Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Rogério Ceni não pede demissão. Nem com o maior dos vexames, eliminação para o Água Santa. São Paulo é refém do seu técnico

Embora admita que o São Paulo tinha a obrigação de vencer o Água Santa e chegar à semifinal do Paulista, Ceni nem cogita pedir demissão. Seguirá trabalhando normalmente. Porque é escudo da diretoria

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Eliminação para o Água Santa foi mais um vexame de Ceni. Jamais venceu um título como técnico do São Paulo
Eliminação para o Água Santa foi mais um vexame de Ceni. Jamais venceu um título como técnico do São Paulo Eliminação para o Água Santa foi mais um vexame de Ceni. Jamais venceu um título como técnico do São Paulo

São Paulo, Brasil

13 de março de 2023.

Vaias, palavrões no Allianz Parque.

Direcionados a Rogério Ceni.

Publicidade

O que deveria ser uma situação comum, já que o estádio pertence ao rival Palmeiras.

Mas os insultos partiam de parte dos 39.454 torcedores são-paulinos, que lotaram a arena.

Publicidade

Ceni colecionou mais um fracasso como técnico do clube que o tem como o maior ídolo da história.

Mas como técnico jamais ganhou um título oficial.

Publicidade

Coleciona frustrações.

A desta semana foi muito dolorida: não conseguiu montar um time capaz de vencer o modesto Água Santa, de Diadema. Empatou a partida das quartas de final do Paulista em 0 a 0, jogando mal, sem criatividade, penetração, intensidade, controle do jogo.

E na decisão por pênaltis, derrota por 6 a 5.

Fez o São Paulo acompanhar Corinthians e Santos, também eliminados do Estadual de 2023.

As semifinais serão entre Água Santa e Red Bull Bragantino; Palmeiras e Ituano.

Fosse qualquer outro treinador que acumulasse fracassos no São Paulo, desde o fim de 2021, quando foi contratado, estaria com as malas prontas. 

Seria demitido porque formou o elenco de 2022 e desmanchou o time e formou novo grupo de jogadores em 2023 e ainda assim segue dando vexames.

Mas acontece que o São Paulo é refém de Rogério Ceni.

A direção precisa do treinador como escudo, para atrair os holofotes.

Com Ceni, a dívida de mais de R$ 700 milhões é esquecida.

Com Ceni, o clube pôde mudar seu estatuto e garantir a reeleição do presidente Julio Casares.

Com Ceni, o São Paulo segue acumulando desfalques no elenco, batendo recorde de contusões e recuperações com estranhas demoras, isso ainda no início de 2023.

A comemoração do Água Santa. No Allianz Parque. Lotado de frustrados torcedores do São Paulo
A comemoração do Água Santa. No Allianz Parque. Lotado de frustrados torcedores do São Paulo A comemoração do Água Santa. No Allianz Parque. Lotado de frustrados torcedores do São Paulo

Com Ceni, a diretoria pôde alugar o Morumbi para a organização dos shows do Coldplay em plena fase decisiva do Paulista, campeonato que o time poderia vencer.

Por isso, após mais o vexame de ontem, com a eliminação vergonhosa do Campeonato Paulista de 2023, com empate no Morumbi lotado, diante do Ituano, derrota, com fim do tabu, para o Corinthians, também no Morumbi abarrotado, fracasso contra o São Bernardo, e derrota frente ao Água Santa, de Diadema, Rogério Ceni não pediu demissão.

E muito menos foi demitido.

Apesar de o clube tricampeão do mundo não chegar sequer à semifinal do Estadual.

Rogério Ceni, muito sereno, como se já estivesse acostumado às derrotas como treinador do São Paulo.

Nem uma palavra sobre demissão.

Não repetiu a frase que usou em 2022, a que dizia: "Se o problema for eu, saio". 

Nada disso.

Só admitiu a frustração da eliminação.

E deixou claro que seguirá normalmente no cargo.

"Independentemente das dificuldades, tínhamos obrigação de passar para a semifinal. Mesmo com as lesões, o Galoppo logo no começo, e com a gente jogando os últimos minutos com um homem a menos. Primeiro tempo tivemos intensidade, volume, marcação-pressão e criamos boas oportunidades.

"O tempo foi passando, trocas foram feitas, o Rato pediu para sair, o Luan estava cansado. Rodamos três como 9, o Erison não tinha condição de jogar mais de 45 minutos. Achei que naquele momento era para colocá-lo.

"Mesmo assim, se faz uma obrigação nossa vencer o Água Santa, com todo o respeito. Somos o São Paulo e deveríamos estar nas semis.

"A culpa é nossa!"

Luciano. Facilmente anulado pelo sistema defensivo do Água Santa. São Paulo sem força no ataque
Luciano. Facilmente anulado pelo sistema defensivo do Água Santa. São Paulo sem força no ataque Luciano. Facilmente anulado pelo sistema defensivo do Água Santa. São Paulo sem força no ataque

Mesmo assumindo a responsabilidade do fracasso, Ceni vai seguir.

Continuará como técnico, mesmo sem grande perspectiva de reforços importantes, por conta da atual situação financeira do São Paulo.

E deverá ter mais um desfalque importantíssimo.

Galoppo, que deixou o campo ontem aos 15 minutos, deve ter sofrido lesão nos ligamentos cruzados do joelho esquerdo. Pelo menos foi o que o primeiro exame preliminar mostrou, ainda ontem. Se confirmada a lesão, a possibilidade de cirurgia é imensa.

Ceni seguiu impávido, na sua entrevista coletiva, como se tivesse feito um bom trabalho neste péssimo desempenho do São Paulo no Paulista.

"Olha os números do São Paulo no Paulista e você vai ver que é um time que sabe onde quer chegar, tem os melhores índices em quase todos os quesitos, mas tem problemas que acontecem no meio do caminho, lesões..."

Os números do Paulista de 2023, que importam, são outros.

O clube tricampeão mundial caiu nas quartas de final.

Por um clube que começou a disputar torneios profissionais há dez anos.

Outro vexame na passagem sem títulos de Ceni, como técnico, do São Paulo.

Mas não forte o suficiente para que pedisse demissão.

Ou fosse demitido pela silenciosa diretoria de Julio Casares...

Confira as melhores fotos do confronto entre São Paulo e Água Santa, pelas quartas do Paulistão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.