Cosme Rímoli Red Bull, Benfica, Espanha. Ricos rivais do Corinthians por Paulinho

Red Bull, Benfica, Espanha. Ricos rivais do Corinthians por Paulinho

A direção do Corinthians estava empolgada. Depois da pressão da torcida e de mais um péssimo jogo, o 0 a 0 com o Bahia, sonhava com a volta de Paulinho, que rescindiu com time chinês. Mas a concorrência ficou fortíssima

  • Cosme Rímoli | Do R7

Paulinho foi campeão mundial com o Corinthians

Paulinho foi campeão mundial com o Corinthians

Corinthians

São Paulo, Brasil

Mal acabou mais uma partida decepcionante do Corinthians, 0 a 0, em jogo horrível, diante do Bahia, em Salvador, conselheiros passaram a trocar mensagens com membros da diretoria.

Querem saber como estão as negociações com Paulinho, que acabou de rescindir contrato com o Guangzhou, da China.

E a respostas não foram o que esperavam.

O Corinthians tem interesse em recontratar o meio-campista que atuou no Parque São Jorge por três anos. Foi campeão da Libertadores e Mundial.

Afinal, o próprio presidente Duilio Monteiro Alves prometeu reforços, depois de um tenso protesto das organizadas ontem.

Paulinho é sim um dos nomes cotados e aprovados, inclusive, por Sylvinho.

Mas a concorrência é fortíssima.

A diretoria do Red Bull Bragantino, que permitiu que o atleta treinasse no clube, enquanto havia o impasse entre ele e o Guangzhou, por conta da pandemia, já se antecipou. E vem conversando com o atleta que atuou por dois anos pelo Bragantino, entre 2009 e 2010.

O salário de Paulinho na China era astronômico, completamente inviável para qualquer clube brasileiro. Ele saiu do Barcelona para o Guangzhou, em definitivo, em 2018. E recebia cerca de R$ 5 milhões mensais, de acordo com a imprensa espanhola.

O Red Bull está fazendo excelente início de Brasileiro. O treinador Mauricio Barbieri também está animado com a chance de ter Paulinho.

A negociação é séria, com aval da sede da empresa, na Áustria.

Só que há outros interessados, já que o jogador está livre.

O Benfica, de Jorge Jesus, clubes da Espanha. Em Bragança comentam que até o Flamengo.

Ou seja, o Corinthians, com um bilhão de reais em dívidas, se vê com concorrentes fortíssimos e com situações financeiras muito mais equilibradas para recontratar o volante.

A diretoria não esperava concorrência desse vulto.

O teto salarial corintiano é de R$ 800 mil mensais, pagos a Luan.

A esperança para ter Paulinho é o carinho do jogador pelo clube.

Ou seja, está claro que a contratação se tornou muito difícil...

Chris Smalling, zagueiro da Roma, afirma ter visto ETs durante viagem

Últimas