Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Pogba. A lição de humildade do grande jogador de Deschamps

Ele se recuperou da depressão que o atingiu depois da morte do pai. E do descrédito de José Mourinho. A reviravolta veio na conquista da Copa

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Pogba. Por trás da farra pelo título, muita dedicação e humildade
Pogba. Por trás da farra pelo título, muita dedicação e humildade Pogba. Por trás da farra pelo título, muita dedicação e humildade

Moscou, Rússia

Antes da insana comemoração em Paris, Pogba falou sério. Ele comemorava a conquista do Mundial, ainda em Moscou, e deixou escapar algo que tem tudo para impressionar jogadores que ainda pensam que seu talento pode resolver qualquer problema.

"O segredo da França para ser campeã do mundo é um só. Todos acreditarem cegamente no que nosso treinador pedia.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Publicidade

"Pela necessidade, pela importância do título, não havia como pensar em querer jogar como gosta. Se isso acontecesse, a França não teria o rendimento que teve. Precisamos pensar antes no time do que em nós mesmos. Esse é o caminho, que não é fácil", destacou o meio-campista do Manchester United.

Pogba revelou que, contra a Croácia, na final do Mundial, só marcou seu gol porque teve a liberação de Didier Deschamps.

Publicidade

"Eu estou acostumado a ir para o ataque. Mas houve várias situações durante a Copa que o meu treinador pediu para que eu marcasse, ajudasse a zaga. Era mais útil ao time assim. Foi o que eu fiz. Só com a liberação dele, pude descer tranquilo contra os croatas. Se ele não autorizasse, não iria. Quando na sua seleção tem jogadores importantes essa obrigação não é fácil. O time precisa ter um compromisso com o futuro. E não com as atuações individuais."

Tudo ganha ainda mais importância porque o próprio Didier Deschamps não estava satisfeito com a fase do jogador pouco antes da Copa. Ele foi convocado como reserva do Manchester United. Com José Mourinho assumindo seu descontentamento com o meio-campista.

Publicidade

Foi o treinador do selecionado que tratou de passar confiança ao jogador. Deixando a relação que sempre foi forte, ainda mais estreita. Em Manchester, a fama de Pogba é de não aceitar as duras cobranças e lições de moral do português Mourinho. Por isso, não será mesmo surpresa, se ele sair do clube.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

Mas o que interessa para os bicampeões mundials é que o resgate foi completo.

Aos 25 anos, Pogba é um dos maiores, se não o grande líder da Seleção Francesa. Ele conversava muito com Deschamps antes das partidas na Copa. Essa ligação, destacada pela imprensa, poderia trazer algum privilégio. Mas era exatamente o contrário. 

Pogba passou segurança e confiança ao jovem elenco francês. Mbappé o adora
Pogba passou segurança e confiança ao jovem elenco francês. Mbappé o adora Pogba passou segurança e confiança ao jovem elenco francês. Mbappé o adora

"O Pogba por trás do seu jeito alegre foi importantantíssimo. Ele deu o exemplo de dedicação. De espírito de equipe. Mesmo assim, jogando para o time, fez uma copa marcante. Deu muita firmeza tática e talento quando o nosso time retomava a bola. Com ele, o ritmo era rápido e objetivo", elogiou o goleiro e capitão Lloris.

Mas o futebol de Pogba não passou em branco. Jornalistas ingleses garantem que Real Madrid está interessado em levá-lo para a Espanha. O francês já teve a revanche que queria. A sua primeira passagem pelo Manchester United foi péssima. Precisou ir jogar na Juventus para voltar valorizado. 

Não é só Cristiano Ronaldo que está 'velhinho', mas não 'acabado'

Na comemoração do título, ele teve de falar do assédio espanhol. "Eu evitei tirar o foco da minha seleção durante o Mundial. Mas é lógico que algumas coisas acabam chegando. Por uma questão de respeito, não quero falar sobre o meu futuro em clubes. Só depois da comemoração e do meu descanso."

Se Pogba quisesse acabar com o assunto, garantiria que ficará de qualquer maneira no Manchester United. Realmente não parece ser o caso,. A saída parece ser um bom caminho para os dois lados.

Por trás de toda farra que aprontou em Moscou e em Paris, há espaço para tristeza. 

Ele era muito ligado no seu pai. Ele faleceu em 2013, depois de uma doença prolongada, sofrida. E que abalou o jogador. 

"Sua perda ainda é um golpe muito forte para mim. Em 1998, nós acompanhamos e celebramos a conquista do Mundial pela França. Agora me dói ele não estar do meu lado para celebrar o título. Mas ele será lembrado por mim, pela minha mãe e por meus irmãos. Sei que cheguei onde cheguei, graças a ele."

Copa do Mundo: Os melhores memes do título da França

Fassou Antoine deixou a Guiné aos 30 anos e se mudou para Paris, atrás de uma vida melhor para a família.. Além de Paul Pogba, do Manchester, Fassou também é pai de Florentin Pogba, jogador do Saint-Étienne (França), e Mathias Pogba, do Sparta de Roterdam.

Deschamps acabou representando a figura paterna que Mourinho não quis ser
Deschamps acabou representando a figura paterna que Mourinho não quis ser Deschamps acabou representando a figura paterna que Mourinho não quis ser

Com o câncer do pai, o futebol de Pogba despencou. Voltou ao normal, agora. Com a camisa da França,sendo um dos pilares de Deschamps. 

E dando exemplo de humildade.

Pena que Tite não possa convocá-lo...

Mercado da Bola: as novidades dos clubes na retomada do Brasileirão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.