Cosme Rímoli O orgulho de Ceni em noite heroica do São Paulo, com 12 desfalques. 'Treinamos só 15 minutos'. Empate em 3 a 3 com o Internacional

O orgulho de Ceni em noite heroica do São Paulo, com 12 desfalques. 'Treinamos só 15 minutos'. Empate em 3 a 3 com o Internacional

O técnico estava muito empolgado com o desempenho de seu improvisado time. Em pleno Beira-Rio, o São Paulo 'comprou a briga' com o Inter de Mano Menezes. 3 a 3 é um resultado que merece ser muito valorizado

  • Cosme Rímoli | Do R7

Desfigurado, São Paulo teve uma atuação heroica em pleno Beira-Rio. 3 a 3

Desfigurado, São Paulo teve uma atuação heroica em pleno Beira-Rio. 3 a 3

Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo, Brasil

Jandrei (pancada nas costas), Léo (edema na coxa direita), Miranda (dores musculares), Arboleda (cirurgia no tornozelo esquerdo), Reinaldo (estiramento na coxa direita), Luan (cirurgia no músculo adutor da coxa esquerda), Caio (cirurgia no joelho direito), André Anderson (dores musculares) e Alisson (entorse no joelho direito).

Calleri e Patrick suspensos.

Doze desfalques.

E mesmo assim, o São Paulo fez uma partida heroica, arrancando o empate com o Internacional, em pleno Beira-Rio, em 3 a 3. E com direito a duas falhas clamorosas do jovem goleiro Thiago Couto.

"Treinamos apenas 15 minutos, tem a parte teórica no vídeo. Mas, de treino de campo, esse time fez 15 minutos ontem", dizia, orgulhoso, Rogério Ceni.

O treinador realmente colocou uma equipe que jamais havia atuado junta. Thiago Couto, Rafinha, Diego Costa (Beraldo) e Luizão; Igor Vinícius, Gabriel Neves, Rodrigo Nestor, Talles Costa (Pablo Maia) e Marcos Guilherme; Nikão e Luciano.

E mesmo assim, o time conseguiu buscar três vezes a igualdade no placar. Mais coração do que técnica ou estratégia.

Na coletiva, Rogério Ceni assumia a postura paternal.

"Gosto muito dos caras que trabalham comigo. Sempre tive isso, não importava qual o campeonato. É o que peço a eles: se estiverem cansados, peçam para ficar fora. O gramado ajudou e tivemos trabalho de passe, triangulações. O Inter poderia fazer mais gols, tem muita transição. Fiquei impressionado com o De Pena.

"O Inter não está à toa na parte de cima da tabela, tem o trabalho do Mano Menezes. Nós temos um time com muitos jogadores de 18, 19, 20 anos. Eles têm desejo, têm alma, uma visão diferente da vida. Pelo chão fomos bem, pelo alto, mal. Marcamos pior no primeiro tempo, no segundo bem melhor."

Thiago Couto jogou muito mal. Falhou em dois gols do Inter. Mas Ceni 'não viu'

Thiago Couto jogou muito mal. Falhou em dois gols do Inter. Mas Ceni 'não viu'

Rubens Chiri/São Paulo

A preocupação do treinador era tentar, de toda a maneira, preservar o goleiro Thiago Couto, que falhou em dois gols do Internacional, além de cometer pênalti em Alemão.

"Não vejo culpa dele nos gols. Acho que fez um ótimo segundo tempo, com lançamentos precisos, goleiro que trabalha bem com os pés. O gramado favorece muito, no mesmo nível ou melhor que o Morumbi. Dá gosto de jogar num lugar assim", disse Rogério Ceni, tentando desviar o foco da pergunta. 

Esse é uma postura que Rogério Ceni traz desde os tempos como jogador. O de negar a realidade quando é desfavorável a uma atuação ruim sua ou de um comandado. 

É lógico que ele sabe que Thiago Couto falhou. Mas não quer 'queimar' o goleiro de 23 anos. Até porque Jandrei ainda se recupera de uma fortíssima pancada que recebeu e o reserva é Young, de 20 anos, jamais fez uma partida como profissional.

O empate foi importante para aumentar a confiança do elenco. E também para ajudar na recuperação do clube no Brasileiro.

O São Paulo é apenas o décimo colocado.

Mas ontem teve uma noite histórica.

E que precisa ser valorizada.

Apesar das falhas de Thiago Couto.

As que Rogério Ceni fez questão de 'não enxergar'...

Fifa 23 terá mulher na capa oficial pela primeira vez na história

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas