Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O maior salário do Brasil tem o maior jejum da carreira. Dudu pronto para dar a resposta na final do Paulista. Contra o Água Santa

Abel Ferreira tem apoiado o quanto pode Mas Dudu vive a pior fase desde que foi contratado pelo Palmeiras, há oito anos. Já é o jogador mais substituído no clube. Precisa dar a volta por cima na final do Paulista

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Dudu. Maior salário do Brasil, vive o maior jejum de gols na carreira. Precisa dar a resposta na final do Paulista
Dudu. Maior salário do Brasil, vive o maior jejum de gols na carreira. Precisa dar a resposta na final do Paulista Dudu. Maior salário do Brasil, vive o maior jejum de gols na carreira. Precisa dar a resposta na final do Paulista

São Paulo, Brasil

Atacante.

Maior salário do país, R$ 2 milhões por mês.

15 partidas.

Continua após a publicidade

Nenhum gol.

Duas chances reais de gols criadas.

Continua após a publicidade

17 chutes a gol, só dez atingiram o alvo.

14 dribles certos, média de um por jogo.

Continua após a publicidade

Apenas uma assistência, diante da fraca Inter de Limeira.

Jamais nos oito anos de Palmeiras, havia ficado tanto tempo sem marcar.

Ou atingido números tão baixos.

Mas mesmo assim, Abel Ferreira nem cogita tirá-lo da final do Paulista contra o Água Santa.

Aos 31 anos, o jejum chega na pior época da carreira.

Ramon Menezes, treinador interino da Seleção Brasileira, é fã de Dudu. E ele poderia ter como técnico as chances que não teve com Tite, que desprezou seu auge.

Ainda mais que Dudu nutria uma pequena esperança de ainda atuar na Europa.

Só que a fraca fase que vive trava os dois sonhos.

Abel Ferreira tem tido longas conversas com o atacante, procurando tranquilizá-lo, fazer com que ententa que é um apenas um momento e quanto o Palmeiras precisa dele.

Dudu insiste em seguir ocupando o lado esquerdo do ataque. Onde, além de não render, impede que Endrick jogue onde mais costuma ser produtivo. Espaço do campo que consagrou o menino que foi um 'fenômeno' na base. E levou o Real Madrid a comprá-lo por R$ 404 milhões.

O jogador tem controlado seu gênio.

Mas Abel o tem apoiado e ao mesmo tempo preservado a equipe.

Ele foi o jogador mais substituído desde que Abel Pereira assumiu o Palmeiras e o atacante voltou do Catar.

Das 14 partidas que disputou neste Paulista, ele foi substituído em 12.

Ou seja, Abel só permitiu que ficasse 90 minutos em campo por duas vezes.

Sair é algo absolutamente irritante para o genioso atleta, que tem contido sua personalidade.

E respeitado o treinador português.

Mas há algo de errado 'no paraíso'.

Os arranques, os dribles, a eficiência de Dudu estão muito abaixo do que costumam ser.

O jogador tem treinado muito, com dedicação.

E Abel o apoiado até mais do que normalmente faz com atletas que vivem fases ruins.

Ele renovou contrato, de forma antecipada, em dezembro de 2022 até até 2025.

Com cláusula de renovação automática. 

Desde que seja titular em 50% das partidas daqui duas temporadas.

Dudu segue com um enorme potencial e grande currículo no Palmeiras.

Ele tem dez, só fica atrás de Ademir da Guia e Junqueira, com 12.

Ainda segue grande ídolo da torcida.

Mas seu rendimento está sendo observado e discutido pela Comissão Técnica do Palmeiras.

Abel quer entender se não seria melhor para o jogador voltar para a ponta direita.

E abrir brecha para Endrick, na canhota.

O Palmeiras está administrando silenciosamente a complicada questão.

Mas, exigente, Abel quer reação imediata de Dudu.

Evitar o confronto com o ídolo.

Mas ele exige produtividade, de todos.

Ainda mais a cinco dias da final do Paulista.

Dudu segue treinando até mais do que fazia normalmente.

Quer usar a final contra a Água Santa para a volta por cima.

Chegou a hora de dar o retorno pela prova da confiança da diretoria e de Abel, com a renovação do contrato mais caro do país até 2025.

A data ideal para a reviravolta está marcada.

Domingo, contra o Água Santa, no Allianz Parque lotado...

Palmeiras tem folha salarial 22 vezes maior que do Água Santa; entenda as duas realidades

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.