Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Técnico do Corinthians foi enganado pela direção. Dispensou Cássio e apostou em Carlos Miguel. Sem saber que vai embora. Grohe oferecido

António Oliveira ouviu do presidente Augusto Melo que o momento de Cássio ‘havia passado’ e que todo o apoio seria dado a Carlos Miguel. Só que não imaginava que a multa do goleiro é muito baixa. Ou seja, perderá os dois. Marcelo Grohe, ex-Grêmio, foi oferecido

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Em três semanas, o Corinthians está prestes a perder seu segundo goleiro titular. Cássio foi embora. Carlos Miguel acerta detalhes para jogar na Inglaterra

“Chegou a hora de apostar em Carlos Miguel. O ciclo do Cássio já acabou. Ele quer ir embora. E vamos nos acertar. Daremos todo o apoio ao novo titular do Corinthians.”

Conselheiro ligado umbilicalmente ao presidente Augusto Melo e ao ex-diretor de futebol, Fernando Alba, revela o que o dirigente maior garantiu ao técnico António Oliveira.

Só que a informação foi mais do que incompleta.

Melo não detalhou que a multa de Carlos Miguel é baixíssima para os padrões europeus.

Publicidade

São apenas 4 milhões de euros, R$ 22,9 milhões.

Preço insignificante para o goleiro titular do clube mais popular de São Paulo, de ótimas qualificações, e apenas 25 anos.

Publicidade

A multa chegou a esse valor por falta de competência da direção anterior, de Duílio Monteiro Alves, que nem sonhou que Cássio poderia ir embora. E Carlos Miguel se tornar o titular, mais do que valorizado.

Era óbvio, para quem tivesse a mínima vivência de mercado, que o jogador seria disputado a tapas no mercado.

Publicidade

E foi quase isso.

Gilmar Veloz é o empresário do goleiro. Mas teve de ceder a sua exclusividade porque os agentes Kia Joorabchian e Giuliano Bertolucci se juntaram para amarrar a ida de Carlos Miguel ao Nottingham Forest. As negociações estão praticamente terminadas. O West Ham ofereceu menos salários ao atleta.

Melo está tão tenso com o momento político crítico que vive, com a ameaça de impeachment, depois da tensa saída da maior patrocinadora máster da América Latina, a Vai de Bet, que pagaria R$ 370 milhões em três anos.

Mas exerceu a cláusula anticorrupção, depois de descobrir que a Polícia Civil investiga a participação de uma ‘laranja’ na milionária transação.

Cinco dirigentes já saíram da administração do clube, em apenas seis meses de mandato de Melo. A dívida bilionária aumentou, o Corinthians deve R$ 2,2 bilhões. Com a saída da Vai de Bet há muita preocupação na manutenção dos salários dos jogadores em dia.

António Melo tem o time na zona do rebaixamento do Brasileiro.

O português, que está cada vez mais tenso, cobrou de forma forte o executivo Fabinho Soldado.

Ele se sente traído em relação a Carlos Miguel.

Fabinho disse que recebeu a oferta do veterano Marcelo Grohe, ex-goleiro do Grêmio.

Aos 37 anos, mais velho que Cássio, ele foi dispensado do Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

António Oliveira não teria se empolgado.

Mas sabe ser melhor do que apostar em Matheus Donelli, garoto de 22 anos.

O clima é cada vez mais tenso no Parque São Jorge.

Carlos Miguel tem a certeza absoluta que o Nottingham Forest pagará sua multa.

Mas foi aconselhado pelos três empresários a seguir treinando e até jogando.

Até que sua saída, mais do que certa, seja fechada.

Para desespero de António Oliveira, que acreditou em Augusto Melo.

Seu ‘goleiro de confiança’ está indo embora...




Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.