Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Rodrygo finalmente admite. Com a chegada de Mbappé ao Real Madrid, a chance de ser vendido é enorme. City, PSG, United o querem

Com a confirmação da ida do jogador mais midiático da França, para o Real Madrid, Rodrygo deve ir embora, garantem os veículos de comunicação espanhóis. Manchester United, Manchester City, Liverpool, Arsenal e PSG se mostram interessados

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Mbappé chega para ficar com o lugar de Rodrygo. Garantem os veículos espanhóis

O assunto Mbappé no Real Madrid sempre foi evitado por Rodrygo.

Mas, pela primeira vez, falando à DPZ, o atacante brasileiro deixou claro que sabe muito bem o que toda a Espanha comenta.

Que ele será negociado com a contratação do francês.

“Sim, bem... tudo pode acontecer.

Publicidade

“Tenho contrato, mas os anos que passei aqui foram um prazer para mim.

" Sempre quero estar neste clube, mas vamos ver.”

Publicidade

Em uma entrevista exclusiva ao canal Cosme Rímoli, do R7, Rodrygo também afirmou que, por ele, seguiria toda a carreira no Real Madrid.

O brasileiro, que surgiu como grande esperança no Santos, já está no clube espanhol há cinco temporadas.

Publicidade

Tem sido peça fundamental nas últimas conquistas do clube.

No sábado jogará contra o Borussia, na final da Champions League.

Há jornalistas europeus apostando que no segundo semestre ele estará em outro clube.

Gigantes cobiçam seu futebol.

Manchester City, Manchester United, Liverpool e Arsenal pela Inglaterra.

O PSG também quer o brasileiro.

Para ser um mero reserva de luxo, Rodrygo não deverá ficar.

Até por querer jogar, sonhando em assumir a importância de Neymar na Seleção.

Ele sempre se recusou a falar sobre o que mudaria na sua situação, com Mbappé no Real Madrid.

Mas sempre soube que ele seria o mais afetado.

E o caminho de uma transferência milionária está mais do que aberta.

Para jornalistas espanhóis a saída de Rodrygo é ‘inevitável’...



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.