Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Trauma com dispensa de Tite fez com que Everton Ribeiro dissesse não ao Corinthians. E seguisse no Flamengo

Luxemburgo acreditou que conseguiria um grande talento por uma 'pechincha'. Mas Everton Ribeiro não quis saber de pedir à direção do Flamengo dispensa para jogar no Corinthians. O trauma de sua dispensa não passou

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Tite não via potencial em Everton Ribeiro. E recomendou sua venda. E o jogador mostrou todo seu talento
Tite não via potencial em Everton Ribeiro. E recomendou sua venda. E o jogador mostrou todo seu talento

São Paulo, Brasil

Traumas, em muitos casos, são para sempre.

O Corinthians descobriu que o de Everton Ribeiro é inesquecível.

Tanto que negocia com Matías Rojas porque o meia não deu a menor indicação que iria pedir para a direção do Flamengo liberá-lo para voltar ao Parque São Jorge.

Publicidade

O 'plano perfeito' sugerido de Vanderlei Luxemburgo a Duilio Monteiro Alves nasceu morto.

Sim, é verdade. O talentoso meio-campista não tem mais a mesma consideração na Gávea que anos atrás. Nem seu nome está cotado para atuar na Seleção Brasileira.

Publicidade

Mas, aos 34 anos, segue sendo muito útil no Flamengo.

Seu contrato termina no dia 31 de dezembro.

. Compartilhe esta notícia pelo whatsapp

. Compartilhe esta notícia pelo telegram

A partir de 31 de junho, ele já pode assinar pré-contrato com qualquer clube do futebol. A legislação está do seu lado. 

Luxemburgo sabe de todo esse quadro. E também do fisico de Everton Ribeiro. Ele está em excelente forma física. Inteligente, habilidoso, com fôlego para correr noventa minutos, seria fundamental para atuar na vaga de Renato Augusto, como meia, ou até, mais versátil que Matías Rojas, como primeiro volante.

A direção do Corinthians se animou.

E estava disposta até a aumentar o salário do jogador, que é excelente, na Gávea: R$ 900 mil mensais.

Emissários contataram o meio-campista.

E ouviram um sonoro 'não'.

Seu interesse é renovar contrato com o Flamengo e continuar no Rio de Janeiro, em 2024.

A resposta direta de Everton Ribeiro tem explicação.

Ele nasceu para o futebol no Parque São Jorge.

Muito habilidoso e inteligente, queria jogar no meio-campo.

Mas a posição que foi oferecida era a lateral esquerda.

E ele não tinha o mesmo rendimento.

Pura ironia. Tite, que autorizou sua venda do Corinthians, por não ver potencial, o levou à Copa do Mundo
Pura ironia. Tite, que autorizou sua venda do Corinthians, por não ver potencial, o levou à Copa do Mundo

Posição que atuava nos juniores, mas com liberdade de movimentação, armação.

De nada adiantou pedir, insistir para atuar nas intermediárias.

Sem a mínima valorização, foi emprestado ao São Caetano.

E, depois, vendido ao Coritiba, em 2011.

Foi Tite, então treinador do Corinthians, que liberou sua saída.

Não acreditava no jogador.

Foi na capital do Paraná que o treinador Antônio Carlos o escalou como meia.

Depois seguiu, com muito sucesso, para o Cruzeiro. Foi para o Al-Ahli, dos Emirados Árabes. E, finalmente, comprado pelo Flamengo, em 2017.

Everton vive muito bem com a família, no Rio de Janeiro.

E lembra da falta de oportunidade, de incentivo, que teve no Corinthians.

Demorou 12 anos, mas o clube onde começou reconheceu seu futebol.

Só que agora foi ele quem decidiu.

Não quis entrar em conflito com o clube que o valorizou para ir para aquele que lhe virou as costas.

Por isso, o Corinthians corre atrás de Matías Rojas.

E também de Cuellar.

O jogador com potencial para atuar pelos dois não quis voltar.

Everton Ribeiro preferiu o Flamengo.

Lembra bem da dispensa de Tite.

E da pressa dos dirigentes em vendê-lo ao Coritiba.

Simples assim...

Walter estreia em 2ª divisão gaúcha e chama atenção por sobrepeso

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.