Cosme Rímoli Sylvinho, perdido nas substituições. Derrota vexatória do Corinthians

Sylvinho, perdido nas substituições. Derrota vexatória do Corinthians

O Corinthians perdeu ontem de virada para o Bragantino. Por falta de qualidade no elenco, Sylvinho terminou o jogo com quatro volantes e só um atacante

  • Cosme Rímoli | Do R7

Sylvinho terminou a derrota contra o Bragantino com quatro volantes e um só atacante

Sylvinho terminou a derrota contra o Bragantino com quatro volantes e um só atacante

Corinthians

São Paulo, Brasil

Pela primeira vez na história, o Corinthians perdeu pela terceira vez seguida na sua arena, em Itaquera.

A de ontem foi dolorida.

De virada para o Red Bull Bragantino, 2 a 1. E foi frustrante para a diretoria, conselheiros, torcida e imprensa. Afinal, o time vinha de um empate com o Palmeiras, na casa do rival.

O time, que saiu na frente com Roni, tomou gol de escanteio, com seus 11 jogadores na sua área. E o segundo em falha de Cássio, que deixou a bola passar entre as suas pernas. 

E outra vez, o questionamento cai sobre Sylvinho.

Mesmo precisando, ao menos empatar, o Corinthians terminou o jogo apenas com Gustavo Mosquito como jogador ofensivo.

As substituções do treinador, o volante Ramiro no lugar do atacante Leo Natel e o meio-campista Araos na Matheus Vital, foram muito criticadas, questionadas.

Sylvinho fez apenas três substituções. E não colocou em campo o atacante Kaue, que estava no banco.

Ele foi perguntado porque terminou o jogo com quatro volantes e apenas um atacante, perdendo a partida.

"A pergunta está correta. A resposta complexa. Nossos volantes são artilheiros hoje. Gabriel fez gol, hoje o Roni fez. São atletas que temos fomentado a pisar na área."

O treinador revelou que 'faltou gasolina' ao Corinthians no segundo tempo.

"O primeiro tempo nós combatemos melhor, tivemos mais gasolina no tanque. Ou seja, um jogo do qual entendíamos que nosso adversário já joga junto há um bom tempo, bons valores individuais, de bom passe, tínhamos neutralizado algumas inversões que eles fazem, diminuindo esse controle e o um contra um. Até a nossa construção foi boa.

"No segundo tempo pioramos, o Bragantino entrou no nosso campo e começamos a ter dificuldade."

A verdade é que Sylvinho sabe que o elenco que possui é fraco demais.

Já pediu reforços desde antes de assumir o Corinthians.

Os dirigentes não sabem como administrar a dívida de R$ 1 bilhão.

Diante desta realidade, tudo que pedem para Sylvinho este ano é fugir do rebaixamento.

A situação do Corinthians não é fácil.

As organizadas prometem protestar.

Pressionar a diretoria por reforços.

E Sylvinho por resultados.

O clima é de muita insegurança no Corinthians...

'Terror da Coca-Cola', CR7 já se declarou contra álcool e cigarro

Últimas