Cosme Rímoli Ronaldo não teve piedade. Humilhante a demissão de Luxemburgo do Cruzeiro

Ronaldo não teve piedade. Humilhante a demissão de Luxemburgo do Cruzeiro

Técnico de 69 anos passou por mais uma situação constrangedora. Apesar do contrato renovado, foi demitido por Ronaldo. O 'dono' do Cruzeiro quer mais modernidade. Diniz e Mano foram contatados com Luxa no cargo

  • Cosme Rímoli | Do R7

Mais uma demissão de Luxemburgo. A segunda na Segunda Divisão. Decisão de Ronaldo

Mais uma demissão de Luxemburgo. A segunda na Segunda Divisão. Decisão de Ronaldo

Gustavo Aleixo/Cruzeiro

São Paulo, Brasil

Foi humilhante.

Em Belo Horizonte, já circulava a notícia de que Mano Menezes e Fernando Diniz haviam sido contatados por representantes do Cruzeiro.

Enquanto Vanderlei Luxemburgo, de 69 anos, esperava a decisão de Ronaldo, 'dono' do futebol do time mineiro. O treinador havia renovado seu contrato até o fim de 2022 com o presidente do Cruzeiro, Sérgio Rodrigues.

Mas seu acordo não foi levado em consideração por Ronaldo.

O ex-atacante e Luxemburgo nunca foram próximos.

A saída do técnico do Real Madrid teve participação indireta de Ronaldo. O atacante estava muito descontente por ser substituído em jogos importantes. A direção concordou com as queixas de Ronaldo. E demitiu o técnico, que não conseguiu conquistar título algum, apesar de ter nas mãos uma equipe galáctica: Zidane, Ronaldo, Figo, Raul, Roberto Carlos...

Na rápida passagem de Luxemburgo pela seleção, não houve afinidade.

Como acaba de publicar o jornal espanhol As, "Ronaldo não tem piedade".

Não teve, e também ouviu o ex-jogador e responsável pelo futebol do clube, Paulo André, que substituiu o também já contratado Alexandre Mattos.

A postura ultrapassada dos times de Luxemburgo nos últimos anos pesou.

E a dispensa aconteceu "sem piedade".

"Acabei de ser informado de que não continuo para a próxima temporada. Recebo a notícia com muita tristeza, porque não era uma coisa que eu queria, mas aceitaria qualquer decisão que fosse tomada pela nova gestão do Cruzeiro", disse Vanderlei Luxemburgo, em um áudio constrangedor.

Essa demissão vem se acumular a uma série de fracassos de Luxemburgo nos últimos anos.

Ele acumula demissões desde 2009, quando foi dispensado do Palmeiras. Desde então, Santos, Flamengo, Atlético Mineiro, Grêmio, Fluminense, Cruzeiro, Tianjin Quanjian (da Segunda Divisão Chinesa), Sport, Vasco e, agora, Cruzeiro.

Foi mandado embora do Vasco e do Cruzeiro com os clubes na Segunda Divisão. 

Ronaldo, que comprou 90% das ações do Cruzeiro, por R$ 400 milhões, não se deu ao trabalho nem de dizer uma palavra sobre a saída de Luxemburgo.

Ronaldo nunca teve proximidade com Luxemburgo. Foi um dos motivos da dispensa do treinador do Real Madrid

Ronaldo nunca teve proximidade com Luxemburgo. Foi um dos motivos da dispensa do treinador do Real Madrid

Reprodução/Twitter

A decisão foi dele, apesar da sugestão de Paulo André.

O Cruzeiro terá um novo treinador nas próximas horas.

Já que os contatos aconteciam normalmente, mesmo com Vanderlei Luxemburgo no cargo.

Mais do que "sem piedade".

Foi humilhante mais esta demissão de Vanderlei Luxemburgo...

O esporte lamentou a morte de personagens importantes em 2021

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas