Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Tite venceu Abel Ferreira no duelo por Bruno Henrique. Pior para Leila Pereira, que usaria o jogador como trunfo político no Palmeiras

Tite foi fundamental para que Bruno Henrique seguisse no Flamengo. E virasse as costas à melhor proposta financeira e mais tempo de contrato do Palmeiras. Pior para Leila Pereira, que é vista como a derrotada

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Tite convenceu Bruno Henrique a ficar no Flamengo. E virar as costas para o Palmeiras
Tite convenceu Bruno Henrique a ficar no Flamengo. E virar as costas para o Palmeiras

São Paulo, Brasil

Leila Pereira perdeu seu maior trunfo, hoje, na reunião do Conselho Deliberativo do Palmeiras.

Ela e seus apoiadores queriam usar a contratação de Bruno Henrique para amenizar as críticas pelo péssimo fim de ano do clube.

A presidente havia autorizado o gerente Anderson Barros a oferecer quatro anos de contrato a um jogador de 32 anos, situação que a dirigente dizia não aceitar de maneira nenhuma: buscar veteranos para o elenco.

Publicidade

O pedido pelo atacante foi de Abel Ferreira.

Leila permitiu que Barros oferecesse a Bruno Henrique mais dinheiro que o Flamengo.

Publicidade

Mas a dirigente não contava que Tite transformasse a questão em pessoal. E insistiu com o atleta sobre a necessidade da presença dele no elenco para 2024, quando o clube tentará buscar os títulos que escaparam. A prioridade será a Libertadores, que o técnico conquistou em 2012, com o Corinthians.

Bruno Henrique respondeu a Tite e ao vice Marcos Braz que o seu desejo era seguir na Gávea, como o blog informou, mas não abria mão de um contrato longo, de três anos.

Publicidade

Foi o que conseguiu.

E virou as costas, sem dor na consciência, à proposta do Palmeiras.

Tite venceu Abel Ferreira.

E, derrotada, Leila participará hoje da reunião do Conselho Deliberativo.

Será questionada, como antecipou Danilo Lavieri, sobre o fato de o clube parar de dar ingressos a conselheiros que a criticaram, assim como excluir consulados do Palmeiras que também não concordam com suas atitudes de não reforçar o time. E o clube chegar enfraquecido às fases decisivas da Copa do Brasil, Brasileiro e, principalmente, Libertadores.

Conselheiros terão direito a discursar em frente à presidente.

O clima é de tensão.

Porque Leila já perdeu a unanimidade que tinha no clube.

E a oposição começa a se manifestar.

Bruno Henrique em 2024 seria uma ótima maneira de desviar o foco.

Mas essa possibilidade não existe mais.

Tite o convenceu a ficar.

E também detalhou à direção que ele segue fundamental ao time carioca.

As torcidas organizadas prometem protestar em frente ao clube.

E pressionar conselheiros a enfrentarem a dirigente.

Acabou a serenidade política no Palmeiras...

Tensão no olhar, vitória e alívio: as reações de Tite em estreia no Flamengo

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.