Cosme Rímoli Para Bruno, Poços será trampolim. Para Poços, Bruno será lucro certo

Para Bruno, Poços será trampolim. Para Poços, Bruno será lucro certo

O plano do clube é apostar na volta de Bruno, assassino confesso de Eliza Samudio, ao futebol. Vendê-lo a uma equipe grande. E ganhar muito dinheiro

  • Cosme Rímoli | Do R7

Bruno já posou com a camisa do Poços de Caldas. E já vieram os protestos

Bruno já posou com a camisa do Poços de Caldas. E já vieram os protestos

Reprodução/Facebook/Poços de Caldas FC

São Paulo, Brasil

Fazer do Poços de Caldas um trampolim.

Receber toda a rejeição na Terceira Divisão mineira.

E buscar clubes maiores, da Série A, em 2021.

Esse é o plano de Bruno, goleiro, condenado a 20 anos e três meses pelo assassinato da modelo Eliza Samudio e sequestro e cárcere privado do filho que teve com Eliza.

A situação seria excelente também financeiramente para o Poços de Caldas, conhecido como Vulcão. O clube sonha com um grande lucro em possível venda.

E venceu a concorrência com o Barbalha, clube da Primeira Divisão do Ceará, que tinha a mesma intenção. Contratar e ganhar muito dinheiro em possível negociação.

Essa perspectiva financeira é o que incentivou a diretoria a enfrentar a rejeição da população da cidade. Os protestos nas redes sociais do clube e ameaça de boicote de torcedores não assustam, diante da possibilidade de negociação do goleiro.

Bruno conseguiu o regime cumprir a pena em regime semiaberto. 

Ele será apresentado oficialmente na próxima semana, com direito a coletiva.

E como, a princípio, precisa ficar em Varginha, o Poços de Caldas mandará um preparador de goleiro para a cidade apenas para treinar o goleiro.

Bruno terá quase um ano para entrar em forma, já que a Terceira Divisão do Campeonato Mineiro começa no segundo semestre de 2020.

Mas faz parte dos planos do Poços de Caldas fazer amistosos com a presença do goleiro de 34 anos.

A direção do Boa Esporte não quis enfrentar novos protestos contra Bruno

A direção do Boa Esporte não quis enfrentar novos protestos contra Bruno

Reprodução/Instagram

Nesse meio tempo, a defesa do goleiro acredita que conseguirá sua liberação para jogar, já que o futebol é o seu trabalho.

O ex-goleiro ficou preso mais de nove anos e cumpriu mais de 40% de sua pena.

Por isso conseguiuu o privilégio do regime semiaberto, Bruno deve manter endereço atualizado e comparecer em juízo até o dia 10 de cada mês para atualizar endereço e prestar contas de suas atividades.

O jogador já posou com a camisa do Poços de Caldas.

E despertou imensa reação contrária nas redes sociais.

O jogador atuou em cinco partidas do Boa Esporte em 2017.

Com a perda de patrocinadores e protestos dos torcedores e mesmo membros da diretoria, o clube não quis contratá-lo de novo, como havia prometido que faria.

Entidades feministas prometem repetir os protestos de dois anos atrás, pelo feminicídio de Eliza Samúdio.

Aos 34 anos, Bruno ainda acredita que poderá voltar a um time grande

Aos 34 anos, Bruno ainda acredita que poderá voltar a um time grande

Thomas Santos/Agif/Estadão Conteúdo

Bruno e dirigentes do Vulcão acreditam que, com o passar do tempo, os protestos irão desaparecer.

E o jogador poderá seguir com a carreira.

Com o Poços de Caldas ganhando um bom dinheiro.

Vindo da negociação do goleiro.

Assassino confesso...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas