jogador tem dado mais entrevistas, admitindo que fez coisas erradas e precisa melhorar. Já é um bom começo

Pela segunda vez na temporada, Neymar decidiu um jogo para o PSG nos minutos finais. O clube parisiense venceu o Lyon, concorrente direto pela liderança do Campeonato Francês, por 1 a 0, com um belo gol do brasileiro.

Pela segunda vez na temporada, Neymar decidiu um jogo para o PSG nos minutos finais. O clube parisiense venceu o Lyon, concorrente direto pela liderança do Campeonato Francês, por 1 a 0, com um belo gol do brasileiro.

Lance

Nesses tempos em que o melhor jogador do mundo é escolhido pela FIFA, nos vem na memória que o Neymar já esteve ali, concorrendo com Messi e Cristiano Ronaldo.

Hoje, não é nem lembrado na cerimônia.

Claro, fruto também das sucessivas lesões que ele vem sofrendo. Isso o tem atrapalhado muito.

Mas não é só isso.

É difícil imaginar o jogador com aquele brilho novamente de outros tempos.

Até porque muitos imaginam que o auge da carreira dele já passou.

Será?

Não estou certo disso.

Em entrevista que Neymar deu ao jornal britânico "The Mirror", ele , pela primeira vez, admitiu que precisa mudar.

Surpreendeu ao admitir que não é muito bom quando resolve falar e precisa ser mais comunicativo.

Deixou entender que esse ponto também atrapalha sua carreira.

Por falar nela, a carreira, contou que as contusões vem atrapalhando, mas voltou a expor seu desejo de ser eleito um dia o melhor jogador do mundo.

Não sei se estão notando, mas realmente o brasileiro vem fazendo o esforço de dar mais entrevistas.

Estamos vendo um Neymar mais falante desde que voltou aos gramados.

Tomara que ele deixe de lado aquele jeito irritante de se esconder, sempre que precisa falar sobre um assunto polêmico.

A impressão, é de que o jogador está mais amadurecido, evitando confronto ou qualquer tipo de polêmica com a torcida do PSG.

Foi assim quando ele definiu a vitória contra o Strasbourg jogando em Paris.

E repetiu o feito, fazendo o gol da vitória diante do Lyon, fora de casa, resolvendo o jogo para um PSG cheio de desfalques.

O comportamento tem sido digno de elogios.

Mesmo muito vaiado e criticado, ele parece mais focado e interessado em fazer o que realmente sabe. Jogar futebol.

Nisso, ninguém pode negar que ele é muito bom. Um dos melhores que já apareceram.

Se um dia vai realizar o sonho de ser o melhor do mundo, só o tempo vai dizer.

Mas acredito que temos de lhe dar mais um voto de confiança.

Quem sabe, perto de completar vinte e oito anos de idade, ele finalmente está amadurecendo.

Se o Van Dyjk estava lá, brigando pra ofuscar o brilho de Messi e Cristiano Ronaldo, o Neymar também pode.

Basta ele ter uma boa sequência, sem lesões, e jogar tudo aquilo que sabe.

Até a próxima.