Cosme Rímoli Selvageria. 14 feridos, três baleados na briga marcada pela Internet

Selvageria. 14 feridos, três baleados na briga marcada pela Internet

São paulinos e corintianos tiveram confronto bárbaro na estação de trem Ferraz de Vasconcelos. Seis feridos graves. Três baleados

  • Cosme Rímoli | Do R7

De nada adiantou torcida única. Bárbaros marcaram briga antes do jogo

De nada adiantou torcida única. Bárbaros marcaram briga antes do jogo

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

Andrés Sanchez prometeu que não haveria final se o ônibus do Corinthians fosse apedrejado. Uma ala da torcida são paulina pensou em jogar pétalas de rosa no veículo do time adversário, por pura provocação.

A Polícia Militar sabia que o ônibus não poderia ser atingido. E caprichou na segurança do veículo. Não foi permitido que os torcedores são paulinos se aproximarem do ônibus.

Mas muito antes de o jogo começar, hove selvageria, barbarie próximo à estação de trem Ferraz de Vasconcelos.

A vontade de brigar, da violência pura fez com que grupos de são paulinos e corintianos marcassem um confronto às 10h30.

A PM tem certeza que o confronto foi marcado pela Internet.

E ambos os lados foram pontuais.

As 10h30, os grupos chegaram. Armados com pedaços de pau, ferros, pedras, socos ingleses e revólveres.

O resultado da troca de socos, pontapés e tiros foi lastimável.

Foram 14 feridos, seis em estado grave.

Três deles, baleados.

Carros que estavam estacionados perto da estação de trem foram depredados pelos dois grupos.

Pessoas desavisadas ficaram desesperadas.

Tamanha a violência.

Apenas cinco dos envolvidos na briga foram presos.

O episódio é lamentável.

De nada adiantou a torcida única no Morumbi.

Quando selvagens querem a guerra...

Ninguém segura...

Últimas