Cosme Rímoli Talento de Endrick abala as convicções de Abel. Por enquanto, o técnico não quer levar o menino de 15 anos ao Mundial

Talento de Endrick abala as convicções de Abel. Por enquanto, o técnico não quer levar o menino de 15 anos ao Mundial

A grande revelação do Palmeiras na Copa São Paulo conseguiu o inesperado. Não só despertar o interesse de clubes do exterior, principalmente o Barcelona. Mas também pressionar Abel a levá-lo ao Mundial

  • Cosme Rímoli | Do R7

Endrick tem mostrado futebol cada vez mais impressionante. Abalou convicções de Abel Ferreira

Endrick tem mostrado futebol cada vez mais impressionante. Abalou convicções de Abel Ferreira

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

O talento de Endrick é tão grande que provocou efeitos colaterais inesperados.

O menino de 15 anos já se mostra disparado o melhor jogador do Palmeiras, nas 52 edições da Copa São Paulo, responsável, entre outras façanhas, por um gol antológico, um voleio/bicicleta de fora da área, na goleada contra o Oeste por 5 a 2, que levou o clube à semifinal do torneio.

Gigantes do exterior, principalmente o Barcelona — que mantém ótima relação com a diretoria palmeirense —, observam e querem o garoto.

O pai do jogador revela que o Flamengo tenta levá-lo para a Gávea, antes que ele assine o contrato de cinco anos que o Palmeiras oferece, com a maior multa rescisória do Brasil, quando completar 16 anos, em julho.

Tudo isso já é algo assustador.

Mas Endrick conseguiu mais. 

Ele mexeu com as convicções de Abel Ferreira.

O treinador português já tem traçado seu plano tático para o Palmeiras disputar, para vencer, o Mundial de Clubes em fevereiro, nos Emirados Árabes. Na sua nova definição tática do time, no 3-4-3, ele precisa de um artilheiro. Alguém com talento para definir as jogadas criadas. Um goleador.

Voleio/bicicleta. De fora da área. Gol espetacular de Endrick

Voleio/bicicleta. De fora da área. Gol espetacular de Endrick

Reprodução

Abel queria um jogador vivido, rodado, de personalidade forte, que não se dobrasse psicologicamente diante da responsabilidade da conquista do título inédito, com que o Palmeiras tanto sonha. 

Só que a nova presidente, Leila Pereira, alega que o clube não pode se desequilibrar financeiramente por esse jogador. Mas tentou Yuri Alberto, do Internacional, Valentín Castellanos, do New York City, insistiu com Lucas Alario, do Bayer Leverkusen. Sondou Agustín Álvares, do Peñarol. E até Danilo, do Ajax.

O pedido de Abel, bicampeão da Libertadores, tem mais de seis meses, quando ele era obcecado por Borré, do River Plate. E o Palmeiras também não conseguiu contratar o colombiano.

O técnico português se voltou para o planejamento de Leila Pereira, seguindo indicação do ex-presidente Mauricio Galiotte, e tratou de rejuvenecer o elenco em três anos e meio. Por isso, a dispensa de veteranos como Felipe Melo, Jailson, Willian Bigode. 

Ele sabia que Endrick era uma grande promessa da base e só. O planejamento era passar a utilizá-lo no segundo semestre, depois que assinasse seu primeiro contrato profissional. Sem ser profissionalizado, ele não pode nem jogar o Campeonato Paulista, que começa no domingo.

Mas pode jogar o Mundial, que não exige que os jogadores sejam profissionais.

Abel Ferreira, já impressionado pelo alto rendimento de Endrick, o colocou para treinar entre os profissionais na semana passada. E o menino não se intimidou, mostrou bom futebol em jogo-treino contra o Pouso Alegre.

Mas Endrick seguiu com o time sub-20 que disputa a Copa São Paulo. E atuando cada vez melhor.

Daí, a pressão da mídia, da torcida e de conselheiros para que ele inscreva o garoto no Mundial. Que o inclua no grupo de 23 atletas. O jogador não está na lista provisória de 34 nomes que o Palmeiras enviou à Fifa. A alteração pode ser feita.

Alexandre Pato, com 16 anos, esteve no Mundial conquistado pelo Inter, em 2006

Alexandre Pato, com 16 anos, esteve no Mundial conquistado pelo Inter, em 2006

Reprodução/Instagram

Conselheiros lembram a situação de Alexandre Pato, que fez parte da delegação do Internacional que foi campeã mundial, em 2006. Pato tinha 16 anos. Mas tinha contrato com o clube gaúcho.

A tendência de Abel Ferreira ainda é pelo "não" a Endrick.

Mas suas convicções estão abaladas.

As atuações do garoto o impressionam a cada dia.

Abel Ferreira está 'impressionado' com o desempenho de Endrick. Mas, por enquanto, a resposta é 'não'

Abel Ferreira está 'impressionado' com o desempenho de Endrick. Mas, por enquanto, a resposta é 'não'

Cesar Greco/Palmeiras

Para Leila Pereira seria politicamente ótimo se o menino fosse para os Emirados Árabes. Aliviaria a cobrança, a desilusão de conselheiros e torcedores em relação a reforços de alto nível, principalmente o artilheiro, que ela não conseguiu contratar.

O pai de Endrick jura que, mesmo que haja ofertas milionárias de grandes clubes do exterior, seu filho assinará com o Palmeiras em julho.

Por enquanto, Abel não quer levar o menino para o Mundial.

Mas está muito impressionado com seu talento...

Hamilton ganha 214 mi a mais por ano do que o menor salário da F-1

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas