Cosme Rímoli O Grêmio se desrespeita. Para não punir jogadores em festa

O Grêmio se desrespeita. Para não punir jogadores em festa

Atletas vão festejar no domingo. Mesmo com o time em penúltimo lugar no Brasileiro. Cercados de pessoas sem máscara. Para não ter de afastar os atletas, direção declarou não ter acontecido nada demais. Vexame

  • Cosme Rímoli | Do R7

Rafinha tocando no domingo. Sem máscara. Festa, com o Grêmio em penúltimo lugar

Rafinha tocando no domingo. Sem máscara. Festa, com o Grêmio em penúltimo lugar

Reprodução/Twitter

São Paulo, Brasil

Constrangedora a omissão da direção do Grêmio, tricampeão da Libertadores.

Não é por acaso a revolta de milhares de seus torcedores nas redes sociais.

O clube vive uma das maiores crises técnicas de sua história recente.

Penúltimo colocado no Brasileiro, com apenas dez pontos em 42 pontos possíveis. São oito derrotas, quatro empates e duas vitórias.

Perdeu no sábado para o São Paulo, no Morumbi.

Na noite de ontem, jogadores importantes, trataram de festejar o aniversário de Paulo Miranda. Geromel, Rafinha, Luiz Fernando e Diego Souza foram flagrados cantando, alegres, batucando, dançando. Em Canoas, cidade próxima a Porto Alegre.

A cena é totalmente descabida, desrespeitosa com o momento gremista.

Tudo fica ainda sério pelo fato de estarem sem máscaras, em plena pandemia. 

Lógico que a pressão de torcedores, conselheiros e jornalistas era para que a diretoria e Luiz Felipe Scolari, que sempre preservou pela disciplina, tomassem alguma atitude. 

Houve a expectativa durante toda a tarde. 

A direção, que se calou durante a manhã, se manifestou. 

De forma constrangedora.

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense vem a público informar a sua torcida e demais interessados que tomou conhecimento, na manhã desta segunda-feira, de um vídeo que exibe jogadores do Clube em uma confraternização.

Imediatamente, o Conselho de Administração e o Departamento de Futebol se reuniram com os atletas envolvidos, para buscar os esclarecimentos que seguem:

- Os jogadores estavam comemorando o aniversário de um companheiro, ao lado de suas famílias e filhos e após cumprirem a sessão de treinamentos do domingo;

- O encontro aconteceu em um buffet infantil na cidade de Canoas, entre 18h e 24h;

- A festa foi organizada dentro das normas municipais vigentes para realização de eventos, com limite de convidados e respeito aos protocolos.

Ressalta-se, ainda, que os jogadores do Grêmio são orientados continuamente sobre os procedimentos de prevenção à COVID-19 e mantém rígido controle de saúde na rotina de treinamentos e jogos.

Com o prestígio que tem, se quisesse, Felipão teria conseguido punição a seus jogadores festeiros

Com o prestígio que tem, se quisesse, Felipão teria conseguido punição a seus jogadores festeiros

Lucas Uebel/Grêmio

Ficou mais do que claro. 

A direção e Felipão sabem do absurdo que foi essa festa de aniversário de Paulo Miranda. O evento pode ter acontecido em um buffet infantil.

Mas qual protocolo a direção do Grêmio acreditou?

Os jogadores estão aglomerados com membros de um conjunto que tocam e cantam sem máscara. Assim, como adivinhar se os parentes e convidados não estavam infectados?

Fora o desrespeito completo ao momento do Grêmio, em penúltimo lugar no Brasileiro.

Foi enorme irresponsabilidade de jogadores importantes, fundamentais.

A direção, e principalmente, Felipão sabem.

Mas afastar esses atletas seria pior, em termos técnicos.

O Grêmio ficaria ainda mais fraco do que já está.

Daí a omissão histórica, constrangedora.

Digna de uma equipe pequena, não do clube tricampeão da Libertadores.

Rafinha, Diego Souza, Luiz Fernando e o capitão Geromel deram um vexame.

Mas a diretoria e seu treinador conseguiram ser piores.

O Grêmio merece muito mais respeito...

Palmeirenses na lista: Boleiros desrespeitam protocolos em festas

Últimas