Cosme Rímoli Sorridente, condenado, por estupro, a nove anos de prisão, na Itália, Robinho segue livre no Brasil. Domingo, futevôlei com Diego Ribas

Sorridente, condenado, por estupro, a nove anos de prisão, na Itália, Robinho segue livre no Brasil. Domingo, futevôlei com Diego Ribas

O ex-jogador deixou a reclusão, de janeiro, quando saiu sua condenação na Itália. Está vivendo de maneira absolutamente normal no litoral paulista, como se nada tivesse acontecido. A Justiça brasileira nada fez

  • Cosme Rímoli | Do R7

Sorrisos de Robinho e Diego Ribas. Apoio público do flamenguista ao ex-jogador condenado por estupro

Sorrisos de Robinho e Diego Ribas. Apoio público do flamenguista ao ex-jogador condenado por estupro

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

No fim de semana de folga, Diego Ribas foi para Santos.

Um dos líderes do Flamengo tinha um encontro marcado.

Jogar futevôlei com Robinho.

Os dois não divulgaram o encontro em suas redes sociais.

Mas um fã que pediu foto com a dupla divulgou.

Seu nome, Alex Bita, dono de uma barraca na praia.

E, óbvio, a repercussão nas redes socias está sendo selvagem.

O ex-jogador foi condenado na Itália a nove anos de prisão por, de acordo com a Justiça daquele país, ter participado de um estupro coletivo. A sentença, confirmada no dia 19 de janeiro, é definitiva.

O estupro de uma albanesa aconteceu em 2013, em Milão. Em uma casa noturna chamada Sio Café. E a mulher estava alcoolizada. 

O nome de Robinho está na lista vermelha da Interpol. Não pode ir a 195 países.

Mas como a Constituição Brasileira impede a extradição que qualquer cidadão nascido aqui, mesmo tendo cometido crimes fora do país, o ex-jogador desfruta de sua liberdade.

O ex-atacante da Seleção Brasileira, a princípio, se mostrava recluso. Não saía de sua mansão no Guarujá.

Mas aos poucos foi percebendo que não haveria maiores cobranças se saísse.

E passou a levar uma vida normal no litoral paulista.

Jogar futevôlei em Santos, que fica ao lado do Guarujá, é um dos seus programas prediletos. 

Milionário, ele segue aproveitando sua fortuna que conseguiu atuando em equipes importantes como Santos, Real Madrid, Manchester City, Milan, Evergrande (China) e Basaksehir e Sivasspor, da Turquia.

O advogado da mulher que foi abusada tinha esperança, em janeiro, de que o atacante cumpriria os nove anos de prisão no Brasil.

Mas, até agora, a Justiça deste país não se manifestou em relação ao atacante. 

A situação é constrangedora.

Como Robinho não posta nada mais há 38 semanas, a revolta foi manifestada no Instagram de Diego Ribas.

Os ataques são fortes.

E vão pelo mesmo caminho.

Questionando o seu apoio público ao ex-jogador condenado por estupro. 

Os dois jogaram juntos no Santos.

São amigos.

Tudo segue sendo constrangedor.

Jamais um jogador que atuou na Seleção foi condenado por estupro.

Robinho segue vivendo tranquilamente.

A única situação que evita é viajar.

Para não ser preso pela Interpool e mandado para a Itália, cumprir sua pena de nove anos.

Por isso, segue jogando futevôlei.

E aproveitando seu dinheiro.

Quanto a Diego, ele é um dos capitães do Flamengo.

Ele também expôs seu clube.

Deveria pensar no que faz publicamente...

LeBron James pode dividir quadra com seu filho primogênito na próxima temporada da NBA

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas