Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vexame do Corinthians pressiona Fernando Lázaro. Time foi dominado e perdeu para o Remo, time da Terceira Divisão

O clube já havia sido eliminado do Paulista pelo Ituano, em Itaquera. Com erros infantis na escalação, Fernando Lázaro ofereceu a vitória para o Remo por 2 a 0, na Copa do Brasil. Inexperiente técnico já é questionado

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

O Corinthians montado por Fernando Lázaro foi uma presa fácil para o Remo, time da Terceira Divisão
O Corinthians montado por Fernando Lázaro foi uma presa fácil para o Remo, time da Terceira Divisão O Corinthians montado por Fernando Lázaro foi uma presa fácil para o Remo, time da Terceira Divisão

São Paulo, Brasil

"Não estivemos bem em nenhuma fase do jogo, temos que melhorar taticamente, competitivamente, poder de decisão, todos os aspectos temos que melhorar.

"O Remo foi competitivo, soube explorar bolas paradas e teve méritos no resultado."

Fernando Lázaro, estava inseguro, tenso, após o vexame que o Corinthians passou ontem, em Belém, ao perder na Copa do Brasil, para o Remo, clube da Série C, por 2 a 0.

Publicidade

O time paulista precisará vencer por diferença de três gols em Itaquera, no dia 26.

A Copa do Brasil, pela altíssima premiação, é uma competição que a diretoria corintiana conta que o clube vá, pelo menos, até a semifinal. Jamais os dirigentes cogitaram a eliminação na primeira fase.

Publicidade

O treinador, e quem assistiu à partida, sabe: o Corinthians escapou de ser goleado. Tomou duas bolas na trave e os atacantes do clube paraense perderam pelo menos duas outras chances diante de Cássio.

O inexperiente Fernando Lázaro, que nunca foi treinador até o início do ano, está se mostrando perdido com o desfalque de seu principal jogador. E organizador do time: Renato Augusto, que se submeteu à uma artoscopia no joelho direito e só deverá voltar a atuar em dois ou três meses.

Publicidade

Já havia sido caótico no Campeonato Paulista, quando o Corinthians caiu eliminado nas quartas-de-final, diante do Ituano, na arena de Itaquera lotada.

Sem Renato Augusto, Fernando Lázaro, mesmo com quase um mês da apenas treinamento e uma partida, diante do fraquíssimo Liverpool uruguaio, decidiu poupar Balbuena. 

Publicidade

E começar o jogo sem Róger Guedes e Fagner. Escalou o volante Du Queiroz improvisado na lateral direita. Escalou o meio-campo com Maycon, Giuliano, Adson e Paulinho, volante na função de Renato Augusto. Na frente o jovem Pedrinho e Yuri Alberto.

Richard Franco comemora o primeiro gol contra o Corinthians. Time da Série C poderia ter goleado
Richard Franco comemora o primeiro gol contra o Corinthians. Time da Série C poderia ter goleado Richard Franco comemora o primeiro gol contra o Corinthians. Time da Série C poderia ter goleado

O Remo time se mostrou apático, lento, tanto na saída de bola como na recomposição.

Fernando Lázaro precisa assistir ao jogo tranquilo, de novo. 

Porque o 'seu' Corinthians tomou dois gols em contragolpes e poderia ter sofrido outros, tanto que o meio-campo estava espaçado, sem conseguir dominar, tocar a bola. 

Ele ofereceu o setor direito para o Remo, já que Du Queiroz não conseguia marcar na direita. Maycon voltou ao Corinthians muito mal, sem a força de marcação e saída de bola precisa, que o caracterizavam. Giuliano outra vez tinha dificuldades para fechar o seu setor e se mostrava precipitado, impreciso nos passes. 

Paulinho mais à frente foi um desastre.

Fábio Santos mostrando a velha dificuldade em recompor, quando o Corinthians perde a bola.

Adson estava muito bem marcado. Yuri Alberto irritadíssimo pela bola não chegar. E Pedrinho travado pela marcação dupla.

O Remo usou toda sua força física e o ambiente criado por sua fanática torcida.

Encurralou o Corinthians com toda a facilidade.

Poderia ter goleado os paulistas.

"Foi um jogo ruim. Não fizemos um bom jogo, não criamos, não nos defendemos. Temos que melhorar. Time deles criou e fez, teve chances.

"Temos de olhar, ver o que pode melhorar. Não podemos fazer um jogo desse nível no mata-mata. Dar tudo no jogo da volta e buscar a virada. Não sei, foi abaixo, todo mundo. Não podemos jogar assim mata-mata" resumiu, com coragem, o goleiro Cássio, que viu, irritado, a bola rondar sua área várias vezes durante a partida no Pará. 

"O Remo competiu demais, entrou tudo o que tinha e não conseguimos igualar e superar as dificuldades que o jogo foi trazendo", disse, sincero, Fernando Lázaro.

A eliminação no Paulista já pesou contra o inexperiente técnico.

A derrota de ontem, para uma equipe da Terceira Divisão do Brasil, incomodou muitos conselheiros influentes do Corinthians.

Fernando Lázaro ganhou o cargo como treinador por conta da indicação de Tite, que foi procurado para assumir o time, antes mesmo da Copa do Catar.

O time tem duas partidas importantes na sequência. 

A estreia, domingo, contra o Cruzeiro.

E a partida diante do Argentino Juniors, pela Libertadores.

Os dois jogos serão na arena de Itaquera.

Os questionamentos sobre Lázaro já começaram.

O vexame de ontem, em Belém, teve eco.

Principalmente pelo fraquíssimo futebol do Corinthians...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.