Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cosme Rímoli - Blogs
Publicidade

Oposição do Corinthians estuda impeachment de Melo. Ex-diretor questiona o aparecimento de intermediário em transação de R$ 360 milhões. E que ficou com R$ 25 milhões

O ex-diretor de futebol, Rubens Gomes, havia prometido fazer revelações sobre a administração do atual presidente do Corinthians. E questionou comissão milionária paga a um intermediário do patrocínio máster de R$ 360 milhões da camisa do time masculino

Cosme Rímoli|Cosme RímoliOpens in new window

Rubão revela que a relação com o presidente Augusto Melo implodiu quando estranhou a comissão de R$ 25 milhões paga a um intermediário

“Eu fui perguntar: você falou que não tinha intermediário.

“Quem é esse cara? Quem é essa empresa?

“Você está desconfiado?” (Augusto respondeu, indignado)

“Não, não estou desconfiado de você.

Publicidade

“Nunca!

“Se eu estou te perguntando é porque eu quero saber. E aí ele... Ficou assim, tal. Não gostou muito da indagação.

Publicidade

“Eu olhei para ele e falei: só estou te perguntando porque nós estamos aí numa jornada.

“E você me falou na minha casa que era sem intermediário e agora apareceu uma empresa.

Publicidade

“Você está sabendo disso? Até onde você sabe disso? E aí?

“Daí para frente...”

O ex-diretor do Corinthians, Rubens Gomes, demitido por Augusto Melo, havia prometido nos bastidores do Corinthians, que não iria se calar diante de questões que não concordava, enquanto era membro da direção.

E tratou de tocar na questão que provoca as maiores queixas e une a oposição do Corinthians contra o presidente.

Toda a alegria do Melo, ao anunciar o maior patrocínio máster de camisa no Brasil, com a casa de apostas Vai de Bet bancando R$ 360 milhões, por três anos de patrocínio, R$ 120 milhões por ano, se transformou em enorme problema.

Por conta do questionamento em relação à comissão de 7% a A Rede Social Media Design.

Alex Fernando André, conhecido como Alex Cassundé, é o dono da empresa. Ele teve grande participação na eleição de Melo.

Rubão, responsável pela eleição de Melo, sem seu apoio não seria eleito, foi direto, na entrevista à TV Gazeta, ontem à noite.

Mostrou o seu imenso estranhamento com a negociação.

“O que me espanta é que essa empresa não poderia operar como operou (fechar a intermediação). Ela não tinha o CNAE (Classificação Nacional de Atividade Econômica). Foi trocado o CNAE depois de emitida a nota fiscal.

“Isso é crime!

“Tudo que estou falando tenho documentado.”

O presidente do Conselho Deliberativo, Romeu Tuma Junior, já questiona oficialmente Augusto Melo.

Exige que toda a negociação seja esclarecida, com a documentação.

Pagar comissão em negociações de publicidade é algo legal.

Mas Rubão, e inúmeros conselheiros de oposição, estão questionando o motivo de Melo ter garantido que não haveria.

E a negociação seria direta, com o dinheiro entrando integralmente ao Corinthians.

Fora a comissão de R$ 25,2 milhões, o clube ainda teve de fechar acordo com a antiga patrocinadora, a Pixbet.

E pagar R$ 20 milhões de multa por rompimento de contrato e devolver dinheiro de luvas.

São menos R$ 40 milhões para os cofres do clube.

A princípio, Melo disse que quem iria arcar com a multa da rescisão seria a nova patrocinadora.

Mas depois voltou atrás e confirmou que seria o Corinthians.

Rubens Gomes foi fundamental na eleição de Melo. Opositores têm certeza que ele fará novas revelações sobre o seu ex-parceiro de direção

Procurado para responder sobre o preocupante questionamento de Rubão, Melo não quis responder.

Conselheiros da oposição já falam sobre a possibilidade de impeachment.

Vão exigir que Tuma convoque oficialmente Melo para explicações.

Ainda convoque o intermediário da transação.

Há vários advogados entre os conselheiros da oposição, liderada por Andrés Sanchez.

E a articulação caminha para o estudo real de impeachment.

Rubens Gomes, com sua bancada de conselheiros, que colocou Melo no poder, já está do lado da oposição.

Melo começa a ficar isolado no Parque São Jorge.

A nova direção mal está completando seis meses no poder...



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.