Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Descontrolado, chutando grade, abandonando o time no primeiro tempo. Sampaoli admite que o Flamengo não tem 'seu DNA'

O treinador argentino admitiu a superioridade do São Paulo na primeira final da Copa do Brasil. Seu time foi travado em pleno Maracanã. Torcida o xingou e diretoria, decepcionada, não o quer para 2024

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Sampaoli foi muito xingado, aqui no Maracanã. O Flamengo foi travado pelo São Paulo. Não ficará em 2024
Sampaoli foi muito xingado, aqui no Maracanã. O Flamengo foi travado pelo São Paulo. Não ficará em 2024

São Paulo, Brasil

Jorge Sampaoli deixou claro que não vai pedir demissão do Flamengo.

Para o treinador sair, Braz terá de agir se quiser uma mudança em 2024.

O contrato de Sampaoli só termina no final do próximo ano.

Publicidade

Com multa alta.

O fraquíssimo futebol do Flamengo, na derrota para o São Paulo, hoje no Maracanã, e o festival de ofensas dos torcedores, não foram suficientes para encurralar o treinador.

Publicidade

Muito pelo contrário.

Na coletiva, após o jogo, ele tentou se mostrar controlado.

E insistir que é uma questão de tempo para os jogadores entenderem o que ele realmente quer.

Finge não entender que não terá esse tempo, a não ser que consiga uma reviravolta dificilíma e faça o Flamengo ser campeão no Morumbi, domingo que vem.

Se isso não acontecer, talvez ele não termine nem a temporada.

Seja demitido antes do final do Brasileiro.

Ele conseguiu perder todos seus defensores na Gávea.

As explicações do argentino, após os jogos, sempre foram superficiais.

Mas hoje foi diferente.

Mas pela primeira vez admitiu que seu estilo não está se encaixando com o do Flamengo.

"Não consegui o que fiz nos outros times ainda colocar a maneira de sentir o futebol em um ano difícil do Flamengo. Chegamos aqui com um crise com muitas finais perdidas. Tentei implantar um DNA.

"Continua sendo minha responsabilidade. Sigo tentando até aqui.

"Estamos longe dos times que já tive e que pretendo."

Ele quis se referir à intensidade, à compactação.

O elenco é de jogadores que adotam o toque de bola. Não o preenchimento de espaço, os toques curtos, os contragolpes em bloco, em velocidade.

Sampaoli deixou evidente sua decepção com o 'ataque dos sonhos', tão implorado pela mídia carioca, pela diretoria, pelos torcedores.

Gabigol, Pedro e Bruno Henrique não funcionaram.

"Nós planejamos muito esse jogo. Tivemos muita atenção e planejamento da estrutura. Pensamos que o time carente de gols precisava de jogadores que tivessem essa capacidade. Normalmente, jogo com extremos abertos. Não tinha na direita.

Então coloquei o Gabriel para aproveitar o trio de ataque.

"Mas não teve conexões."

Sampaoli apostou no 'ataque dos sonhos', desejado pela mídia. Gabigol, Bruno Henrique e Pedro fracassaram
Sampaoli apostou no 'ataque dos sonhos', desejado pela mídia. Gabigol, Bruno Henrique e Pedro fracassaram

E foi adiante na explicação.

"A única dúvida que tinha no jogo era tirar um atacante e colocar Everton Ribeiro ou um volante. Sinceramente, optei por colocar um volante ofensivo.

"Pensei: um jogo no Maracanã, pensei muito. Tenho três atacantes com ‘muito gol’. Isso que pensei e imaginei antes de armar esta escalação. Mas não resultou."

O argentino não teve como fugir da superioridade do São Paulo, de Dorival Junior na partida de hoje.

"O São Paulo propôs duelos. Não nos deixou jogar, não teve imprecisões no primeiro tempo. No segundo tempo, o time jogou mais plantado no campo. Sinceramente, não posso saber se uma coisa condiciona a outra.

"O Flamengo teve volume, mas foi impreciso no último terço, faltou clareza. O São Paulo foi melhor nos duelos. Mas é uma final. O resultado foi a precisão de um time e imprecisão de outro", admitia.

Sampaoli teve de explicar a sua saída antes de o primeiro tempo acabar. Deixando o time sem comando por minutos, em uma decisão, a final da Copa do Brasil.

"Meu nervosismo está relacionado com meu sentimento com o que acontece no campo. Não anterior. Eu fui antes embora porque o quarto árbitro disse que acabou. Por isso fui embora."

Sampaoli mostrou também o quanto estava frustrado com a derrota, assim que a partida acabou.

Câmeras de tevê flagraram o argentino dando um chute em uma grade a caminho do vestiário.

Não há a menor empolgação dos dirigentes flamenguistas com a permanência de Sampaoli.

Pelo contrário.

Aqui, no Rio de Janeiro, há a certeza de que o argentino não comandará o time em 2024.

O nome que cresce é o do ex-treinador da Seleção Brasileira, Tite.

Por ser mais próximo dos jogadores.

Como Dorival Junior era.

Mas direção virou as costas ao responsável pelos títulos da Libertadores e da Copa do Brasil.

E não quis renovar com ele este ano.

Entregou o time a dois técnicos estrangeiros.

Vítor Pereira e Jorge Sampaoli.

E o clube perdeu já cinco campeonatos.

Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana, Carioca, Mundial e Libertadores.

Não tem chances reais no Brasileiro.

E agora está a um passo de perder também a Copa do Brasil.

Sampaoli só está errando tanto no Flamengo porque foi convidado...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.