Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Política selvagem do Palmeiras. Quer 'dar chapéu' no Fortaleza e contratar Caio Alexandre. Clube nordestino promete lutar

Depois de críticas, Leila Pereira decidiu abrir os cofres. Já contratou Aníbal Moreno, quer tomar Bruno Henrique do Flamengo. E agora tenta 'chapéu' no Fortaleza para ficar com Caio Alexandre

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli


Caio Alexandre, volante emprestado ao Fortaleza. Palmeiras quer atravessar a negociação e comprá-lo
Caio Alexandre, volante emprestado ao Fortaleza. Palmeiras quer atravessar a negociação e comprá-lo

São Paulo, Brasil

Leila Pereira quer calar seus críticos.

Se são contratações que eles exigem, a dirigente decidiu liberar o executivo Anderson Barros para fechar os pedidos mais prementes de Abel Ferreira em 2024.

O primeiro pedido, o volante Aníbal Moreno, de 24 anos, que atua no Racing, já foi contratado.

Publicidade

Poderia ter jogado no Palmeiras neste ano, mas Leila tentou pechinchar e acabou perdendo o versátil atleta para esta temporada, o que foi um grande prejuízo para o Palmeiras.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

O segundo pedido é Bruno Henrique.

O Palmeiras não oferece apenas o que o Flamengo não queria: três anos de contrato. Vai além e acena com quatro anos. Mais aumento importante de salário. Ele recebe R$ 1,2 milhão na Gávea. O clube paulista oferece R$ 1,7 milhão.

Anderson Barros tem a liberação de fazer um leilão com o clube carioca pelo atacante de 32 anos.

E o executivo foi além.

Leila autorizou, e ele está tentando atravessar a contratação do excelente segundo volante do Fortaleza, Caio Alexandre, que joga por empréstimo no time nordestino.

60% dos seus direitos pertencem ao Vancouver, do Canadá.

O preço que era pedido ao Fortaleza é "baixo": US$ 2,5 milhões, cerca de R$ 12,5 milhões.

O Palmeiras quer resolver a situação pacificamente, dar uma compensação ao clube cearense, que tem a prioridade para comprar o volante.

De acordo com conselheiros ligados a Leila, o jogador estaria disposto a atuar no Palestra Itália.

A negociação ainda está acontecendo.

O Palmeiras ainda buscará reforços para o meio de campo, outro articulador, para repartir a função com Raphael Veiga.

Leila implantou uma política selvagem de contratação.

Mas custou caro até ela agir.

O clube teve de perder a Libertadores, a Copa do Brasil e o Brasileiro.

Mas a direção do Fortaleza promete lutar.

E não liberar o jogador.

Exercer seu direito de compra e desprezar proposta do Palmeiras.

A guerra pelo volante está declarada...

Salário de Tite é o segundo maior dos técnicos do Brasil; veja o top 7

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.