Palmeiras

Cosme Rímoli Palmeiras vergonhoso contra o Coritiba. Derrubou Luxa

Palmeiras vergonhoso contra o Coritiba. Derrubou Luxa

Em pleno Allianz Parque, o Palmeiras foi dominado e perdeu para o limitado Coritiba, que estava na zona do rebaixamento. Luxemburgo demitido

  • Cosme Rímoli | Do R7

Coritiba fez o que quis com o desorganizado Palmeiras. Luxemburgo pode ser demitido

Coritiba fez o que quis com o desorganizado Palmeiras. Luxemburgo pode ser demitido

Gero Rodrigues/Estadão Conteúdo - 14.10.2020

São Paulo, Brasil

Mais um vexame.

Terceira derrota consecutiva do Palmeiras.

Depois de Botafogo e São Paulo.

Jogando cada vez pior, sinal claro que Vanderlei Luxemburgo perdeu o comando do elenco.

Nada do que tenta orientar tem dado certo.

O time não reage.

A demissão é uma obrigação de Mauricio Galiotte.

O limitadíssimo Coritiba fez o que quis em pleno Allianz Parque.

Estava na zona do rebaixamento.

Mas se impôs com autoridade, com organização, diante do Palmeiras sem conjunto, sem força na marcação, sem consciência para articular seus ataques. 

Time sem alma.

Correndo, mas sem rumo.

Sem saber o que fazer.

3 a 1 para o Coritiba, de Jorginho, foi até pouco.

Weverton, que jogou ontem, com a Seleção Brasileira, jogou hoje.

E fez ótimas defesas.

Se não a vergonha seria muito maior.

O time paranaense não vencia há cinco partidas.

O Palmeiras está estagnado na sétima colocação no Brasileiro.

O nome do argentino Gabriel Heinze, ex-Vélez, é apontado como provável substituto de Luxemburgo.

Não há na diretoria e no Conselho Deliberativo do Palmeiras quem defenda o veterano treinador de 68 anos. 

É pensamento geral que acabou o repertório do técnico.

Para piorar, ele já tentou repassar a culpa dos vexames para a diretoria e para os jogadores. 

Coritiba poderia ter goleado o Palmeiras. Teve toda a facilidade contra um time sem rumo

Coritiba poderia ter goleado o Palmeiras. Teve toda a facilidade contra um time sem rumo

Reprodução/Premiere

Ou seja, ele mesmo sabotou seu ambiente.

"Sabemos da insatisfação do torcedor, com razão. A gente sabe da grandeza que é jogar no Palmeiras, temos que ter essa consciência. Mas não vejo falta de entrega, mas sim detalhes que temos que melhorar.

"Isso temos que conversar internamente para refletir dentro do campo. Quando perde, perde todo mundo. Temos um grupo de homens de caráter, que querem vencer", disse Willian, pensando em cada palavra, para evitar deixar o ambiente pior.

A campanha de Luxemburgo é esta: 36 jogos, 17 vitórias, 14 empates, cinco derrotas. Foram 52 gols a favor e 27 sofridos.

O que ajuda seus números são a Florida Cup e o cada vez mais insignificante Campeonato Paulista. 

Luxemburgo quis mostrar modernidade e colocou o Palmeiras para marcar a saída de bola do Coritiba. Só que não soube montar seu time defensivamente, quando os paranaenses saíam de sua previsível armadilha.

Robson, jogador com maior poder ofensivo, jogou livre. Se divertiu

Robson, jogador com maior poder ofensivo, jogou livre. Se divertiu

Coritiba

Robson, o jogador mais efetivo, teve toda a liberdade para atuar.

Ele marcou dois gols em 23 minutos.

Dois gols que nasceram pela direita do ataque paranaense.

Luxemburgo teve atitude irresponsável.

Quis 'dar moral' para o jovem Lucas Esteves, um dos responsáveis pela derrota para o São Paulo, na sua estreia como profissional. O manteve no time.  E o Coritiba aproveitou.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, Luxemburgo assumiu a bobagem que fez. Tirou Lucas Esteves, nem quis saber se poderia se recuperar de sua contusão e seguir na partida. Colocou o seu atacante mais efetivo, que estranhamente estava no banco: William. 

O Palmeiras descontou graças ao oportunismo de Gabriel Veron, ao receber cavadinha inteligente de Patrick de Paula. 2 a 1, aos 37 minutos.

A reação parou por aí.

O time de Luxemburgo corria. Mas era cada um por si. O Coritiba, mais consciente, encaixava contragolpes muito perigosos. Obrigando Weverton a mostrar seu talento.

O segundo tempo começou com o Palmeiras ainda mais aberto.

Mas sem articulação, organização, inteligência.

O Coritiba muito mais objetivo não demorou para ampliar.

Robson, sempre ele, livre, descobriu Giovanni Augusto de frente para Weverton. Dessa vez, não deu para defender. 3 a 1.

Luxemburgo desesperado, perdido. Palmeiras atual é o seu reflexo em campo

Luxemburgo desesperado, perdido. Palmeiras atual é o seu reflexo em campo

Palmeiras

Com a vantagem, o Coritiba tratou de segurar o resultado.

O desespero de Luxemburgo passava para o time.

Com seu festival de substituições.

E, lógico, não resultou em nada de positivo.

Derrota mais do que merecida.

O Palmeiras de Luxemburgo está sem rumo...

(Tanto estava que Luxa foi demitido.

Logo após o jogo, Galiotte percebeu.

O técnico perdeu o comando do time.

Além de estar ultrapassado

E o mandou embora...)

Últimas