Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Palmeiras se surpreende com aceitação de dirigentes, jogadores e torcida, que querem Gabigol, atleta midiático que elenco não vê desde Edmundo

Enquanto estafe do artilheiro deixa claro que não renovará com o Flamengo, clube paulista se empolga com chance de contratação, que vai depender de Abel Ferreira. Leila quer, há muito tempo, um atleta de repercussão

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window


Contrato de Gabigol com Flamengo está no fim, e atleta pode ir parar no Palmeiras THIAGO RIBEIRO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO – 11.05.2024

Leila Pereira está surpresa.

A presidente não tem conseguido fugir da mesma pergunta, onde quer que vá, seja nas festas sofisticadas de bilionários, na Sociedade Harmonia de Tênis, seja nos corredores da sua empresa de crédito pessoal ou na sua faculdade, seja nas ruas e, principalmente, de funcionários palmeirenses.

Variam as palavras, mas o sentido do questionamento é o mesmo: “O Palmeiras vai contratar mesmo Gabigol?”

O tom das perguntas segue também igual rumo: o da esperança. Muito vivida, Leila percebeu o motivo.

Publicidade

Apesar dos inúmeros títulos, existe a vontade de ter um personagem midiático em campo.

O principal ídolo do Palmeiras, sem dúvida alguma, é o técnico Abel Ferreira.

Publicidade

Dentro do gramado, o último jogador que a torcida ‘amou’ foi Marcos, que se despediu em 2012. Mas o midiático foi Edmundo, que foi embora em 2007.

O momento é mais do que propício, se o Palmeiras realmente quiser Gabigol.

O atacante está profundamente magoado com o clube carioca. O motivo é que seu contrato terminará no final de dezembro.

E a partir desta segunda-feira, dia 1º de julho, poderá assinar pré-contrato com outro clube, se comprometendo a atuar nesta equipe, sem ter o Flamengo receber um centavo.

O empresário do atacante, Junior Pedroso, negociava desde outubro do ano passado a renovação.

Ela caminhava para cinco anos de contrato, R$ 54 milhões em luvas, e mais R$ 2 milhões mensais.

Mas o clube carioca contratou Tite, e tudo desandou.

Gabigol e Leila têm ótimo relacionamento, e proposta só depende de Abel Ferreira ETTORE CHIEREGUINI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO – 13.06.2024

O treinador não quer o jogador, nunca o perdoou por ter ‘orquestrado’ o coro de torcedores do Flamengo.

Nesta cantoria havia muitos palavrões pesados contra o técnico que não o havia levado à Copa do Catar.

E Tite sempre atuou com um só definidor. Escolheu Pedro, e Gabigol virou um reserva a peso de ouro.

O relacionamento entre o atacante e o treinador é péssimo. Se falam por obrigação profissional.

A proposta que era de cinco anos se transformou em apenas um. Algo que Gabigol considerou profundamente ofensivo.

“Nunca imaginamos que o Flamengo ia propor um ano de contrato. Gabriel estranhou e na hora negou. Discutimos o tema e resolvemos daqui para frente começar a trabalhar a saída dele do Flamengo. Está claro que o clube não tem interesse em seguir com o jogador”, disse Júnior, ao SporTV.

A favor do Palmeiras está o fato de clubes grandes europeus, que eram o sonho do atacante, não estarem interessados no atleta.

Ele fracassou na Inter de Milão e no Benfica. O sonho era retornar à Europa e se impor. Só que, para isso, seria fundamental disputar a Copa do Mundo do Catar. Tite não deu essa chance ao atacante.

O presidente Augusto Melo já sonhou com o jogador, antes mesmo de assumir o Corinthians.

Só que está acossado pelas dívidas: Júnior Pedroso sabe que vários jogadores estão com direitos de imagem e salários atrasados, além da violenta reação da torcida corintiana.

Apesar dos afagos de lado a lado, no cenário nacional, é o Palmeiras o clube mais equilibrado financeiramente. E com as melhores condições de trabalho ao jogador.

Aos poucos, Leila está se empolgando com a possibilidade. Principalmente por seu carisma.

Desde que a sua empresa, a Crefisa, assumiu o patrocínio palmeirense, em 2015, busca um atleta midiático.

Fez tentativas fracassadas com Borja, Dudu até com Lucas Barrios.

Mas a contratação depende exclusivamente de Abel Ferreira.

O treinador português precisa ser convencido de que Gabigol será um ‘jogador de grupo’.

Relacionamento entre Tite e Gabigol é péssimo. Técnico o vê como mero reserva

Ou seja, não se deixará levar pelo egocentrismo, como aconteceu várias vezes na Gávea.

Gabigol tem um péssimo 2024. Atuou em apenas 16 jogos e fez três gols.

Quanto jogou na Inter e no Benfica, entrou em campo 15 vezes e marcou dois gols.

O atacante está mais do que infeliz na Gávea. Não vai ficar no Flamengo. Se o Palmeiras realmente quiser contratá-lo, o momento é esse.

Tudo indica que ele será inocentado da acusação de tentativa de fraude de doping. O resultado do julgamento da Corte Arbitral do Esporte sairá nas próximas semanas.

Abel Ferreira, porém, ainda está reticente. Quer uma conversa ‘olho nos olhos’ do atacante.

Empresários representando clubes gregos, turcos e árabes se assanham pelo artilheiro.

A próxima semana, quando começa julho, tem tudo para ser decisiva na vida de Gabigol.

O ídolo palmeirense, o ex-goleiro Marcos, postou até vídeo imitando o atacante marcando um gol. Torcedores nas redes sociais ficaram alucinados com a ‘aprovação’.

Leila está cada vez mais animada com a possibilidade.

A palavra final do Palmeiras será de Abel Ferreira...





Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.