Cosme Rímoli Presidente do Atlético comemora ver o 'Flamengo se lascando'

Presidente do Atlético comemora ver o 'Flamengo se lascando'

Dirigente perde a linha. Rancor de 39 anos. Por conta do jogo entre Atlético e Flamengo na Libertadores de 1981. Por isso, o prazer com a dor dos cariocas

  • Cosme Rímoli | Do R7

"Flamengo levou nosso título na mão grande", Sérgio Sette Camara

"Flamengo levou nosso título na mão grande", Sérgio Sette Camara

Pedro Souza/Atlético-MG

São Paulo, Brasil

Em Belo Horizonte, o resumo é cruel.

Torcedores do Atlético são rivais do Cruzeiro.

E odeiam o Flamengo.

Esse sentimento contra o time carioca nasceu em 1981, na Libertadores.

Em uma partida extra em Brasília, que classificaria um dos dois para a fase semifinal da competição sul-americana.

No noite de 9 de agosto.

No jogo, José Roberto Wright apitou e expulsou Éder, Reinaldo, Palhinha, Chicão e Osmar Guarnell.

Aos 37 minutos do segundo tempo, mesmo com o placar de 0 a 0, o Flamengo foi declarado vencedor, porque o Atlético não tinha jogadores em número suficiente para seguir o confronto.

O ódio mineiro foi declarado eterno.

E ele veio à tona hoje.

Com a confirmação do próprio presidente do Atlético, Sérgio Sette Camara, de sua satisfação com a eliminação do Flamengo da Libertadores.

"Na verdade, torço contra mesmo e adorei ver o Flamengo se lascando. Pronto", disse, em entrevista à rádio Massa.

"Eu sou um atleticano de quatro costados. Claro que às vezes (muda) o perfil, terno e gravata e tal. Estou doido pra usar meu tênis, uma bermuda, camisa do Galo, e poder ir num jogo, tomar uma cerveja com os amigos, sair de lá ouvindo rádio, comendo pipoca. Isso é bom demais. Ficar vestido de cartola é um saco."

"Eu tenho 55 anos. Como todo atleticano da minha idade, passamos muita raiva com esse pessoal do Flamengo, a verdade é essa. Fomos muito prejudicados pela arbitragem em jogos contra o Flamengo."

"Você ver hoje o Zé Roberto Wright dentro da CBF, pra mim é uma ofensa."

Wright é consultor de arbitragem da CBF.

Wright expulsou cinco do Atlético. Mesmo com 0 a 0, Flamengo foi declarado vencedor

Wright expulsou cinco do Atlético. Mesmo com 0 a 0, Flamengo foi declarado vencedor

Reprodução/Twitter

O dirigente, que não concorrerá à reeleição por falta de apoio político, foi ainda mais direto.

Ele contabiliza os jogos contra o Flamengo.

"No ano passado, ganhamos uma e perdemos outra (no Brasileirão). Neste ano ganhamos as duas partidas deles, sendo uma de goleada. Estão fora da Copa do Brasil, fora da Libertadores, é nosso grande adversário no cenário nacional. Pelo menos da minha geração, sempre foi."

"Estou saindo, né, amigo? Não vou perder uma oportunidade dessa de deixar um recadinho pra quem tanto pegou no nosso pé e levou título nosso na mão grande", acusou.

Acusações desse porte, vindo do presidente do Atlético, só acirram os ânimos entre os torcedores dos dois clubes tão populares...

Boxeadora brasileira é suspeita de espancar marido até morte na Suíça

Últimas