Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O rancor de Abel. O Palmeiras é o primeiro na fase de grupos da Libertadores. Sua preocupação é criticar a imprensa

O treinador não se mostrava empolgado com a primeira colocação geral na fase de grupos da Libertadores, depois da goleada, por 4 a 0, contra o Bolívar. Queria criticar que considerou que o Botafogo foi melhor que seu time

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Abel conseguiu outra vez. Melhor campanha na fase de grupos na Libertadores. Mas mostrou rancor
Abel conseguiu outra vez. Melhor campanha na fase de grupos na Libertadores. Mas mostrou rancor Abel conseguiu outra vez. Melhor campanha na fase de grupos na Libertadores. Mas mostrou rancor

São Paulo, Brasil

A vitória massacrante do Palmeiras diante do Bolívar, por 4 a 0, fez o clube chegar à primeira colocação geral da Libertadores. 

Pela quinta vez em seis anos, o clube conseguiu o privilégio de fazer o último jogo eliminatório no Allianz Parque até a semifinal da competição.

Com Abel Ferreira foi assim em 2022 e agora, em 2023.

Publicidade

Mas, em vez de comemorar, o treinador português mostrou rancor.

E mostrou toda sua mágoa pelo fato de a imprensa cobrar o Palmeiras pela derrota para o Botafogo, no domingo, no Allianz Parque.

Publicidade

"Fiz uma reunião com eles [após o jogo contra o Botafogo] e pedi calma, eficácia e confiança.

"Pedi isso e demos folga para ficar com a família, além de não ler a imprensa.

Publicidade

"Pedi para eles taparem os ouvidos, olhos e boca.

"Vamos fazer o que somos bons, que é treinar bem e nos prepararmos."

Publicidade

Abel Ferreira seguiu no ataque aos jornalistas. Não aceitou a opinião de quem viu o Botafogo ser melhor que o Palmeiras.

“Eu peço aos meus jogadores que eles não deem ouvidos para o que a imprensa diz. Precisamos nos blindar. Sabemos o que queremos, sabemos o que precisamos. Precisamos ter calma neste momento. Após a partida do Botafogo, quem viu o jogo e falou que nós jogamos mal e o Botafogo bem não sabe o que está falando.

"O Palmeiras é muito grande, não é o maior em termos de números, mas somos barulhentos. Peço aos nossos torcedores para acreditarem nos jogadores e no trabalho. Vamos para todos os jogos buscando a vitória."

Rony comemora o primeiro gol do Palmeiras contra o Bolívar, no Allianz Parque
Rony comemora o primeiro gol do Palmeiras contra o Bolívar, no Allianz Parque Rony comemora o primeiro gol do Palmeiras contra o Bolívar, no Allianz Parque

O treinador também deu sua versão para não cumprimentar Luís Castro, após a derrota de domingo.

“Sempre que acaba o jogo eu saio na direção do túnel, desde que cheguei ao Palmeiras. Que isso fique claro. Para aqueles que fazem um jornalismo raso, eu sempre faço isso. Para não ficar dúvidas para ninguém. Cumprimento meu adversário, às vezes, no início, mas no fim saio sempre.

"Essa era a introdução que queria fazer para o jornalismo mais raso, alguns comentaristas mais rasos, para não criar confusão onde não existe. Eu tenho admiração pelo Luís Castro, falamos depois do jogo. Não criem polêmica onde não existe."

Abel Ferreira se mostra cada vez mais irritado com a imprensa.

Tenta desmerecer os jornalistas que criticam sua atitude.

Está virando rotina, como se o Palmeiras não pudesse ser criticado ou ser superado pelo adversário.

Diante do clima tenso que criou, na coletiva após o jogo de ontem, Abel tratou de valorizar seus jogadores.

"Foi a primeira vez que vi um treinador espanhol fazendo marcação individual no campo inteiro. Para ser muito sincero, meus jogadores, sozinhos, encontraram o caminho para o gol. Tive responsabilidade zero.

"Eu não esperava marcação individual o tempo inteiro. Eles tentaram bloquear o Luan e deixar a construção para o Gómez. Felizmente, e o Artur é um dos responsáveis, Dudu, Veiga, Menino e Ríos conseguiram criar uma dinâmica que não foi eu quem pensei. Eles descobriram pelo jogo. Falei no intervalo para eles fazerem o que estavam fazendo."

Richard Ríos, Piquerez e Raphael Veiga. Jogadores em festa pela goleada no Allianz
Richard Ríos, Piquerez e Raphael Veiga. Jogadores em festa pela goleada no Allianz Richard Ríos, Piquerez e Raphael Veiga. Jogadores em festa pela goleada no Allianz

Abel vai manter Richard Ríos no lugar de Zé Rafael, que faz tratamento do estiramento dos ligamentos do joelho direito, tentando evitar uma cirurgia.

O técnico fez mistério se poupará atletas do confronto do domingo, contra o Athletico, em Curitiba, pelo Brasileiro.

Porque na próxima quarta-feira o Palmeiras fará a primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil.

Contra o São Paulo, no Morumbi.

Sua preocupação diante da imprensa era outra.

Artur, o melhor em campo, marcou dois gols. Cada vez mais importante para o time de Abel
Artur, o melhor em campo, marcou dois gols. Cada vez mais importante para o time de Abel Artur, o melhor em campo, marcou dois gols. Cada vez mais importante para o time de Abel

Em vez de celebrar a primeira colocação geral na fase de grupos da Libertadores, ele queria cobrar os jornalistas que viram o Botafogo ser mais consciente e merecer vencer o Palmeiras no domingo, no Allianz Parque.

Abel segue um excelente técnico.

Mas cada vez mais "dono da verdade".

Postura que o afastou da seleção brasileira.

Apesar de merecer...

Veja como está o brasileiro que desbancou Messi, o então melhor do mundo, no Prêmio Puskás

" gallery_id="649db5354b4955837a00098e" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/o-rancor-de-abel-o-palmeiras-e-o-primeiro-na-fase-de-grupos-da-libertadores-sua-preocupacao-e-criticar-a-imprensa-30062023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.