Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'O futebol feminino não é mais vitimista.' Exclusiva com Lucas Piccinato, treinador do supercampeão Corinthians 

O novo treinador do Corinthians mal chegou e conquistou a Supercopa do Brasil. Foi indicado pelo técnico da Seleção, Arthur Elias. Chega com personalidade forte e perspectiva clara. Seguir colecionando títulos

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

São Paulo, Brasil

Assumir o clube mais vencedor da história do futebol feminino no país. Com estrutura digna dos profissionais masculinos.

Capaz de lotar os estádios por onde vai. Com mais torcida do que o Flamengo. No feminino, sem dúvida.

Com jogadoras de altíssimo nível, muitas da Seleção Brasileira.

Publicidade

Assumir o comando de uma estrutura capaz de conquistar quatro Libertadores da América, cinco Campeonatos Brasileiros, três Supercopa do Brasil, uma Copa do Brasil e quatro Paulistas, não é para qualquer um.

Ele foi escolhido, com toda a convicção, do treinador supercampeão Arthur Elias, que foi para a Seleção Brasileira, mas avisando que deixaria um técnico 'à sua altura', no Corinthians.

Publicidade

Aos 33 anos, Lucas Piccinato assume com firmeza, responsabilidade, visão tática diferenciada e personalidade forte, o quase imbatível Corinthians.

"Me preparei para isso. Trabalhei por anos com o Arthur Elias, conheço profundamente sua filosofia de jogo. Somos amigos. Seu trabalho é espetacular, os títulos do Corinthians respondem por ele, merece ser o treinador da Seleção.

Publicidade

"Eu e o Arthur pensamos muito parecido, mas tenho as minhas características próprias. Encontro um grupo de mulheres vencedoras, com muita sede de mais conquistas, como eu.

"Sei da enorme responsabilidade que é comandar esse clube tão campeão.

"Estou mais do que pronto. Vim para lutar, com a cumplicidade das jogadoras, para ganhar todos os torneios que o Corinthians tiver pela frente."

O sucesso de Piccinato no futebol feminino foi avassalador. Em dez anos, deu um salto impressionante.

Começou no Centro Olímpico do Ibirapuera, em São Paulo, em 2014, comandando a equipe sub-15. Em dez anos, sua caminhada foi firme.

Passou a auxiliar do time principal feminino, logo estava treinando o sub-17. Em 2019, deixou o Centro Olímpico para assumir o comando do São Paulo, que estava na Segunda Divisão. Ganhou o Brasileiro da A2, subindo o clube de divisão, logo na primeira temporada. Venceu o Brasil Ladies Cup de 2021. Foi duas vezes vice paulista, em 2019 e 2021, perdendo justamente para o Corinthians.

Em julho de 2023, assumiu o Internacional.

Foi campeão gaúcho e caiu na semifinal da Libertadores, justo diante do Corinthians.

Seus times intensos, vibrantes, ofensivos, sem medo de pressionar o adversário, mesmo fora de casa, o levaram ao Parque São Jorge.

Lucas é direto quando perguntado sobre as dificuldades que passou antes de chegar à elite da elite do futebol feminino.

"O nosso esporte evoluiu muito. Mas há ainda bastante a crescer. E estamos crescendo.

"O que eu quero falar é que a fase do vitimismo acabou. Não precisamos de favores. Nós temos força para caminhar com as nossas pernas. O futebol feminino no Brasil é uma realidade, com equipes de altíssimo nível, com estrutura, que puxam as outras.

"Nos grandes jogos, os estádios estão cheios.

"Não é por acaso.

"Há partidas de alto nível.

"O futebol feminino no Brasil se fez respeitar."

O segredo do Corinthians supercampeão?

"Ter um grupo de jogadores muito talentosas, comprometidas com o trabalho. Parceiras. Ambiciosas como eu. E com fome de conquistas, que não passa. Com apoio total da nossa diretoria, da nossa diretora Cris Gambaré, da nossa incrível torcida, o Corinthians tem tudo para seguir conquistando. Foi para isso que fui contratado. Sei da minha missão."

Lucas Piccinato já chegou ganhando a Supercopa do Brasil. 'Corinthians manterá o apetite por títulos.'
Lucas Piccinato já chegou ganhando a Supercopa do Brasil. 'Corinthians manterá o apetite por títulos.' Lucas Piccinato já chegou ganhando a Supercopa do Brasil. 'Corinthians manterá o apetite por títulos.' (Corinthians)

A entrevista exclusiva com o técnico do supercampeão Corinthians, Lucas Piccinato, está no Canal do Cosme Rímoli, no YouTube.

Lá, há entrevistas exclusivas todas as semanas.

No canal estiveram Casagrande; Rodrygo, do Real Madrid;

PVC, Milly Lacombe, Mylena Ciribelli, Ronaldão,

Hortência, Zetti, Milton Neves, Cleber Machado, Leandro Castán, Denilson,

Juca Kfouri, Mauro Naves, Silvio Luiz, Marília Ruiz, Benjamin Back, Mauricio Noriega, Flávio Prado, 

Nelsinho Baptista, Mauro Beting, André Hernan, Reinaldo Carneiro Bastos, Wanderley Nogueira, Dodô, Ana Paula Oliveira, Salvio Spínola,

Flávio Gomes, André Henning, Wagner Ribeiro, Marco Aurélio Cunha, Márcio Zanardi, Ney Franco, Luiz Ceará, Reinaldo Gottino, Fernando Fernandes, Fábio Altmann,

Edu Dracena, Mano, Osmar Garraffa, Folmann, Mano, João Guilherme, Marco Aurélio Souza, Castilho de Andrade, Márcio Canutto, Carlos Ceretto, Rodrigo Vessoni, Bruno Laurence, Jorge Nicola...

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.