Cosme Rímoli Tardelli, Carille, Rodriguinho. Promessas vazias do Corinthians?

Tardelli, Carille, Rodriguinho. Promessas vazias do Corinthians?

O Corinthians chega a sua 26ª derrota. Nunca perdeu tanto neste século. Jair Ventura está por um fio. Andrés quer falar de outros assuntos

Corinthians

Diego Tardelli. Maneira de desviar o foco dos fracassos em 2018?

Diego Tardelli. Maneira de desviar o foco dos fracassos em 2018?

CBF

São Paulo, Brasil

Andrés Sanchez está pressionado.

Ele sabia que teria de pagar os preços pelos desmanches.

Mas as 26 derrotas do Corinthians no ano foram demais.

Elas são mais sonoras do que a dívida de mais de R$ 2 bilhões com o Itaquerão.

E os 19 meses sem patrocínio master na camisa.

Além dos sete anos de promessas dos naming rights.

E seguindo o caminho que aprendeu com Alberto Dualib, o dirigente vai tomar providências com o que mais repercute.

Contratações.

Um velho sonho está próximo de ser concretizado.

O clube conseguiu a prioridade para a contratação de Diego Tardelli.

O jogador de 33 anos vai deixar o Shandong Luneng em 2019.

Havia o forte interesse do Atlético Mineiro.

Mas empresários que representam o Corinthians em busca de reforços souberam da possibilidade de Tardelli voltar. E avisaram Andrés. Não foi preciso muito empenho para assegurar ao menos a prioridade.

Mas ela vale em relação ao Brasil.

Representantes do atleta não fecharam as portas para o futebol árabe, japonês e mesmo chinês.

Ver mais: Corinthians perde para Atlético-PR e segue sem vencer fora de casa no 2º turno

O dinheiro é o grande entrave.

Para assegurar Tardelli, Andrés tem de quebrar sua palavra e pagar um salário muito acima do que havia garantido que nortearia o elenco corintiano.

A imprensa mineira garante que o atacante não recebe menos do que R$ 1 milhão no Shandong.

E ele ainda tem mercado internacional.

Arrependimento da diretoria pela saída de Carille. Pressão pela volta

Arrependimento da diretoria pela saída de Carille. Pressão pela volta

Agência Corinthians

A transação pode até não acontecer, mas vazar que o Corinthians tem a prioridade no jogador é algo muito favorável a Andrés. Desvia o foco do fracasso do futebol do clube.

Principalmente do trabalho de Jair Ventura.

Com a derrota diante do Atlético Paranaense, o clube já foi comandado 17 vezes pelo técnico carioca. São 17 jogos. Quatro vitórias, cinco empates e oito derrotas, aproveitamento de 33,3%.

Mais do que os números, segue assustadora a filosofia defensivista do técnico.

Por isso, Andrés Sanchez também não fez segredo que se encontrou com Paulo Pitombeira, em Londres. Ele é o empresário de Fabio Carille. Os dois acertaram várias arestas. Porque Andrés não fez questão nenhuma de segurar Carille. Acreditava que Osmar Loss poderia seguir o trabalho do técnico campeão brasileiro e bi paulista tranquilamente. Foi um enorme fracasso. Assim como até agora se mostra Jair Ventura.

As duas últimas partidas que faltam no Brasileiro podem sacramentar a demissão do treinador.

Veja mais: Corinthians perde para Atlético-PR, que segue vivo na busca pelo G6

Chapecoense no Itaquerão.

E Grêmio, em Porto Alegre.

Carille tem contrato de dois anos com o Al-Wehda, da Arábia Saudita.

Assinou em maio.

Recebe R$ 1 milhão a cada 30 dias.

No Corinthians, ganhava R$ 300 mil.

Ele também não voltaria para ganhar menos.

O Al-Wehda é o quinto no Campeonato Árabe.

O retorno não é assim tão simples.

Veja mais: Andrés vai à Europa tentar fechar patrocínio e naming rights

Além disso, há a crise no Pyramids.

O bilionário e dono do clube, Turki Al-Sheik, também ministro do Esporte da Arábia Saudita, está sendo pressionado politicamente. Vem enfrentando sérias críticas por um ministro ter uma clube. 

A equipe é a segunda colocada no torneio nacional.

Se desistir, os jogadores que comprou serão negociados.

Andrés fez questão de divulgar a foto com Ronaldo e com o presidente do Real Madrid

Andrés fez questão de divulgar a foto com Ronaldo e com o presidente do Real Madrid

Reprodução/Instagram

Entre eles, está Rodriguinho.

Ele garantiu que voltaria ao Corinthians depois do Egito.

O meia de 30 anos assinou contrato por três temporadas.

Veja mais: Na mira da Europa e do Corinthians, Leandrinho define futuro após defender Brasil

No Parque São Jorge há a garantia que ele recebe cerca de R$ 700 mil.

Seria um investimento para ganho técnico, sem retorno financeiro.

Além dessas possibilidades, Andrés garante que foi encaminhada uma parceria com o Valladolid, clube que pertence a Ronaldo.

Há a chance de um intercâmbio entre os dois clubes.

Ronaldo, Tardelli, Carille, Rodriguinho...

Ótimos assuntos.

Principalmente para desviar o foco da realidade.

No século XXl, o Corinthians nunca perdeu tanto quanto em 2018.

COSME RÍMOLI: Palmeiras massacra. Mas Flamengo adia a festa do título

26 derrotas é um número inaceitável.

Assim como a equipe não disputar a Libertadores em 2019.

Com o clube precisando tanto de dinheiro.

E está fora da mais lucrativa competição do ano.

É mesmo melhor falar de outros assuntos...

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Leandro Damião perde gols inacreditáveis e vira piada na web

    Access log