Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

‘Paquetá deveria ficar 40 anos sem poder jogar.’ Condenado por fraudar apostas aumenta pressão sobre jogador da Seleção

Kynan Isaac, ex-jogador do Stratford, condenado a dez anos de suspensão, por fraudar apostas, atacou o brasileiro. Ele foi suspenso por fraudar uma partida. ‘O Paquetá tem quatro vezes a mesma situação que me tirou dez anos da carreira. Tem de ficar 40 sem jogar’

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window


Lucas Paquetá não fala sobre o assunto. CBF também não. Mas pressão na Inglaterra cresce por punição

Jornalistas ingleses questionam como a Seleção manteve a convocação de Lucas Paquetá.

Por ser um jogador investigado de fraudar apostas pela Federação da Inglaterra de futebol.

Treinando nos Estados Unidos para a Copa América, o meio-campista não fala mais sobre o tema.

Afirmou ser inocente e que seus advogados estão tratando do caso.

Publicidade

E ponto final.

A CBF o desconvocou na primeira chamada de Fernando Diniz, contra Bolívia e Peru.

Publicidade

O motivo foi a investigação sobre a suspeita de manipulação de apostas.

Quatro cartões amarelos que tomou defendendo o West Ham foram ‘estranhos demais’, de acordo com a avaliação da Federação Inglesa.

Publicidade

E beneficiaram diretamente apostadores do Rio de Janeiro, que ganharam cerca de R$ 650 mil.

Foram cerca de 60 contas que anteciparam os cartões amarelos.

Todas na região da Ilha de Paquetá, onde nasceu Lucas.

“Veremos o que farão com ele, se ele será considerado culpado. Será muito interessante ver se seguirão as mesmas diretrizes que estabeleceram. Peguei dez anos. É matemática básica: ele deveria pegar 40 anos e não voltar a jogar futebol. Vejo isso acontecendo? Provavelmente não”, desabafou o jogador Kynan Isaac, que encerrou sua carreira, depois da punição de dez anos, que recebeu em 2022, por receber, de propósito, um cartão amarelo na Copa da Inglaterra, em 2022, quando atuava no Stratford.

“Vi alguns amarelos (que o Paquetá recebeu), são ridículos. Ele comete uma falta, levanta e corre atrás de outro jogador para fazer outra falta só para ter certeza de que receberá um cartão amarelo. É um acéfalo (sem cérebro)”, ironiza.

As declarações de Isaac para o portal The Athletic repercutiram na Inglaterra.

O processo contra Paquetá está suspenso.

A sentença deveria ter sido proferida no dia 3 de junho.

Mas a defesa do atleta conseguiu o adiamento.

Porque a Federação Inglesa apresentou um documento de mais de duas mil páginas, consolidando a acusação contra o brasileiro.

Os advogados de Paquetá pediram tempo para analisar os argumentos.

Só por isso ele está no elenco da Seleção que disputará a Copa América.

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, fez questão que ele estivesse no torneio.

Na verdade, atendeu a um pedido de Dorival Júnior, que o vê como titular.

A situação segue constrangedora, com os repórteres nos Estados Unidos sem poderem tocar no assunto.

A decisão da Federação Inglesa, que pode punir o meia com anos e até o banimento do futebol, será proferida no segundo semestre.

Mas Paquetá já sofre as represálias.

O Manchester City queria a sua contratação.

Era um pedido feito por Pep Guardiola.

Diante da acusação, a direção do clube inglês desistiu.

E o treinador catalão teve de esquecer o jogador.

As partidas dos cartões suspeitos foram quatro.

Contra o Leicester, no dia 12 de novembro de 2022, diante do Aston Villa, em 12 de março de 2023, diante do Leeds, no dia 21 de maio de 2023 e frente ao Bournemouth, 12 de agosto de 2023.

Dorival Júnior também não quer falar mais sobre o tema...





Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.