Cosme Rímoli Scarpa assume para o Palmeiras. Quer ir para a Europa. Mas clube segue pressionando pela renovação

Scarpa assume para o Palmeiras. Quer ir para a Europa. Mas clube segue pressionando pela renovação

Embora queira 'viver a experiência' de jogar na Europa, Scarpa sabe que não será fácil. A idade, 28 anos e meio, é o principal obstáculo. Assim como não ser titular absoluto. Palmeiras oferece renovação por mais três anos

  • Cosme Rímoli | Do R7

Gustavo Scarpa quer ter a experiência de jogar na Europa. Palmeiras insiste com a renovação

Gustavo Scarpa quer ter a experiência de jogar na Europa. Palmeiras insiste com a renovação

Conmebol

São Paulo, Brasil

É a última chance.

Aos 28 anos, muito inteligente, consciente, Gustavo Scarpa sabe.

A hora de ir para um clube europeu é agora, em 2022.

De preferência, nesta janela do meio do ano.

Ou, no máximo, em dezembro, quando acaba seu contrato.

Ou não vai mais.

Mesmo que espere pelo fim de seu contrato com o Palmeiras, em dezembro, já completará 29 anos no dia 5 de janeiro. Idade complicada para equipes grandes contratarem um sul-americano. O ideal, para sua carreira, teria sido a ida ao deixar o Fluminense, por falta de pagamento, há quatro anos.

Mas seu antigo empresário, Bruno Paiva, não conseguiu encontrar clube na Europa. E o meia acertou contrato com o Palmeiras.

Já pensando em atuar no exterior, em 2019, Scarpa trocou Bruno Paiva por Giuliano Bertolucci. E a busca por um clube europeu cresceu, com a proximidade do fim de contrato. Bertolucci tem muitos contatos, principalmente na Inglaterra, França e Espanha.

"Todo mundo sabe que é meu sonho [jogar na Europa]", confirmou o meia, ontem, à TV Bandeirantes.

Mas, mesmo para Bertolucci, não é fácil encontrar um clube de ponta que deseje apostar em jogador talentoso, é verdade, mas de 28 anos e meio e que não seja da seleção brasileira. Scarpa nem é titular absoluto do Palmeiras.

E só tem jogado na sua posição, articulador, livre para correr pelas intermediárias, porque o dono da posição, Raphael Veiga, está contundido.

A pedido de Abel Ferreira, a diretoria do Palmeiras tem tentado renovar o contrato do jogador desde o início do ano. Scarpa é o 12º titular do treinador. Atuando desde lateral-esquerdo, meia pela direita, pela esquerda. Até onde rende muito mais e adora jogar, articulando com liberdade, sem setor fixo.

Com Abel Ferreira, Scarpa voltou a ser valorizado no Palmeiras. Técnico quer a renovação

Com Abel Ferreira, Scarpa voltou a ser valorizado no Palmeiras. Técnico quer a renovação

Palmeiras

Conselheiros palmeirenses garantem que seu salário fica perto dos R$ 500 mil. Muito distante do que recebem Gustavo Gómez e Raphael Veiga, cerca de R$ 1,1 milhão. E dos quase R$ 2 milhões que ganha Dudu.

O Palmeiras oferece dobrar o salário de Scarpa para que ele renove por mais três anos.

O meia não quer acertar sua situação no clube enquanto a janela de verão na Europa não tiver fechado. Quer dar a Bertolucci tempo para encontrar um clube forte que esteja montando o time. 

Para que a saída tivesse chance de ser efetivada nesta janela europeia, que já está aberta e se fecha no fim de agosto, a direção palmeirense estudaria aceitar 20 milhões de euros, cerca de R$ 104 milhões.

Não é tão fácil clubes europeus atingirem esse valor. 

Mas ele ficará livre em dezembro, podendo ir embora sem render um centavo ao Palmeiras.

Leitor voraz, apaixonado por cubo mágico e skate, Scarpa é um jogador diferenciado. Com grande compreensão de sua carreira. Pessoa de atitude. Enfrentou toda a pressão jurídica para deixar o Fluminense, que não pagou seus salários por quatro meses.

Agora, quer viver a experiência de atuar na Europa.

O problema está em Bertolucci encontrar um clube que pague o que o Palmeiras quer.

O plano B é seguir no clube, com o mesmo salário, ficar até dezembro.

E depois ir embora para onde quiser, com seus direitos na mão.

O que seria bom para Abel Ferreira.

No fim deste ano, Scarpa pode ir embora do Palmeiras. Sem render um centavo ao clube

No fim deste ano, Scarpa pode ir embora do Palmeiras. Sem render um centavo ao clube

Reprodução/Instagram

Ele usaria o atleta nas fases decisivas da Libertadores, da Copa do Brasil, do Brasileiro.

Enquanto buscaria um substituto no mercado para 2023.

Por enquanto, a situação é essa.

Gustavo Scarpa assume querer a Europa.

Mas está muito feliz no Palmeiras, inclusive, atingindo a marca de 200 jogos pelo clube.

Com a novidade de estar atuando "na sua posição", com Veiga contundido.

Mas o executivo Anderson Barros seguirá tentando, buscando o mais difícil.

Antecipar a renovação do 12º titular de Abel Ferreira...

Início do declínio? Neymar, Messi e CR7 têm a pior temporada em dez anos

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas