Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Para aliviar a pressão sobre Vítor Pereira, do Flamengo no Mundial, a direção processa o árbitro do Brasil na Copa do Mundo

Direção do Flamengo exige no STJD o afastamento de Wilton Pereira Sampaio por quatro meses do futebol. Desvio de foco do decepcionante futebol do favorito na derrota da final da Supercopa do Brasil

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Revolta do Flamengo com Wilton Pereira Sampaio desvia o foco do fraco futebol contra o Palmeiras
Revolta do Flamengo com Wilton Pereira Sampaio desvia o foco do fraco futebol contra o Palmeiras

São Paulo, Brasil

A direção do Flamengo é muito inteligente.

E, percebendo a pressão enorme que a imprensa carioca está fazendo sobre o precoce trabalho de Vítor Pereira, após a derrota para o Palmeiras, na final da Supercopa do Brasil, decidiu agir.

Optou por um ataque frontal a Wilton Pereira Sampaio, o principal árbitro do país.

Publicidade

O clube de maior torcida no Brasil e de maior força nos bastidores do futebol brasileiro entrou com um processo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva contra o juiz.

Pede seu afastamento por 120 dias dos gramados.

Publicidade

A alegação são os recorrentes erros do árbitro contra o Flamengo.

Primeiro, os dirigentes pediram um período indeterminado de reciclagem de Wilton Pereira. E também de Rodrigo D'Alonso Ferreira.

Publicidade

Mas os dirigentes decidiram que o erro, na visão deles, do quarto gol do Palmeiras, na derrota por 4 a 3, foi imperdoável.

Na verdade, é um lance polêmico, que provoca muita discussão.

Quando Gabriel Menino chutou para o gol, Mayke estava impedido, do lado direito de Santos. A bola foi para o esquerdo. O palmeirense não atrapalhou o goleiro, segundo Wilton Pereira e o comandandante do VAR em Brasília.

E a diretoria do Flamengo também queria a expulsão de Abel Ferreira, por atrapalhar Arrascaeta na hora da cobrança de uma lateral.

Os dirigentes se apegam ainda ao fraco desempenho de Wilton na Copa do Mundo do Catar.

Há a necessidade de contextualizar tudo o que está acontecendo.

Mayke está do lado direito. A bola entra no esquerdo
Mayke está do lado direito. A bola entra no esquerdo

O Flamengo tem o melhor elenco do país e está a uma semana de sua estreia no Mundial de Clubes.

A derrota para o Palmeiras, em Brasília, criou um clima de desconfiança da torcida e, principalmente, da mídia carioca em relação ao time sob o comando de Vítor Pereira.

Mesmo que o STJD não acate o pedido de afastamento de Wilton Pereira, o que deve acontecer, porque não há lógica alguma em um clube determinar quanto um juiz ficará sem trabalhar, só a iniciativa já tira o foco do fraco futebol defensivo do time carioca.

De quanto Varela e David Luiz falharam pelo lado direito. De quanto Gerson está sem ritmo e ainda voltando à sua melhor forma. De que Thiago Maia também mostra fragilidade na recomposição. Da insegurança de Santos, que ja sabe que o gol, a partir de julho, será do argentino Rossi, que tem pré-contrato com o clube. De que Everton Ribeiro e Arrascaeta estiveram perdidos taticamente, durante boa parte do jogo.

Ou seja, o Flamengo, na sua primeira decisão sob o comando de Vítor Pereira, foi uma enorme desilusão.

Chegar pressionado ao Marrocos para disputar o Mundial seria um péssimo negócio.

Além disso, processar Wilton Pereira desmerece a merecida vitória do Palmeiras.

Ou seja, como estratégia dos dirigentes, foi uma ótima decisão atacar juridicamente o árbitro, para desanuviar o ambiente na Gávea.

A direção do Palmeiras pretende não se manifestar.

Os dirigentes sabem que nada alterará o resultado da final.

O troféu e o título já pertencem ao clube.

O Flamengo pode fazer o que desejar.

Mas a direção rubro-negra nem questiona a vitória palmeirense.

A intenção, ao processar Wilton, é deixar o clima bom para a disputa do Mundial.

E que está tenso depois da derrrota para o Palmeiras.

Por 4 a 3. 

O Flamengo campeão da Libertadores sofreu quatro gols.

Quatro!

Não só o lance discutível que o árbitro validou.

Flamengo embarca para o Mundial de Clubes com o elenco brasileiro mais caro da história do torneio

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.