Cosme Rímoli O injustiçado Weverton mostrou outra vez a Tite, que estava no Allianz. Merece ser o goleiro titular do Brasil na Copa

O injustiçado Weverton mostrou outra vez a Tite, que estava no Allianz. Merece ser o goleiro titular do Brasil na Copa

Ele foi o responsável direto pela classificação do Palmeiras à semifinal. Sua defesa no pênalti de Rubens foi apenas mais uma do atual goleiro bicampeão da Libertadores. Aos 34 anos, está na melhor fase

  • Cosme Rímoli | Do R7

Weverton demonstrou outra vez a Tite que merece ser titular na Copa. Não terceiro goleiro

Weverton demonstrou outra vez a Tite que merece ser titular na Copa. Não terceiro goleiro

Cesar Greco/Palmeiras

São Paulo, Brasil

Tite estava no Allianz Parque.

Mais uma vez ele viu, desta vez ao vivo, a injustiça que faz com Weverton.

Só o fato absurdo de o treinador menosprezar o futebol jogado no Brasil, que não garante o goleiro do Palmeiras como o titular da seleção.

Não adianta nem questionar o jogador, que é muito ético. E respeita a aposta de Tite em Allison como o goleiro principal e Ederson como o seu reserva.

Weverton será o terceiro na Copa.

Mas, ao menos, Tite teve de testemunhar outra noite histórica do atual goleiro bicampeão da Libertadores. E que garantiu a ida do Palmeiras à terceira semifinal seguida ao defender o pênalti cobrado por Rubens, do Atlético.

"Realmente foi histórico, todo mundo sabe, no primeiro tempo com um a menos, depois dois a menos, e conseguir jogar, segurar de alto nível."

"Isso é uma equipe muito madura, que não tem limites, que cada vez mais prova aquilo de que é capaz, aquilo que pode fazer. É uma vitória que nos enche de esperança e orgulho do que vem pela frente, saber que nada vai ser fácil."

"Foi uma vitória incrível, vamos comemorar agora com o nosso torcedor."

"Hoje, que nem o Abel fala, são 24 horas, a partir de amanhã já vamos pensar no clássico [contra o Corinthians], é difícil, é um grande adversário, mas por hoje vamos comemorar. Hoje também 250 jogos pelo Palmeiras e, com essa vitória maravilhosa, é só motivo de orgulho e gratidão a Deus por tudo."

Tite valoriza os goleiros que jogam na Europa. Weverton não passa de reserva do reserva

Tite valoriza os goleiros que jogam na Europa. Weverton não passa de reserva do reserva

Mowa Press

Muito religioso, Weverton se sentiu inspirado e agradecido.

"As pessoas esperam muito do goleiro. Eu estava muito tranquilo e falei há pouco que, segunda-feira, eu estava tomando banho, para deitar para dormir, e veio uma palavra muito forte no meu coração, que dizia assim 'há tempo para nascer, para morrer, para plantar, colher'. E hoje chegou o tempo da vitória nos pênaltis, hoje chegou o dia de pegar pênalti, chegou o dia", comemorava.

Mas, além da religião, há muita dedicação no sucesso do goleiro.

"Eu estudo muito pênaltis, vejo no caminho do CT para o jogo, vejo as possibilidades. Hoje eu recebi uma informação dentro de campo, do preparador de goleiros, de que talvez o Rubens fosse um dos poucos que batiam naquele canto. E me deu o feeling. Foi uma informação importante, e depois é o momento de um para um com o batedor. Fiz o que ele passou para mim, a informação valeu a classificação."

Aos 34 anos, Weverton vive seu auge na carreira.

Mas sabe que não adianta sonhar.

O local de domínio, onde é valorizado, reconhecido, é o Palmeiras.

E pode ganhar o título que for.

Na seleção de Tite, ele não passa de terceiro goleiro...

Lateral francês aumenta lista de jogadores com problemas na justiça

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas